• Açúcar e Adoçantes
  • Cereais
  • Chás
  • Faninha e Farinaceos
  • Frutas Desidratadas
  • Grãos e Sementes
  • Leites e Bebidas em Pó
  • Oleaginosos
  • Suplementos
  • Temperos e Especiarias

Açúcar de Côco

Por ter mais vitaminas, o açúcar de coco se tornou um substituto nutritivo para a opção refinada e tem sido usado com frequência por quem está de dieta ou quer manter uma alimentação mais saudável.

AÇUCAR DE CÔCO

Por ter mais vitaminas, o açúcar de coco se tornou um substituto nutritivo para a opção refinada e tem sido usado com frequência por quem está de dieta ou quer manter uma alimentação mais saudável. Marie Claire conversou com os especialistas Helton Finnochio, da Clínica Andrea Santa Rosa Garcia, e Patricia Davidson, adeptos à nutrição funcional, para conhecer mais sobre o alimento e saber de que forma é possível aproveitá-lo no dia a dia.

PRODUÇÃO QUE MANTÉM AS VITAMINAS
O grande valor nutricional do açúcar de coco está diretamente relacionado com seu processo de extração, que é feito a partir das flores da palma de coco. “Por não passar pelo processo de refinamento, mantém as vitaminas e minerais originais”, explica Patricia Davidson.

GRANDE VALOR NUTRICIONAL
Entre seus benefícios, estão a grande quantidade de potássio, magnésio, zinco e ferro. O açúcar de coco também é uma fonte natural de vitaminas B1, B2, B3 e B6. Os especialistas também apontam o baixo índice glicêmico do alimento como uma de suas principais vantagens, já que faz com que a liberação de energia no organismo ocorra de forma mais lenta.

QUEM PODE CONSUMIR?
De acordo com Helton e Patricia, o açúcar de coco pode ser utilizado por crianças, adultos, idosos e gestantes, sempre considerando a indicação de um nutricionista. Mesmo com sua baixa carga glicêmica, diabéticos devem ter cautela em relação ao consumo. “Além de conter as mesmas calorias do refinado, o de coco tem grande parte de açúcar vindo da sacarose e da frutose”, conta Helton Finnochio. Como pacientes com diabetes precisam controlar ainda mais a quantidade de sacarose e frutose em suas dietas, é importante prestar atenção no consumo do açúcar de coco, apesar de suas propriedades benéficas ao organismo.

POR QUE SUBSTITUIR O AÇÚCAR REFINADO?
Patricia Davidson explica que o açúcar branco perde todos os seus nutrientes durante o processamento, por isso é um poderoso vilão de qualquer dieta. “Ele aumenta rapidamente o índice glicêmico no sangue e também pode causar danos ao nosso organismo”. De acordo com os nutricionistas, o açúcar refinado contém aditivos como clarificantes, antiumectantes, precipitadores e conservantes, danosos à saúde. Por isso, segundo os especialistas, ele pode e deve ser substituído na mesma proporção pelo açúcar de coco, que possui diversos nutrientes e, como é extraído de forma natural, não conta com as mesmas substâncias danosas.

CONTROLE A QUANTIDADE
Apesar de saudável, o açúcar de coco possui calorias e deve ser usado com moderação. Cheio de vitaminas, o açúcar extraído do coco é um ótimo substituto do açúcar comum. Embora com a mesma quantidade de calorias do que o açúcar refinado, o índice glicêmico do açúcar de coco é mais baixo, logo as chances de estocar aquelas gordurinhas indesejáveis diminui. A razão é simples: quando há picos de açúcar no sangue, o organismo é obrigado a liberar insulina para retirar esse açúcar. Como não tem para onde ir, ele é estocado em forma de gorduras nada bem-vindas. “O índice glicêmico é a velocidade em que o carboidrato é digerido e transformado em açúcar no sangue. Os alimentos com alto índice glicêmico aumentam a quantidade de açúcar no sangue, fazendo com que o pâncreas trabalhe mais na liberação de uma quantidade maior de insulina para normalizar a glicose no sangue”, explica Cíntia Azeredo, nutricionista do Vita Check-up Center. “Esse processo poderá levar a uma sobrecarga no pâncreas”, alerta ela.

Stevia

A estévia ou stevia é um adoçante natural que não contém substâncias químicas ou outros ingredientes impronunciáveis, e na verdade é muito mais doce do que o açúcar e outros adoçantes, e por isso pode ser utilizado com moderação.

STEVIA

A estévia ou stevia é um adoçante natural que não contém substâncias químicas ou outros ingredientes impronunciáveis, e na verdade é muito mais doce do que o açúcar e outros adoçantes, e por isso pode ser utilizado com moderação.

Mais importante ainda, a estévia é alternativa saudável em comparação com outros adoçantes, já que não contém calorias e um índice glicêmico zero. Uma escolha ideal para os diabéticos, a estévia é cada vez mais recomendada para aqueles que sofrem de diabetes.

Com capacidade de adoçar 300 vezes mais que o açúcar, a STEVIA não possui calorias e é diurética. Seu princípio doce, o glicosídeo, foi isolado na Alemanha em 1908, mas índios Guaranis já a usavam, por conter propriedades medicinais. Sua ação hipoglicêmica estimula a secreção de insulina, reduzindo o nível de glicose no sangue. Por isso alimentos adoçados com stévia podem ser muito importantes na dieta de diabéticos.

O que faz a Stevia ser tão atraente como adoçante é que o corpo humano não digere e nem metaboliza este glicosídeo, o composto que dá o sabor doce, então não obtemos calorias da Stévia. Além disso, o glicosídeo não se modifica no trato intestinal, por isso a planta possui índice glicêmico igual a zero. Como se não bastasse, as folhas da Stévia contêm vários nutrientes necessários a uma dieta saudável:

Sais minerais: Alumínio, Cálcio, Cromo, Cobalto, Flúor, Ferro, Magnésio, Manganês, Fósforo, Potássio, Selênio, Sódio, Estanho, Zinco;

Vitaminas: Ácido ascórbico (vitamina C), Beta-caroteno (precursor vitamina A), Niacina, Riboflavina, Tiamina (vitaminas do complexo B); …e muitos outros componentes.

Açúcar Demarara

O açúcar demerara fica, caracteristicamente falando, entre o açúcar mascavo e o açúcar refinado. Em termos nutricionais ele é muito parecido com os valores nutricionais do açúcar mascavo.

AÇÚCAR DEMERARA ORGÂNICO

O açúcar demerara fica, caracteristicamente falando, entre o açúcar mascavo e o açúcar refinado. Em termos nutricionais ele é muito parecido com os valores nutricionais do açúcar mascavo. O grão do açúcar demerara é marrom claro e para alguns é melhor já que ele não altera o sabor dos alimentos como faz o mascavo (que deixa um gosto de cana-de-açúcar). Seus únicos inconvenientes são: ter os grãos grandes e de difícil dissolução (mas isso é simples de resolver peneirando o açúcar e triturando no liquidificador quando os grãos forem muito grandes); e ser mais caro que os demais (mas cada centavo a mais vale a pena).

AÇÚCAR DEMERARA – BENEFÍCIOS
Os benefícios do açúcar demerara são observados a partir dos nutrientes que nele estão presente, enquanto o açúcar refinado não possui nada ou quase nada em termos nutricionais. Na lista abaixo confira os nutrientes mais expressivos no açúcar demerara (que também são encontrados no açúcar mascavo).

AÇÚCAR DEMERARA TABELA NUTRICIONAL (benefícios nutricionais em 100g)

  • Vitamina B1: 0,01mg
  • Vitamina B2: 0,01mg
  • Vitamina B6: 0,03mg
  • Cálcio: 85mg
  • Magnésio: 29mg
  • Cobre: 0,3mg
  • Fósforo: 22mg
  • Potássio: 346mg
  • Calorias: 376 cal
  • Carboidratos: 97,33g

O poder adoçante do açúcar demerara é menor que o do açúcar branco, então, acabamos tendo que colocar um pouquinho a mais de quantidade de açúcar que o habitual, na seguinte proporção: para 1 colher de chá de açúcar branco colocar a mesma colher, mas cheia.

AÇÚCAR DEMERARA ENGORDA?
Qualquer tipo de açúcar engorda, inclusive o demerara. No entanto, tanto o açúcar demerara quanto o açúcar mascavo têm 376 calorias em 100 g. Já o açúcar branco tem 387 calorias na mesma quantidade de açúcar, portanto, engorda um pouco mais que o demerara, além de não oferecer benefícios do açúcar demerara e mascavo.

AÇÚCAR DEMERARA – OBTENÇÃO
O açúcar demerara passa por um refinamento leve e não recebe aditivos químicos como o açúcar branco refinado, o qual é muito claro, branquinho e “bonito”, dissolve facilmente, não altera a cor, nem dá gosto de caldo de cana aos alimentos, porém , o açúcar branco é prejudicial à saúde.

DICA DE USO DO AÇÚCAR DEMERARA EM RECEITAS
Às vezes, se quero grãos mais finos para alguma receita, trituro o açúcar demerara no liquidificador usando a tecla pulsar e uso normalmente. Em receitas que levam muito açúcar como bolos e doces em calda, use na mesma quantidade que o açúcar refinado. Para adoçar suco, café, leite, etc., use na proporção: uma colher de açúcar branco equivale a uma colher cheia de açúcar demerara (ou uma colher e meia — para quem usa medidores e colher.

CONCLUSÃO SOBRE O AÇÚCAR DEMERARA:
O açúcar demerara é uma opção saudável para adoçar suas receitas e seu cafezinho, muito melhor que o açúcar branco refinado e os adoçantes químicos.

Açúcar Mascavo

O açúcar mascavo é um extrato de cana que se parece mais com o melaço do que o açúcar refinado, pelo menos em seu sabor. Mas é muito mais saudável quanto as suas propriedades nutricionais.

AÇÚCAR MASCAVO

O açúcar mascavo é um extrato de cana que se parece mais com o melaço do que o açúcar refinado, pelo menos em seu sabor. Mas é muito mais saudável quanto as suas propriedades nutricionais.

A fama do açúcar mascavo se deve ao fato de que, por não ter tantos processos em sua elaboração, não apenas conserva melhor suas qualidades, mas também tem um sabor mais atraente. É por esta razão que pode ser usado tanto como edulcorante como para dar sabor as suas preparações. Conheça mais sobre os benefícios e propriedades do açúcar mascavo.

Propriedades Nutricionais Do Açúcar Mascavo:
Os benefícios e as propriedades nutricionais do açúcar mascavo se relacionam diretamente com as vantagens que tem sobre o açúcar refinado. Em outras palavras, para falar do por que convém usar o açúcar mascavo, é preciso dizer em que é melhor do que o açúcar branco refinado.

Tem menos calorias.Se você consome 100 gramas de açúcar mascavo, estaria assimilando 100 calorias a menos do que se consumisse a mesma quantidade de açúcar branco refinado.

Têm mais nutrientes. Enquanto que o açúcar branco não fornece muito mais do que calorias vazias e carboidratos, o mascavo te oferecerá várias vitaminas (grupo A e B), ferro, magnésio e potássio.

Fornece antioxidante e sabor de melaço. Enquanto que o açúcar branco não tem praticamente nada a oferecer, além da sua capacidade adoçante, o açúcar mascavo te oferecerá antioxidantes, fibras e um delicioso sabor de melaço, além da sua coloração escura e terrosa que pouco tem a ver com esse pó brilhante e prejudicial tão habitual dentro da vida de todos e da própria indústria.

É muito mais digerível e mais assimilável no sangue. É por isso que o consumo de açúcar mascavo é recomendado para diabéticos.

Xylitol

Xilitol é um adoçante natural encontrado nas fibras de muitos vegetais, incluindo milho, framboesa, ameixa, entre outros. Conheça seus benefícios!

XYLITOL

Xilitol é um adoçante natural encontrado nas fibras de muitos vegetais, incluindo milho, framboesa, ameixa, entre outros. Conheça seus benefícios!

– Baixas calorias – Possui 40% menos calorias em relação ao açúcar comum;

– Não possui nenhum tipo de conservante;

– É um açúcar não fermentável e com isto não provoca cáries como os açúcares comuns;

– Não apresenta sabor forte como muitos adoçantes artificiais;

– Apresenta ação inibidora contra bactérias na região da boca, nariz e ouvidos, prevenindo resfriados, sinusites, infecções respiratórias e otorrinolaringológicas;

– Livre de glúten e lactose;

– Em um estudo, mascar chicletes adoçados com xilitol reduziu os níveis das bactérias ruins entre 27 e 75%, ao passo que não teve efeito sobre as bactérias boas.

– O xilitol também traz outros benefícios dentários:

– O xilitol aumenta a absorção de cálcio no sistema digestivo (o que é bom para os dentes e também pode proteger contra a osteoporose);

– O xilitol aumenta a produção de saliva (que contém cálcio e fosfato, que são absorvidos pelos dentes, ajudando na remineralização);

– O xilitol reduz a acidez da saliva (o que ajuda a combater a degradação causada pelo ácido ao esmalte do dente).

– Há alguns estudos com ratos que mostram que o xilitol pode aumentar a produção de colágeno, o que pode ajudar a neutralizar os efeitos do envelhecimento da pele.

– O xilitol também pode ajudar na proteção contra a osteoporose – em um estudo, ele causou aumento tanto no volume ósseo quanto no teor mineral dos ossos de ratos.

– E, apesar de o xilitol matar as bactérias “ruins” na boca, ele também pode alimentar as bactérias boas do intestino, o que é um ponto positivo.

– Em se tratando disso, ele funciona como uma espécie de fibra solúvel.

Pessoas usam polióis como o xilitol para adoçar todos os tipos de coisas… cafés, chás e receitas diversas – inclusive receitas de sobremesas adequadas à dieta low-carb.

Sendo que você pode substituir o açúcar pelo xilitol na proporção de 1:1.

No entanto, caso você tenha síndrome do intestino irritável ou intolerância a FODMAPs, é melhor ter um cuidado extra com os álcoois de açúcar – ou mesmo talvez evitá-los completamente.

Um Dúvida Comum: Xilitol Pode Ser Aquecido?
Uma dúvida muito comum diz respeito ao aquecimento do xilitol. Pesquisando a fundo sobre o assunto, não encontramos nenhum evidência que o xilitol teria suas propriedades alteradas ou deixaria de ser xilitol quando exposto a altas temperaturas. Dessa forma, acreditamos que se trata de um composto estável e seguro para ser usado inclusive em receitas que o façam ser aquecido, seja no forno, fogão ou mesmo microondas.

Aveia

Bastam 3 colheres por dia, ou meia xícara de chá, para controlar o colesterol e manter as taxas de açúcar no sangue sob medida. Ainda fortalece as defesas e afugenta os tumores.

AVEIA

Bastam 3 colheres por dia, ou meia xícara de chá, para controlar o colesterol e manter as taxas de açúcar no sangue sob medida. Ainda fortalece as defesas e afugenta os tumores.

Ela é o típico ingrediente que está no topo da lista de qualquer repertório dos Nutrólogos.

Foi um dos primeiros alimentos a receber o título de funcional – além de fornecer substâncias essenciais ao organismo, ela é capaz de prevenir certas doenças.

Rica em fibras, a aveia é um item obrigatório de quem pretende conservar os níveis de açúcar no sangue sob controle. O cereal ajuda a evitar a sobrecarga de glicose e de insulina, o hormônio que leva os compostos açucarados para dentro das células. As fibras permitem que a glicose seja absorvida de maneira lenta e gradual, o que, por sua vez, regulariza a liberação de insulina.

Um forte aliado para quem sofre de Diabetes tipo 2, uma vez que suas fibras diminuem os picos de glicemia. Como ela prolonga o efeito de saciedade, o organismo entende que não mais precisa liberar glicose, o que ocorreria caso a pessoa ainda não se sentisse plenamente saciada, ou seja, com fome.

Dicas simples para consumo
A recomendação é consumir, no mínimo, três colheres de sopa de farelo de aveia por dia, algo equivalente a meia xícara de chá. Vale polvilhá-lo sobre a salada de frutas ou de folhas, ou usá-lo no preparo de uma massa para bolos, pães ou biscoitos. Se preferir, invista em quatro colheres de sopa da farinha obtida do cereal.

O excesso de insulina também favorece à criação de depósitos de gordura corporal. Uma porção de mamão ou banana salpicada de aveia pela manhã vai impedir que a fome chegue rápido e, o principal, que o indivíduo se exceda no almoço.

As poderosas Betaglucanas contidas nela proporcionam um extraordinário papel em nosso sistema imune. Elas ainda modulam as células de defesa que estão envolvidas nos processos inflamatórios. Isso quer dizer que esse nutriente ajuda a impedir inflamações recorrentes – cenário ideal para o desenvolvimento de diversas doenças.

No cereal também encontramos vitaminas e minerais antioxidantes, ou seja, capazes de eliminar os radicais livres que danificam nossas células.

DIFERENÇAS ENTRE FARELO, FLOCOS OU FARINHA DE AVEIA
Qual a diferença entre o farelo, a farinha e os flocos de aveia?
O farelo de aveia é produzida a partir da moagem da parte interna do grão. Ou seja, ela descarta as fibras presentes na casca, mas mantém os carboidratos, as proteínas e os minerais. A farinha de aveia é ideal para substituir a farinha de trigo na preparação de bolos, pães e tortas, entre outras receitas.

Já a farinha de aveia é obtido da casca dos grãos de aveia, exatamente onde é encontrada a fibra beta-glucana.

Por fim, os flocos de aveia são feitos por meio dos grãos de aveia inteiros, que são prensados até adquirirem um formato achatado. Os flocos de aveia podem ser encontrados nas versões fina e grossa e podem ser consumidos tanto in natura como adicionados a iogurtes, sucos, vitaminas, sopas e frutas.

Cevada

A cevada é muito conhecida entre os apreciadores da cerveja, mas não conhecem quais as outras formas de consumo da cevada e nem os benefícios para o corpo.

CEVADA

A cevada é muito conhecida entre os apreciadores da cerveja, mas não conhecem quais as outras formas de consumo da cevada e nem os benefícios para o corpo. A cevada é um grão cultivado principalmente no Brasil, de acordo com dados da Embrapa, 30% de toda a demanda mundial de fabricação de cerveja é suprida pela produção de grãos do Brasil.

Você sabia que a cevada é utilizada para fazer café? Isso mesmo, ela possui alguns aspectos que são semelhantes ao café, como: sabor, cor e aspecto, porém são livres da cafeína, substância que estimula o organismo. A cevada é utilizada para este fim para quem é amante da bebida mais não pode realizar o consumo de café com cafeína devido aos seus efeitos.

Benefícios da cevada para o organismo
Já como 1º benefício é que a cevada não contém cafeína. A farinha da cevada verde ajuda na digestão, pois possui uma fibra que age como estimulante do organismo além de possui ação diurética, eliminando os líquidos que causam o inchaço no corpo. Quem aderiu as dietas restritivas podem substituir a farinha de trigo pelo farelo da cevada. Pensa que acabou por aqui, vamos conferir os outros 4 principais benefícios que a cevada traz para seu organismo:

Rico em vitaminas e minerais
A cevada é rica em vitaminas A, B, C e K e possui minerais como cálcio, selênio, cobre, zinco, fósforo além de mais 20 aminoácidos que são essenciais para manter o bom funcionamento do organismo.

Cevada emagrece
Devido a alta concentração de vitamina B12 em sua composição, o metabolismo fica acelerado ajudando no processo de emagrecimento, pois aumenta a produção de energia para que o corpo gaste. Além disso, a cevada melhora a circulação sanguínea, o que também resulta no aumento da produção de energia das células.

Controle hormonal
A cevada é uma ótima aliada no controle hormonal, já que é rica em iodo que atua diretamente nas glândulas da tireoide.

Benefícios para o corpo e para o cabelo
A cevada possui diversas propriedades que auxiliam na regeneração das células da pele devolvendo a sua elasticidade e hidratação. O reforço da estrutura celular do cabelo é concedido pelo fósforo. A biotina estimula o crescimento do cabelo e das unhas enquanto a clorofila atua como desintoxicante do organismo.

Como consumir a cevada
A cevada é muito encontrada em forma de farelo em lojas de produtos naturais, ela pode ser incluída em receitas como massas de pães, bolos e tortas, substituindo a farinha de trigo normal.

Farelo de Aveia

Farelo de aveia é um dos maiores segredos das dietas modernas e é a aposta certeira das famosas para perder peso.

FARELO DE AVEIA

Farelo de aveia é um dos maiores segredos das dietas modernas e é a aposta certeira das famosas para perder peso. Isso porque o grão esfarelado tem poder emagrecedor e pode ser facilmente consumido em receitas gostosas, que fazem enxugar os quilinhos extras sem perceber, evitando passar por grandes sacrifícios.

 

Prova disso é que o programa alimentar mais famoso da atualidade, a Dieta Dukan, se baseia em adicionar farelo de aveia às receitas em substituição à farinha branca. Essa simples mudança faz com que os pratos se tornem mais saudáveis e ajudem a eliminar calorias.

 

Esse regime se tornou conhecido após ser seguido pela princesa Kate Middleton. Depois disso, virou o queridinho das famosas: as internacionais Beyoncé, Jennifer Lopez e Penélope Cruz e as brasileiras Mariana Belém, Fernanda Paes Leme e Ildi Silva são algumas das seguidoras.

 

Benefícios do farelo de aveia

A aveia é um grão potente, rica em minerais como cálcio e ferro, além de possuir vitaminas do complexo B e E, proteínas e fibras. Entre seus benefícios, é capaz de promover sensação de saciedade, melhorar o funcionamento intestinal, facilitar a digestão, controlar a pressão arterial, diminuir colesterol ruim e controlar quantidade de açúcar no sangue.

Pode ser encontrada nas versões farelo, farinha ou flocos. Entre as três, o farelo de aveia é o que mais ajuda na dieta. “Esse tipo provém da camada externa do grão e, por isso, possui maior concentração de fibras betaglucanas”, explica a nutricionista Vivian Goldberger.

 

Como consumir

Segundo a profissional, é indicado comer 30 gramas do alimento por dia, o equivalente a três colheres de sopa. Além disso, para adquirir todos os benefícios da aveia é necessário beber de cinco a seis copos de água por dia, para que ela não cause prisão de ventre.

 

É possível adicionar o farelo a frutas, sucos ou vitaminas e ainda em receitas como tortas, quiches, pães e almôndegas. Existem também receitas da Dieta Dukan que utilizam o ingrediente.

Sagu

Aqui no Brasil, as bolinhas de sagu são feitas de amido de mandioca. Podem ser feitas também com uma mistura de amidos de mandioca e batata-doce, como fazem os chineses.

SAGU

Aqui no Brasil, as bolinhas de sagu são feitas de amido de mandioca.
Podem ser feitas também com uma mistura de amidos de mandioca e batata-doce, como fazem os chineses. Ou ainda com araruta, usada em vários países da América do Sul. Féculas de batata, feijão e milho são outras escolhas. O fato é que sagus são produzidos com tipos de féculas diferentes, geralmente as que são mais fartas no lugar. No nosso caso, mandioca. O importante é que resultem em pequenas esferas que fiquem translúcidas ou transparentes com textura elástica e gomosa depois de cozidas.

Na Índia, o sagu é feito de mandioca, mas podem ser coloridos e ainda hoje grande parte é produzida artesanalmente. O processo doméstico envolve a extração da fécula – ralar a mandioca, lavar, separar a fibra, deixar o caldo leitoso em descanso para que o amido se sedimente e desprezar o líquido – do mesmo jeito que extraímos a goma para a tapioca. A massa úmida pode ser agitada sobre tecido para se formem grânulos ou pode ser pressionada contra uma peneira perfurada. Depois, as bolinhas passam por secagem em tachos para pré-gelatinizar o amido e extrair a umidade. Ficam soltas e opacas.

Na indústria, a diferença é que todas essas fases são mecanizadas. As raízes passam por extratores do amido, que segue seu trajeto entre granuladores, cilindros giratórios, placas aquecidas, fornos, desidratadores e empacotadores. Assim, as pérolas encontradas no comércio são pequenas esferas perfeitas. Perfeitas, mas insípidas, como também são as artesanais, independentemente do tipo de amido. O que confere sabor é o tempero que vai no preparo. Por aqui, o mais comum é cozinhar com vinhos, frutas vermelhas, cravo e canela. Mundo afora há diversas receitas, como os sagus doces do tempo dos mingaus ingleses ou imitações de caviar quando tingidos de preto.

Na Índia, eles entram em saladas, sopas, bolinhos com batatas, em discos brancos ou coloridos fritos e crocantes como chips e, claro, sobremesas. Nos mercados chineses, as bolinhas podem ser encontradas em tamanho maior com coloração enegrecida graças à passagem por caramelo ou pigmentos alimentares – na Liberdade, em São Paulo, não é raro encontrá-las. Os chineses usam o sagu escuro no bubble tea, com chá verde gelado. Os japoneses chamam uma bebida parecida de pobá ou bobá, feita com leite ou suco de frutas. Nos dois casos, o sagu é a parte mastigável e divertida do suco. Nas Filipinas, uma cobertura de sagu com calda de açúcar faz parte do taho, guloseima de rua, espécie de coalhada de leite de soja. Na Tailândia, há de pudins a sopas com as bolinhas.

Não importa o que pretenda fazer com o sagu, uma boa forma de preparo é deixá-lo coberto com bastante água por algumas horas ou durante a noite, depois deixar escorrer numa peneira por 4 horas até perder o excesso de umidade. Pode usar água colorida naturalmente com pigmentos vegetais – flor de hibisco, malvavisco ou feijão-borboleta, por exemplo. Se for cozida, cerca de 25 minutos em bastante água fervente são suficientes. Mas, se esqueceu de deixar de molho e quer usar imediatamente, cozinhe em bastante água fervente (1 xícara para 3 litros de água) por cerca de 1 hora. Depois escorra, enxague em água fria para extrair o excesso de goma diluída e siga o preparo.

Os benefícios do sagu para a sua saúde:


1. Aumenta os níveis de energia
Sendo um amido puro, o sagu é altamente calórico, tornando-se uma escolha perfeita como alimento antes ou depois de um treino. Além disso, se você notar que seus níveis de energia caem muito antes do fim do dia, pode ser sinal de que você não consume carboidratos suficientes durante a jornada diária. O sagu é considerado um carboidrato complexo, tornando-se uma ótima maneira de manter os níveis de energia durante todo o dia.

2. Melhora a digestão
Sendo um amido puro, o sagu é altamente calórico, tornando-se uma escolha perfeita como alimento antes ou depois de um treino. Além disso, se você notar que seus níveis de energia caem muito antes do fim do dia, pode ser sinal de que você não consume carboidratos suficientes durante a jornada diária. O sagu é considerado um carboidrato complexo, tornando-se uma ótima maneira de manter os níveis de energia durante todo o dia.

3. Melhora a circulação
O sagu contém ferro em abundância, um mineral essencial no corpo humano, uma vez que tem um papel fundamental na formação de células vermelhas do sangue. Comer sagu aumenta a produção de células do sangue, prevenindo a anemia, e melhora o fluxo de oxigênio para o corpo, mantendo-o em boas condições.

4. Fortalece os ossos
Sagu contém ferro e cálcio – ambos são essenciais na proteção e desenvolvimento dos ossos no corpo. Como a densidade óssea diminui com a idade, a adição de sagu de tapioca à sua dieta vai ajudar os ossos do corpo a recuperar a densidade, mais uma vez, impedindo osteoartrite, osteoporose e flexibilidade reduzida.

5. Promove ganho de peso saudável
Graças aos altos níveis de carboidratos complexos no sagu de tapioca, ele pode ser usado por pessoas que desejam ter ganho de massa muscular e peso corporal rapidamente. Uma xícara de tapioca contém 45% das necessidades diárias de carboidratos, e não contém gorduras saturadas nem colesterol, tornando-se a escolha perfeita.

6. Benefícios metabólicos
Apesar de não ser rico em proteínas, o sagu ainda é uma boa fonte para obtê-la. A proteína é absolutamente necessária para uma dieta saudável, já que tem um papel vital na construção de músculos, cicatrização, produção de sangue e até mesmo respiração.

Tapioca

A tapioca é feita da goma de mandioca (ou aipim ou macaxeira) hidratada. Há quem coloque uma pitada de sal na massa, e só! Não vai um pingo de óleo ou gordura na massa e nem no preparo, assim como nenhum outro ingrediente.

TAPIOCA

DO QUE É FEITA A TAPIOCA?
A tapioca é feita da goma de mandioca (ou aipim ou macaxeira) hidratada. Há quem coloque uma pitada de sal na massa, e só! Não vai um pingo de óleo ou gordura na massa e nem no preparo, assim como nenhum outro ingrediente. Além disso, algumas marcas de tapioca podem ser saborizadas e, nesses casos, costumam levar um pouco de sal.

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DA TAPIOCA?
Por ser feita apenas de mandioca, a tapioca é um alimento natural com baixo teor de sódio, sem gordura, rico em carboidratos de fácil digestão e sem glúten. Lembrando que o glúten é uma proteína que pode gerar inflamação no organismo, favorecendo o acúmulo de gordura, prejudicando o intestino e causando inchaço. Além de tudo isso, vale lembrar que outro super benefício da tapioca é o seu delicioso sabor, e a possibilidade de prepara-la com diferentes recheios! Assim, a tapioca pode ser incluída na alimentação em diferentes horários do dia.

TAPIOCA ENGORDA?
Depende de alguns fatores, como: a quantidade que comer, o que utilizar como recheio e em que momento comer (uma tapioca de brigadeiro de sobremesa, por exemplo, com certeza irá engordar). Brincadeiras à parte, a tapioca é, sim, uma ótima opção de carboidrato, podendo fazer parte de uma alimentação saudável. Apesar de ser um carboidrato simples (que vira gordura rapidamente), tem o índice glicêmico menor do que o pão branco e não tem gordura ou glúten. Para quem quer controlar o peso e não vai utilizá-la como pré-treino, uma dica é incluir na tapioca (no recheio ou na massa) ingredientes ricos em fibras, como chia ou linhaça triturada. Assim, é possível reduzir o índice glicêmico da preparação, o que evita o aumento de peso e ainda aumenta seu valor nutricional.

EM MÉDIA, QUANTAS CALORIAS TEM UMA TAPIOCA (SEM RECHEIO)?
Uma tapioca feita com 2 colheres de sopa de massa possui cerca de 70 calorias.

PARA PESSOAS QUE MALHAM E DESEJAM GANHAR MASSA, TEM ALGUM HORÁRIO RECOMENDADO PARA COMER TAPIOCA?

No pré-treino: a tapioca é um ótimo pré-treino, já que é fonte de carboidrato simples (de rápida absorção) e de fácil digestão, ou seja, fornece bastante energia antes do treino, mas não ajuda efetivamente no ganho de massa.

No pós-treino: a crepioca é uma boa opção para o pós-treino. Na receita da crepioca mistura-se duas colheres de tapioca com um ovo (caso prefira pode utilizar só a clara). Também pode ser consumida da forma tradicional, com algum recheio saudável. Como a tapioca tem alto índice glicêmico, auxilia na absorção de outras proteínas, como as encontradas nos suplementos esportivos, tipo whey protein.

QUAL O MELHOR HORÁRIO PARA CONSUMIR TAPIOCA?
Por ser versátil, a tapioca pode ser incluída em qualquer refeição do dia, como no café da manhã em substituição aos pães ou até nos lanches intermediários entre as refeições principais.

Em dias mais corridos, a tapioca pode ser um lanche rápido para o jantar, sempre acompanhada de recheios saudáveis e, se possível, com uma salada e fruta de sobremesa, assim se tornará uma refeição completa.

RECHEIOS SAUDÁVEIS PARA A TAPIOCA
Para incluir a tapioca em uma dieta equilibrada e saudável, a dica é escolher bem os recheios. Além disso, como a tapioca é rica em carboidratos e pobre em fibras, seu índice glicêmico é alto e isso faz com que o carboidrato da tapioca seja absorvido rapidamente, aumentando o pico de glicemia no sangue. Para evitar isso, uma dica é incluir chia ou linhaça triturada (pode ser na massa ou no recheio) e colocar um fio de óleo de coco para prepará-la.

Veja combinações de recheios saudáveis:

  • • Frango desfiado, ricota e salsinha
  • • Espinafre e tomate-cereja
  • • Atum e cenoura ralada
  • • Milho, berinjela e tomate
  • • Banana e pasta de amendoim
  • • Ovo mexido
  • • Creme de alfarroba com morango

Granola

A granola tornou-se uma aliada das pessoas que buscam dietas mais saudáveis e praticantes de exercício que precisam de alimento rápido, com alto valor energético e fácil de carregar.

GRANOLA

10 Benefícios da granola – Para que serve e propriedades
A granola tornou-se uma aliada das pessoas que buscam dietas mais saudáveis e praticantes de exercício que precisam de alimento rápido, com alto valor energético e fácil de carregar. Ela é rica em vitaminas A, C e E, minerais, fibras, sódio, potássio, zinco, fósforo, magnésio, cálcio, vitaminas do complexo B e ferro.

Seu consumo pode auxiliar na regulação da digestão e na melhora no funcionamento geral dos órgãos. Ela também tem o poder de baixar o colesterol, ajudar nos programas para perda de peso, melhorar a saúde do coração, aumentar a energia e prevenir anemia. O consumo regular de granola também ajudar a baixar os níveis da pressão arterial, aumentar a cognição, melhorar a aparência da pele, estimular o crescimento de novos tecidos, fortalecer os ossos, ajudar a controlar o diabetes e estimular o desenvolvimento hormonal.

1 – Baixa o colesterol
As fibras solúveis encontradas na aveia são particularmente úteis para diminuir os níveis de colesterol ruim das artérias. As fibras solúveis também se ligam aos ácidos biliares e, juntos, eles quebram as moléculas de gordura, reduzindo-as e permitindo que elas atravessem o trato digestivo e sejam removidas do organismo.

2 – Ajuda a perder peso
O emagrecimento está entre os benefícios da granola. As fibras presentes nos cereais integrais da granola ajudam a manter a sensação de saciedade por retardarem o processo de digestão, por isso a granola é indicada para pessoas que precisam comer menos. Embora alguns ingredientes da granola possam ser mais calóricos, como as castanhas, a energia que elas trazem ao organismo e os benefícios das fibras no trato intestinal, justificam seu consumo por pacientes em dieta de redução de peso. Esse benefício não é valido se a composição estiver repleta de açúcar e gorduras ruins.

3 – Melhora a saúde do coração
As fibras podem melhorar a saúde do coração porque literalmente removem o LDL, ou seja, o colesterol ruim das artérias, assim como outras gorduras que levam a doenças cardíacas como a aterosclerose, ataque cardíaco e derrame.

4 – Aumenta a energia vital Esportistas adoram granola não só pela praticidade. Ela realmente ajuda a melhorar todo o metabolismo o que leva a um consumo eficiente de energia pelo organismo. A granola contém quase todos os minerais essenciais para a nossa saúde: Magnésio, fósforo, zinco, cobre, manganês e selênio. O magnésio, por exemplo, age em mais de 300 reações enzimáticas do organismo, incluindo a produção de energia, o uso eficiente do cálcio e a manutenção da saúde dos ossos.

5 – Previne anemia Outro benefício da granola é a sua capacidade de prevenir a carência de ferro no organismo, uma vez que a aveia é uma é uma fonte significante deste mineral. Quando há falta de ferro, ocorre uma deficiência de glóbulos vermelhos no sangue, a anemia. A doença causa cansaço, dores de cabeça, problemas intestinais e dificuldade de aprendizado. Cada porção de um copo de granola possui o equivalente a um terço da necessidade diária de consumo de ferro.

6 – Ajuda a baixar os níveis da pressão arterial
Pressão arterial alta implica em maior risco de doenças do coração, derrame e doenças renais. De acordo com o U.S. Department of Health and Human Services (Departamento Americano de Saúde e Serviços à Pessoa), os grãos integrais como a aveia podem baixar a pressão sanguínea porque contem alta concentração de potássio e pouco sódio.

7 – Aumenta a cognição
A granola também é benéfica para o cérebro em vários aspectos. O ômega 3, um tipo de gordura poliinsaturada presente na granola é essencial para o bom funcionamento do cérebro. O alimento também é fonte de vitamina E, um antioxidante que protege o nosso corpo de radicais livres e melhora o funcionamento do sistema nervoso. As vitaminas do complexo B da granola, dão suporte a energia gasta no nosso metabolismo, nas funções nervosas no nosso corpo, no desenvolvimento celular e na prevenção de certas más formações no tubo neural dos bebês.

8 – Melhora a aparência da pele e dos cabelos
A vitamina E, presente em abundancia na granola é fundamental em uma série de processos no nosso corpo, incluindo os que previnem a pele do envelhecimento precoce e o fortalecimento dos cabelos. A vitamina E também melhora a saúde do coração, o que aumenta a eficiência da irrigação sanguínea nas extremidades dos folículos capilares e das unhas, melhorando a sua saúde e sua aparência.

9 – Ajuda a controlar o diabetes
Pacientes diabéticos que conseguem controlar o consumo diário de açúcar, também podem consumir granola em quantidades moderadas e se beneficiar das suas propriedades. Devido à alta concentração de manganês, a granola pode inclusive funcionar como um regulador do nível de açúcar no sangue através da sua capacidade de estimular ou inibir a liberação de insulina. Regular os picos de insulina no sangue é um dos maiores desafios das pessoas diabéticas.

10 – Ajuda na prevenção do câncer
De acordo com Julie Lanford, especialista em nutrição oncológica, os grãos integrais, as castanhas e as sementes devem fazer parte da nossa dieta porque são ricos em fibras, vitamina B e fitoquímicos que ajudam a manter as nossas células saudáveis para combater o câncer e outras doenças. Segundo ela, a granola é uma excelente fonte de todos estes alimentos “protetores” do nosso organismo. Ela estimula para que cada um prepare a sua granola em casa, usando os ingredientes que mais se adequam as necessidades de cada um. O manganês, também bastante concentrado na granola, tem propriedades antioxidantes que ajudam o organismo a se livrar dos radicais livres, responsáveis por causar mutações no DNA de células saudáveis, transformando-as em células cancerígenas.

Açafrão

O açafrão, especiaria consumida mundialmente, é também uma fonte rica em nutrientes benéficos para o corpo e cérebro.

AÇAFRÃO

O açafrão, especiaria consumida mundialmente, é também uma fonte rica em nutrientes benéficos para o corpo e cérebro. Ele costuma ser utilizado para aliviar sintomas de diversos problemas de saúde, como a asma, coqueluche, insônia, câncer, aterosclerose, depressão e doença de Alzheimer. Também é consumido pelas mulheres para suavizar o desconforto menstrual e os sintomas da TPM, uma vez que reduz o nível de cortisol e o estresse e aumenta o nível de estrogênio. Já os homens podem ingerir para prevenir a ejaculação precoce e infertilidade.

Além de conter alfa e betacaroteno, dois potentes antioxidantes naturais, o açafrão possui ainda o alfa-crocin, carotenoide responsável pela coloração dourada da especiaria, que protege as células nervosas e promove a regeneração dos nervos. Entre os diversos benefícios do açafrão estão sua ação antisséptica, digestiva, anti-inflamatória, antioxidante, antidepressiva e anticancerígena, atuando principalmente na prevenção. É ainda uma grande fonte de minerais e rico em Vitamina A, ácido fólico, riboflavina e Vitamina C, essenciais para uma boa saúde.

1. Perda de peso
A perda de peso está entre os principais benefícios do açafrão, uma vez que possui habilidade de aumentar a serotonina no cérebro, hormônio que tem influência direta em nosso apetite. Uma descoberta mostrou que ao ingerir o açafrão, as pessoas sentiam menos fome. A própria influência do extrato em problemas emocionais tem seu reflexo no maior bem estar, o que consequentemente alivia a vontade de comer, que geralmente está ligada a algum descontrole emocional.

2. Ossos e massa muscular
O açafrão também ajuda a desenvolver ossos saudáveis e fortes e um bom tônus muscular, como resultado de seu alto nível de magnésio, que aumenta a absorção de cálcio nos ossos e assegura o bom funcionamento dos músculos e do coração.

3. Antidepressivo
Como já vimos, uma das propriedades do açafrão é ajudar na produção de serotonina, que ajuda a elevar o humor. Isso ajuda a levar o sangue para o cérebro e na redução da depressão e apreensão, melhorando o humor. É comprovado que o extrato proporciona a sensação de bem-estar.

4. Antioxidante Os danos oxidativos estão associados ao envelhecimento e a várias doenças. Envolvem radicais livres, moléculas altamente reativas com elétrons desemparelhados. Os antioxidantes do açafrão protegem o organismo dos radicais livres e seus danos, neutralizando-os graças à sua estrutura química, e ainda estimula os mecanismos antioxidantes do próprio organismo.

5. Para os olhos Os carotenoides encontrados no açafrão ajudam na proteção dos olhos. Eles atuam contra doenças como a degeneração macular e catarata. Além disso, também ajudam na proteção dos raios solares nocivos e na regulação do ácido graxo das membranas celulares, tornando os olhos fortes e com uma proteção maior.

6. Para o Coração
As propriedades do açafrão antioxidantes ajudam na redução do colesterol e triglicérides no organismo, evitando problemas circulatórios. Também ajuda a bombear de oxigênio, tornando o sistema circulatório mais eficiente.

7. Na prevenção do câncer
Os carotenoides do açafrão, crocin e safranal, possuem propriedades que podem ajudar a inibir o crescimento de tumores no organismo. As substâncias mostraram serem benéficas na proteção contra os câncer de cólon, fígado e do ovário.

8. Para a memória
O açafrão auxilia na memória, através de seus ativos antioxidantes, crocin e crocetina, que ajudam a manter longe doenças como Alzheimer e Parkinson. O alimento também reduz os estresses celulares, protegendo o sistema nervoso central e melhora os processos de aprendizagem.

9. Para a Pele
As propriedades do açafrão antibacterianas podem ser muito benéficas à pele. O extrato é capaz de reduzir a acne, sendo aplicado diretamente sobre a área afetada. Ele age ainda como um esfoliante natural e pode ajudar na remoção de células mortas. Além disso, ao ser aplicado junto com o leite, pode clarear a pele ou remover pigmentos.

10. Prevenção de Artrite
A redução da erosão óssea ainda faz parte dos benefícios do açafrão, além deste ajudar na cura de dores e inchaço nas articulações. Pode ser ingerido para prevenção de artrite por seus benefícios anti-inflamatórios.

Anis Estrelado

Anis estrelado é uma especiaria, que se assemelha a uma estrela. Ele tem uma textura de madeira e é usado em vários pratos por causa do seu doce aroma.

ANIS ESTRELADO

Anis estrelado é uma especiaria, que se assemelha a uma estrela. Ele tem uma textura de madeira e é usado em vários pratos por causa do seu doce aroma. Anis estrelado é produzido extensivamente na China e no Vietnã, embora ela seja consumida em todo o mundo.

Anis estrelado é arrancado antes amadurece e, em seguida, seca-se para se obter o seu sabor. Ele é usado na preparação de chá, sopa, sumos. Então, Leia mais sobre os benefícios nutricionais do anis estrelado.

Benefícios de seu uso

O consumo desta especiaria ajuda em casos de…

Gripes;

Cólicas;

Gastrites;

Enterites;

Gases;

Espasmos Gastrintestinais;

Tosses;

Bronquites;

Como efeito calmante

Expectorante

Chá do anis-estrelado
Realize infusão de uma colher de chá de anis-estrelado adicionada à um litro de água. Espere levantar fervura e desligue o fogo logo após. Abafe a mistura por dez minutos e ingira. Lembre-se de que para melhor efeito é interessante que se tome de duas a três xícaras ao dia.

Em casos de mau hálito, também é eficaz que se chupe o anis-estrelado. Além de melhorar a saúde do sistema digestivo, auxilia no combate deste desagradável mal.

Contraindicações
O excesso de ingestão dessa planta é capaz de causar alguns transtornos, principalmente quando consumida por crianças pequenas. Sintomas como enjoo, náuseas e complicações neurológicas foram relatadas nestes casos.

Camomila

Ajudar na má digestão, acalmar e reduzir a ansiedade são alguns dos benefícios do chá de Camomila, que pode ser preparado usando as flores secas da planta ou os sachês.

CAMOMILA

Ajudar na má digestão, acalmar e reduzir a ansiedade são alguns dos benefícios do chá de Camomila, que pode ser preparado usando as flores secas da planta ou os sachês.

O chá de Camomila pode ser preparado somente com esta planta medicinal ou numa combinação de plantas, como erva-doce e hortelã.

Os principais benefícios do chá de Camomila incluem:

  • • Diminui a hiperatividade;
  • • Ajuda a acalmar e a relaxar;
  • • Alivia o estresse;
  • • Auxilia no tratamento da ansiedade;
  • • Ajuda no tratamento de problemas no estômago, a controlar a má digestão e a tratar as úlceras no estômago;
  • • Ajuda a aliviar o enjoo;
  • • Alivia cólicas menstruais;
  • • Ajuda no tratamento de feridas e inflamações;
  • • Acalma e remove as impurezas da pele.
  • • O chá de Camomila é a forma mais comum de utilizar esta planta, podendo esta também ser associada ao mel, à Erva-doce ou à hortelã-pimenta, combinando assim diferentes benefícios.

Canela

A canela possui uma série de benefícios. Ele ajuda a prevenir e combater o diabetes, controlando os níveis de açúcar no sangue e aumentando a sensibilidade à insulina.

CANELA

A canela possui uma série de benefícios. Ele ajuda a prevenir e combater o diabetes, controlando os níveis de açúcar no sangue e aumentando a sensibilidade à insulina. Esta especiaria originária da Ásia, mais precisamente do Sri Lanka, também contribui para o emagrecimento por ter uma ação termogênica. Estudos apontam que a canela ajuda a diminuir o colesterol total e o ruim, LDL, e também os níveis de triglicérides.

Além disso, o alimento possui forte ação antioxidante e anti-inflamatória colaborando para a prevenção de doenças degenerativas como o Alzheimer e tumores e ajudando a combater resfriados.

Principais nutrientes da canela
A canela possui boas quantidades de cromo, nutriente responsável pelo efeito de melhora na sensibilidade à insulina e no controle glicêmico, fazendo com que o nutriente beneficie pessoas com diabetes

A especiaria também conta com o polifenol MHCP que pode melhorar a ação dainsulina nas células, contribuindo para regularizar os níveis de glicose no sangue. Isto faz com que o nutriente seja interessante para o controle do diabetes tipo 2.

Além disso, a canela é rica em compostos fenólicos que possuem uma atividade antioxidante, ou seja, neutralizam os radicais livres e podem assim prevenir o envelhecimento precoce, doenças degenerativas como o Alzheimer e tumores.

A canela também tem uma ação anti-inflamatória devido ao cariofileno, nutriente que integra sua composição. Isto faz com que o consumo da especiaria seja indicado para quem sofre com problemas inflamatórios, entre eles a obesidade.

Benefícios da canela

Previne e controla o diabetes: Um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry dos Estados Unidos observou que a canela contribuiu para o aumento do metabolismo do açúcar nas células de gordura, o que ajuda na prevenção dodiabetes tipo 2 e também de doenças cardiovasculares.

Controla o colesterol: Um estudo publicado pela American Diabetes Association, dos Estados Unidos, com 60 pessoas observou que o consumo de canela por 40 dias contribuiu para a diminuição do colesterol total, a redução variou entre 12 e 26%, enquanto do colesterol ruim, LDL, a redução variou de 7 a 27%.

Controla o triglicérides: O mesmo estudo publicado pela American Diabetes Association, dos Estados Unidos também observou a redução dos níveis detriglicérides, diminuição que variou de 23 a 30%, após 40 dias consumindo a canela. Os altos níveis de triglicérides aumentam os riscos de desenvolver diabetes e doenças coronarianas.

Contribui para o emagrecimento: A canela contribui para o emagrecimento por ser um alimento termogênico. Isto significa que ela é capaz de aumentar o gasto calórico do organismo durante a digestão e o processo metabólico.

Ação antioxidante: A canela possui compostos fenólicos que possuem atividade antioxidante ou seja, neutralizam os radicais livres. Entre os benefícios que esta ação proporciona estão prevenir o envelhecimento precoce, doenças degenerativas como oAlzheimer e tumores.

Quantidade recomendada de canela
Boa parte das pesquisas realizadas com canela foram com uma quantidade que variou entre 1 e 6 gramas, o equivalente a meia ou até uma colher de chá, ao dia. Como estes valores mudam muito, é interessante consultar um médico ou nutricionista sobre a melhor porção do alimento para cada pessoa.

Como consumir a canela
Não há diferenças nutricionais entre a ingestão da canela em pó ou em pau. Esta especiaria pode ser consumida polvilhada sobre frutas, legumes e carnes e também pode ser incluída em chás e sucos. O alimento também fica muito bem polvilhado sobre doces, como arroz doce, cural de milho e mingau de aveia, entre outros.

Cavalinha

De nome científico Equisetum arvense L., a cavalinha é uma herbácea de rizoma horizontal de onde saem dois caules aéreos: os férteis e os estéreis. Ambos chegam, em média, até 30 cm de altura e são de cor amarelada na base e avermelhada na ponta, de onde sai a espiga.

CAVALINHA

De nome científico Equisetum arvense L., a cavalinha é uma herbácea de rizoma horizontal de onde saem dois caules aéreos: os férteis e os estéreis. Ambos chegam, em média, até 30 cm de altura e são de cor amarelada na base e avermelhada na ponta, de onde sai a espiga. A cavalinha possui folhas pequenas em formato de agulha, sendo uma planta que não possui flores nem sementes.

Um dos seres vivos mais antigos da Terra, a cavalinha é datada do período Paleozóico, quando havia espécimes de até 10 metros de altura por 2 de diâmetro. A cavalinha que conhecemos hoje em dia é um exemplar em miniatura deste ancestral. O nome cavalinha deriva do latim, sendo “equi” igual a cavalo e “setum” igual à cauda. A planta é originária da Europa e já foi utilizada para as mais diversas finalidades como, por exemplo, para o polimento de madeira e de metais, devido ao seu alto teor de silício.

Atualmente, a planta vem sendo utilizada, principalmente, com finalidades terapêuticas, sendo o seu consumo em forma de chá um dos mais populares. Ela pode ser plantada em pequenos vasos e guardadas em residências, já que vive bem em meia sombra.

O chá de cavalinha
Bastante popular atualmente, o chá de cavalinha oferece vários benefícios aos que adquirem o hábito de o tomar. A planta pode ser plantada em pequenos vasos e guardadas em residências, pois sobrevive bem na meia sombra. Além disto, ela pode ser usada para decoração e guardada em potes de vidro para ser consumida sempre que for necessário. Basta cortar a parte aérea em pedacinhos de cerca de 10 cm, deixar secar e depois guardar para o consumo.

O chá de cavalinha pode ser preparado com as folhas despejadas em água fervente. Deixe ferver por 20 minutos, coe e tome, no máximo, 3 xícaras por dia para obter os benefícios da cavalinha.

Para que serve

A cavalinha é uma planta muito eficiente para o tratamento de problemas ósseos, para o tratamento de disfunções renais, de disfunções de vias urinárias e de problemas na próstata. O chá também pode ser utilizado para tratar hemorragias nasais, perda excessiva de sangue na menstruação, inflamação da próstata e casos de inchaço.

O chá de cavalinha estimula a cicatrização e atua como profundo hidratante da pele e do organismo como um todo. Além disto, ele é muito eficiente na recuperação de ferimentos na pele e no tratamento de frieiras, de aftas e de úlceras. Outro benefício do consumo do chá de cavalinha é a boa aparência das unhas e da pele.

Ele ajuda a diminuir a oleosidade e reduz o surgimento de espinhas e de cravos. O chá de cavalinha combate a flacidez, desincha e é diurético, assim como favorece a queima da gordura localizada e tem poderosa função antioxidante. Por fim, vale a pena destacar o efeito do chá no combate à ansiedade, ao estresse, à anemia, à febre e à dor de cabeça frequente.

Como consumir

O chá de cavalinha pode ser preparado com 2 colheres de chá da planta picada em 500 ml de água fervente. Deixe ferver por 20 minutos e, depois de pronto, deixe descansando por cerca de 5 minutos. Coe e tome o conteúdo ainda quente. O ideal é beber três xícaras por dia durante 10 dias, não ultrapassando esta dose, pois pode provocar efeitos adversos. Além disto, o chá de cavalinha não é indicado em casos de disfunção renal ou de disfunção cardíaca.

De uma forma geral, a planta atua nos rins e na bexiga. O chá de cavalinha também atua no tratamento de problemas ósseos, de hérnia de disco, de problemas na próstata, de unhas fracas, de pele ressecada, de queda de cabelo, de inchaço, de inflamações, de articulações e de retenção de líquidos. Como algumas destas condições são mais frequentes no inverno, o chá se torna uma excelente opção para o controle e tratamento.

Chá Verde

Entre os derivados da erva, esse é o chá mais popular no Brasil e foi alvo de mais estudos do que seus "irmãos". Estima-se que a bebida corresponde entre 80 e 90% da produção de chá chinês, terra natal dessa planta, que hoje é cultivada em todo o mundo.

CHÁ VERDE

Entre os derivados da erva, esse é o chá mais popular no Brasil e foi alvo de mais estudos do que seus “irmãos”. Estima-se que a bebida corresponde entre 80 e 90% da produção de chá chinês, terra natal dessa planta, que hoje é cultivada em todo o mundo.

Não existe uma tabela nutricional oficial do chá verde, pois a variação de nutrientes na folha depende muito da forma como essa erva foi plantada, adubada e tratada. Até a região em que a Camellia sinensis é plantada interfere em sua composição nutricional. Por isso que ao comparar tabelas nutricionais de diferentes marcas de chá verde, você pode encontrar diferenças, já que elas correspondem a todos esses fatores. Sabe-se que ele é rico em flavonoides chamados catequinas, fitoquímicos responsáveis pela maior parte de suas propriedades para a saúde. O chá também é rico em cafeína, a quantidade pode variar de 10 a 86 mg por folha.

Benefícios do chá verde

Atua na composição de gorduras do corpo Alguns estudos preliminares apontam que umas das catequinas mais presentes no chá verde, a epigalocatequina galato (EGCG), estimula diversas enzimas que controlam o metabolismo das gorduras, inclusive incentivando a quebra delas. Isso faz com que elas sejam mais bem usadas pelo nosso organismo, não ficando apenas paradas no tecido adiposo. Além de promover o emagrecimento, as pessoas que tomam o chá verde obtém uma melhor composição adiposa no organismo, o que reduz as chances de diversas doenças aparecem, como diabetes e hipertensão. Porém, são necessários mais estudos que comprovem mesmo essa ação.

Traz saciedade Outras pesquisas indicam que as catequinas interagem com os receptores da leptina, hormônio relacionado à sensação de saciedade do nosso organismo. Ou seja, o consumo do chá nas quantidades recomendadas evita que você coma mais do que o necessário para seu organismo.

Acelera o metabolismo chá verde também é conhecido por seu efeito termogênico. Mas ele pode ir além, um artigo publicado em 2011 no jornal científicoObesity Reviews sugere que os polifenois do chá inibem a ação de uma enzima, dessa forma agindo junto com a cafeína, aumentando sua ação de termogênese e a oxidação das gorduras. O primeiro mecanismo faz com que o metabolismo funcione mais rapidamente, o que queima mais energia do nosso corpo, evitando que ela se torne gordura e se acumule. Já o último faz com que a gordura seja utilizada e reduz seu acúmulo também.

É um potente antioxidante As catequinas do chá verde tem o poder de combater os radicais livres em nosso organismo. Por isso mesmo a bebida atua na prevenção e/ou tratamento de doenças crônicas como câncer, doenças cardiovasculares e diabetes, além de ajudarem no antienvelhecimento da pele. Alguns especialistas chegam a mensurar que o poder antioxidante desses nutrientes é maior do que a vitamina C ou E. Um estudo feito na China em 2003, por exemplo, revelou que mulheres que consomem chá verde tem menor risco de adquirirem um câncer de mama.

Combate o colesterol Mais uma vez, o prêmio vai para as catequinas EGCG. Uma pequena fração do colesterol que temos é produzido no corpo, mas a maior parte vem da alimentação. As EGCG reduzem a absorção desse nutriente no nosso intestino, reduzindo assim sua quantidade em nosso corpo. Porém os estudos mostram mais sua ação na redução do LDL, considerado o colesterol ruim, e não no aumento do HDL, o mocinho da história. Além disso, outros polifenois chamados de taninos também estão relacionados a essa redução do LDL, de acordo com alguns estudos.

Melhora o humor Existe um aminoácido no Chá Verde chamado L-teanina que é exclusivo dessa planta e deve consistir em cerca de 2% do seu peso. Quando ele é liberado em nosso corpo, vai para o cérebro e lá aumenta a produção de dopamina e serotonina, neurotransmissores que estão ligados à sensação de bem-estar. Ele também aumenta a produção de ondas alfa no cérebro, o que eleva a sensação de relaxamento, de acordo com um estudo feito no Japão em 2005. Como se tudo isso não bastasse, os flavonoides modulam a noradrenalina, hormônio que também está relacionado com a ansiedade. Por fim, a vitamina C, presente no chá mesmo que em baixas quantidades, atua no hormônio cortisol, que sempre é produzido no corpo em situações de estresse e está envolvida na produção da serotonina. Vale a pena consumir o chá, portanto, com sucos de frutas cítricas.

Otimiza a digestão Mas a ação do chá verde é diferente dos outros chás digestivos, que trabalham aumentando os sucos gástricos! Sua atução nesse processo ocorre, possivelmente, devido a alguns compostos bioativos que ele traz em sua composição, e que estimulam a microbiota do intestino, também conhecida como flora intestinal. Essas bactérias são responsáveis por ajudar no trabalho de digestão, principalmente de algumas vitaminas. Como um benefício extra, estimular as bactérias do organismo também melhora a imunidade.

Quantidade recomendada de chá verde Os estudiosos se dividem quanto à quantidade ideal de chá verde ao dia. Alguns comentam para se consumir entre três a quatro xícaras, outros para consumir até seis.

Como consumir o chá verde O chá verde pode ser encontrado em pó, saquinhos e até mesmo cápsulas. Mas nenhuma dessas versões preserva os nutrientes originais e mais importantes do chá como as folhas da erva, que deve ser preparada em forma de infusão.

Mas é preciso tomar alguns cuidados ao preparar seu chá verde em casa. Ao fazer a infusão é muito importante não deixar a água ferver. Coloque a água no fogo e espere formar as primeiras bolhas. Então, acrescente duas colheres de sopa na água, desligue o fogo e deixe por cinco a dez minutos, abafando. Para reduzir o efeito estimulante, experimente descartar essa primeira água e então repetir o processo.

Erva Cidreira (Melissa)

A Erva-cidreira é uma planta medicinal, também conhecida como Cidreira, Capim-cidreira, Citronete e Melissa, muito utilizada no tratamento de problemas digestivos.

ERVA CIDREIRA (MELISSA)

A Erva-cidreira é uma planta medicinal, também conhecida como Cidreira, Capim-cidreira, Citronete e Melissa, muito utilizada no tratamento de problemas digestivos.

O seu nome científico é Melissa oficinalis e pode ser comprada em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação, mercados e algumas feiras livres. Também pode ser cultiva em casa porque é fácil de plantar e de manter.

A erva-cidreira é um ótimo remédio caseiro para dor de dente.

Erva-cidreira Possuir um Efeito Calmante:

A Erva cidreira se destaca pela ação calmante e sedativa. Assim, ela ajuda a diminuir problemas de insônia, ansiedade e reduz o estresse. O óleo essencial de erva cidreira também é utilizado na aromaterapia por seu efeito sedativo leve. Benefícios da Erva-cidreira Para Reumatismo: A Erva-cidreira é eficaz no alívio da dor e desconforto causado pela reumatismo. Ele pode ser aplicada diariamente, ajudando a aliviar as dores e outros sofrimentos dolorosos.

Benefícios da Erva-cidreira para Problemas Estomacais: A erva cidreira possui um efeito contra problemas gástricos. Além disso, estudos relatam que sua atividade antiespasmódica e carminativa beneficiam o sistema digestivo, inclusive com melhora da indigestão associada à tensão nervosa. Muitas vezes, os indivíduos apresentam problemas gástricos devido ao estresse. O efeito sedativo e ansiolítico da erva cidreira pode auxiliar, amenizando sintomas gástricos e facilitando a digestão.

Erva-cidreira reduz Gases: A Erva cidreira ajuda a reduzir a produção de gases, isto provavelmente ocorre devido à capacidade do alimento de relaxar os tecidos.

Erva-cidreira Fortalece o Sistema Imunológico: A Erva-cidreira ajuda a restaurar os sistemas vitais que são responsáveis pela defesa do corpo, incluindo a digestão, respiração, excreção e do sistema nervoso. Isso ajuda a melhorar a absorção de nutrientes e reforça o mecanismo de defesa imune do corpo.

Erva-cidreira Possuir Poderosos Antioxidante: A Erva cidreira possui forte ação antioxidante. Por isso, irá combater os radicais livres e evitar o envelhecimento celular, prevenir câncer, evitar a degeneração da mácula, proteger o coração e evitar doenças cerebrais degenerativas.

Erva-cidreira Diminui as Cólicas: A Erva cidreira pode ser indicada em casos de cólicas menstruais porque ela proporciona o relaxamento, inclusive dos tecidos, e por isso ajuda a aliviar este problema.

Erva Doce (Anis)

Ele é conhecido por ajudar a acalmar os ânimos, assim como a camomila. Mas o Chá de Erva-Doce tem diversas outras utilidades. Por exemplo: diminuir gases, retenção de líquidos, cólicas e problemas no estômago.

ERVA DOCE (ANIS)

Ele é conhecido por ajudar a acalmar os ânimos, assim como a camomila. Mas o Chá de Erva-Doce tem diversas outras utilidades. Por exemplo: diminuir gases, retenção de líquidos, cólicas e problemas no estômago.

Hoje, você vai entender melhor os benefícios dessa erva também chamada deanis, funcho e finocchio. Um tipo de planta herbácea comestível usada na culinária, na perfumaria e na aromatização de bebidas.

O nome científico dela é Pimpinella anisum, e pode ser comprada em lojas de produtos naturais, feiras livres, farmácias de manipulação e mercados.

Veja o resumo de algumas situações nas quais a Erva-Doce é empregada:

  • Artrite
  • Asma
  • Bronquite
  • Catarro
  • Coriza
  • Dor de Barriga
  • Dor de Cabeça
  • Espasmos
  • Gripe (em estudo)
  • Indigestão
  • Inflamações
  • Palpitações
  • Resfriado
  • Tosse

Benefícios comprovados da Erva-Doce

Alivia cólicas intestinais – graças a seu efeito calmante, erva-doce combate esse desconforto.

Diminuição do inchaço – acontece por meio do efeito diurético da erva-doce.

Redução de distúrbios estomacais – o ácido málico presente na erva melhora a digestão porque fornece hidrogênio em quantidade necessária à acidificação do estômago. Isso é importante pois a baixa produção de ácido clorídrico (ácido gástrico) prejudica o funcionamento do organismo. É um distúrbio conhecido como hipocloridria. Potencialmente grave, a hipocloridria pode levar à carência de vários nutrientes (cobre, cálcio, zinco, sódio, magnésio, cromo, selênio e manganês, entre outros).

Combate aos gases – com a infusão da folha ou semente, é liberado o anetol, substância encontrada na erva-doce e que otimiza a digestão, diminuindo assim a flatulência.

Como aproveitar as propriedades do Chá de Erva-Doce

Chá de Erva-Doce com Folhas
Coloque 1 litro de água para ferver. Em seguida, adicione oito colheres (de sopa) de folhas de erva-doce e mantenha o preparo em fervura durante 30 segundos em recipiente com tampa. Desligue o fogo e deixe a mistura descansar por cinco minutos, para que libere as substâncias ativas.

Chá de Erva-Doce com Sementes
Ferva 1 litro de água e acrescente três colheres de sopa de sementes de erva-doce seca. Apague o fogo e deixe a bebida descansar por cinco minutos. Depois, coe – e está pronta para consumir.

A recomendação é de, no máximo, 3 xícaras de Chá de Erva-Doce por dia, após as refeições.

Espinheira Santa

Muito usada na medicina popular, a planta, que já era utilizada pelos índios há muito tempo, tem esse nome por causa de suas folhas, que tem pontas, lembrando espinhos e por ser considerada um “santo remédio”!

ESPINHEIRA SANTA

Muito usada na medicina popular, a planta, que já era utilizada pelos índios há muito tempo, tem esse nome por causa de suas folhas, que tem pontas, lembrando espinhos e por ser considerada um “santo remédio”! A espinheira-santa (Maytenus ilicifoliaMart. ex Reissek, Celastraceae) também é chamada por outros nomes: cancorosa, cancerosa, cancorosa-de-sete-espinhos, coromilho-do-campo, erva-cancerosa, cangorça, espinho-de-Deus, limãozinho, espinheira-divina, marteno, pau-josé, maiteno, salva-vidas e sombra-de-touro.

Partes utilizadas da espinheira-santa
Costumam ser utilizadas as folhas, as cascas e as raízes da espinheira-santa no preparo de chás medicinais, infusões que tanto podem ser usadas interna quanto externamente, para tratamentos cicatrizantes de pele.

Os índios brasileiros sempre utilizavam a espinheira-santa para combater tumores e daí veio um dos seus nomes populares: erva-cancerosa. Na medicina popular, esta planta é indicada para dezenas de enfermidades, especialmente do aparelho digestivo.

Atualmente, após inúmeros estudos que comprovaram seus benefícios à saúde, a espinheira-santa passou a ser manipulada pela indústria farmacêutica na formulação de medicamentos

Conheça seus principais benefícios

  • Combate úlcera de estômago;
  • gastrite;
  • males do aparelho digestivo;
  • trata tumores;
  • anticonceptivo;
  • antisséptico;
  • antiespasmódico;
  • diurético (acaba com a retenção de líquidos, o que ajuda a emagrecer);
  • antiasmático;
  • antitumoral;
  • laxativo;
  • ajuda a combater o vício do álcool;
  • enfermidades do fígado;
  • reduz a produção de leite nas lactantes;
  • trata a hidropisia pelo abuso do álcool;
  • abortivo;
  • cicatrizante.

O consumo desta planta é proibido às gestantes, pois pode provocar contrações uterinas e até mesmo aborto. Lactantes também não devem utilizar a planta, já que reduz a produção de leite.

Sem dúvida, a principal propriedade terapêutica da espinheira-santa está relacionada à atividade antiulcerogênica, isto é, usada no tratamento de úlceras gástricas e pépticas. Foi confirmado que tanto os taninos, principalmente a epigalocatequina, quanto os óleos essenciais, em especial o fridenelol, presentes nas folhas, são responsáveis por parte dos efeitos gastroprotetores. O mecanismo de ação destes compostos está relacionado à diminuição da secreção de ácido clorídrico pelas células do estômago e ainda à atividade antimicrobiana sobre Helicobacter pylori, uma bactéria do trato gastrointestinal responsável pela formação de úlceras e inflamações gástricas.

Folha de Oliveira

Além das deliciosas azeitonas, as oliveiras também nos deram outro grande presente: suas folhas, que não são utilizadas na produção das azeitonas ou do azeite, mas que também trazem inúmeros benefícios para a boa forma e saúde.

FOLHA DE OLIVEIRA

Além das deliciosas azeitonas, as oliveiras também nos deram outro grande presente: suas folhas, que não são utilizadas na produção das azeitonas ou do azeite, mas que também trazem inúmeros benefícios para a boa forma e saúde. Vamos conhecer agora para que serve o chá de oliveira e descobrir suas propriedades.

Utilizadas na forma de extrato e mais popularmente como chá, as folhas de oliveira podem auxiliar na perda de peso, diminuição do colesterol, melhora da pressão arterial e no fortalecimento do sistema imunológico, entre outras propriedades para a saúde.

Confira abaixo dez benefícios do chá de oliveira para boa forma e saúde.

O que é chá de oliveira?
Quem nunca ouviu falar do chá de oliveira pode pensar que se trata de mais uma novidade no universo da boa forma, mas a verdade é que o uso medicinal das folhas de oliveira já era feito há alguns milhares de séculos. Cientistas já sabem hoje que as culturas antigas do Egito e do Mediterrâneo utilizavam a folha de oliveira para tratar uma série de condições de saúde.

O chá de oliveira é feito a partir das folhas secas da Olea europaea, nome científico da oliveira, que é exatamente a árvore que produz azeitona e azeite. Ela, aliás, é considerada uma das árvores mais antigas do mundo (acredita-se que algumas possam ter mais de 2 mil anos de idade).

Benefícios do Chá de Oliveira O chá de oliveira tornou-se popular nos últimos anos graças ao seu potencial emagrecedor. Por atuar na queima de gorduras, muitos acreditam que o chá de oliveira emagrece mesmo e pode ajudá-lo a atingir a boa forma de maneira natural. Mas este não é o único benefício da bebida, como você mesmo poderá conferir abaixo.

Veja então os 10 maiores benefícios do chá de oliveira para boa forma e saúde e entenda para que serve e quais propriedades se destacam:

1. Auxilia no emagrecimento Como a oliveira dá origem a um alimento tão calórico como o azeite, falar que o chá de oliveira emagrece pode até soar estranho – mas não é bem assim. A folha de oliveira é rica em diversos compostos (sendo o principal a oleuropeína) que estão presentes em quantidades bem menores no óleo de oliva, motivo pelo qual as propriedades do chá de oliveira podem ser um pouco diferentes daquelas do azeite.

Hoje em dia já sabe-se que o chá de oliveira pode ajudar a emagrecer por 3 motivos:

– Diminuição das inflamações Ainda que mais pesquisas sejam necessárias, o mais importante estudo sobre os efeitos da folha de oliveira no emagrecimento foram feitos na Universidade de Southern Queensland, na Austrália. No artigo publicado em 2010 no American Journal of Nutrition, pesquisadores afirmam terem descoberto importantes propriedades do extrato de folha de oliveira na luta contra o sobrepeso.

No estudo, grupos de ratos foram submetidos durante oito semanas a uma dieta hipercalórica (rica em gorduras e carboidratos), o que os levou a desenvolverem um quadro de síndrome metabólica – conjunto de sintomas que inclui um aumento nos estoques de gordura abdominal, gordura no fígado, hipertensão e alteração na tolerância à glicose.

Um dos grupos passou então a receber, por mais oito semanas, um extrato de folha de oliveira, além da mesma dieta hipercalórica. Ao final das 16 semanas, os ratos que receberam somente a dieta continuavam com síndrome metabólica, mas o ratos que haviam ingerido o extrato de folha de oliveira apresentaram uma significativa redução nos níveis de gordura abdominal, além de uma normalização da sensibilidade à glicose e das funções do fígado e do coração.

Para a Dra. Lindsay Brown, pesquisadora que liderou o estudo, as folhas de oliveira podem ajudar a emagrecer graças às suas propriedades anti-inflamatórias, uma vez que as inflamações são umas das maiores vilãs do sobrepeso.

– Aumento da sensibilidade à insulina Em um estudo feito com pessoas acima do peso, a suplementação com extrato de folhas de oliveira (com alta concentração de oleuropeína e hidroxitirosol) feita durante seis semanas foi responsável por um aumento de 15% na sensibilidade à insulina.

E apesar de haver menos insulina em circulação, ainda assim os níveis de glicose na corrente sanguínea chegaram a cair quase que pela metade, evidenciando a atuação da folha de oliveira no controle da glicemia sanguínea.

Na prática, menos insulina significa um menor acúmulo de gordura na região abdominal e uma necessidade também menor de consumir mais calorias para regular os níveis de glicose.

– Aceleração do metabolismo Ainda que o mecanismo de ação não seja totalmente conhecido, acredita-se que o chá de oliveira estimule o metabolismo devido à sua atuação na glândula tireoide e nas catecolaminas, que são neurotransmissores (como a adrenalina e a noradrenalina) secretados pela glândula suprarrenal e que podem acelerar a queima de gorduras.

Por esse motivo, diz-se que o chá de oliveira queima gorduras, pois o metabolismo acelerado exige mais energia, e se esta não chega através da alimentação, o corpo é obrigado a retirá-la do excesso de gordura.

2. Protege o coração Além de colaborar com a perda de peso, podemos dizer que esse é um dos maiores benefícios do chá de oliveira: a diminuição dos riscos de complicações cardíacas. Alguns dos compostos presentes na folha da oliveira inibem a oxidação do LDL – o mau colesterol – e evitam assim que ele se deposite nas paredes das artérias, causando arteriosclerose e infarto.

3. Controla a Pressão Os compostos fitoquímicos do chá de oliveira (sobretudo a oleuropeína) também reduzem as inflamações (que por sinal são a maior causa de doenças cardíacas) e estimulam a circulação, relaxando as artérias e causando uma diminuição na pressão arterial. Além de evidentemente reduzir os riscos de condições associadas à pressão alta, esses benefícios do chá de oliveira também trazem mais proteção ao coração, que poderá se ver livre de variações no fluxo sanguíneo e também nas arritmias.

4. Diminui o Colesterol O chá de oliveira contém oleuropeína, substância encontrada na folha de oliveira que reduz a oxidação das lipoproteínas de baixa densidade – ou LDL, o colesterol ruim. Ao ser oxidada, a molécula de colesterol vai diretamente para a parede das artérias, onde irá estimular o acúmulo de células inflamatórias e causar a formação de uma placa, o que, como já vimos, poderá eventualmente causar entupimento do vaso sanguíneo e provocar um infarto.

5. Protege o Fígado Mais um dos benefícios do chá de oliveira para quem está precisando emagrecer é a sua propriedade hepatoprotetora, ou seja, o chá mantém o fígado trabalhando de maneira adequada, o que evita o acúmulo de gordura no órgão (condição conhecida como esteatose hepática) e permite que as toxinas sejam eliminadas de maneira eficiente.

6. Previne o Envelhecimento Precoce O chá de oliveira é rico em antioxidantes que protegem o corpo contra a ação dos radicais livres, prolongando assim a saúde e prevenindo o envelhecimento precoce. Nas folhas de oliveira podemos encontrar os antioxidantes resveratrol (o mesmo que também está presente na uva), tirosol, oleuropeína e hidroxitirosol, sendo estes dois últimos dois dos fitoquímicos mais importantes para nossa saúde.

Embora pouco conhecido, o hidroxitirosol é certamente merecedor de mais atenção por nossa parte, uma vez que seu potencial antioxidante é maior inclusive que o do chá verde. Apesar da importância das duas bebidas, o hidroxitirosol tem uma capacidade de absorção de radicais livres 10 vezes maior que a do chá verde. E, pasmem: 400 vezes maior que aquela da vitamina C, outro potente antioxidante natural.

7. Fortalece o Sistema Imunológico Alguns compostos encontrados na folha de oliveira (oleuropeína, hidroxitirosol, flavonóides e polifenóis) são responsáveis pelo fortalecimento das linhas de defesa do organismo contra vírus, fungos e bactérias. Assim, o consumo regular de chá de oliveira pode fortalecer o sistema imunológico e auxiliá-lo na prevenção e combate a diversas doenças, como herpes, pneumonia, gripe, infecções dentárias e de ouvido.

8. Combate a Osteoporose Em um estudo publicado recentemente na revista “Osteoporosis International” pesquisadores demonstraram que a oleuropeína presente nas folhas de oliveira foi capaz de estimular tanto um aumento do número quanto da atividade das células ósseas (osteoblastos). Ainda de acordo com os responsáveis pelo estudo, a oleuropeína pode ser utilizada para aumentar a produção de osteoblastos, o que por sua vez pode prevenir a perda de massa óssea associada ao envelhecimento e também à osteoporose.

9. É um diurético natural Estudos têm evidenciado outra propriedade da oleuropeína: sua capacidade para atuar como um diurético natural. O consumo regular de chá de oliveira pode ajudá-lo a reduzir a retenção de líquido e também aumentar a eliminação de toxinas – dois fatores importantes para quem está precisando perder peso.

E graças às suas propriedades antibacterianas e antivirais, o chá de oliveira pode atuar na prevenção e tratamento das infecções urinárias e dos cálculos biliares.

10. Possui Propriedades anti-inflamatórias Os mesmos flavonoides que fornecem tantos outros benefícios do chá de oliveira também conferem a ele propriedades anti-inflamatórias. E você já sabe que, ao reduzir inflamações no corpo, você pode diminuir significativamente as causas e os sintomas de inúmeras doenças, como a dor crônica, artrite, doença cardíaca e até mesmo alguns tipos de câncer.

Como Tomar Para obter todos os benefícios do chá de oliveira, a sugestão é tomar de 3 a 4 xícaras da bebida por dia, durante um período de 3 a 4 meses. Para quem está preocupado com a balança, a quantidade de peso que pode ser eliminada irá depender do seu balanço de calorias ao longo do dia.

Ou seja, ainda que você tome o chá de oliveira para emagrecer, é fundamental que sua dieta seja hipocalórica, o que significa que você deverá consumir menos calorias do que seu metabolismo utiliza ao longo do dia (ou aumentar seu gasto energético através da atividade física).

Como Fazer o Chá de Oliveira A dica ao fazer o chá de oliveira é utilizar água mineral e já deixar uma quantidade maior pronta no início da manhã, para não correr o risco de ficar sem tempo (ou esquecer) de preparar o chá ao longo do dia.

Veja como preparar o chá de oliveira:

  1. Leve uma panela com 1 litro de água ao fogo e deixe ferver;
  2. Desligue o fogo e acrescente 3 colheres de sopa de folhas de oliveira;
  3. Tampe e deixe abafar por 10 minutos;
  4. Coe e tome sem açúcar ou adoçante.

Se preferir, acrescente algumas raspas de gengibre ou folhas de hortelã para mascarar o gosto forte das folhas de oliveira.

Hibisco

O chá de hibisco é preparado com o cálice do botão seco da flor chamada Hibiscus Sabdariffa, que não é aquela espécie de hibisco normalmente encontrada nos jardins.

HIBISCO

O chá de hibisco é preparado com o cálice do botão seco da flor chamada Hibiscus Sabdariffa, que não é aquela espécie de hibisco normalmente encontrada nos jardins. A bebida conta com diversas substâncias antioxidantes, como os flavonoides, especialmente as antocianinas, que possuem efeito cardioprotetor, vasodilatador e contribuem para evitar o acúmulo de gorduras. Este último efeito ocorre porque o chá reduz a adipogênese, processo no qual há produção de células de gordura, os adipócitos, cujo excesso leva ao acúmulo de gordura no corpo. O chá de hibisco também emagrece porque contém um inibidor que bloqueia a produção de amilase, uma enzima que transforma o amido em açúcar. Beber chá de hibisco após as refeições vai ajudar a reduzir a absorção de carboidratos, o que gradualmente levará à perda de peso. Estudos apontam que alguns flavonoides presentes na bebida possuem um efeito cardioprotetor e vasodilatador. Assim, as substâncias ajudam a aumentar o colesterol HDL (considerado bom) e a diminuir o colesterol LDL (considerado ruim),triglicerides e a pressão arterial.

O cálice da flor, utilizado para elaborar o chá de hibisco, contém traços de vitamina B2 (riboflavina), que auxilia na saúde da pele, ossos e cabelos, e a de vitamina B1(tiamina). Todas as vitaminas pertencentes ao complexo B ajudam o nosso corpo na captação de energia nas células, principalmente ao auxiliar no metabolismo do oxigênio e da glicose, as principais fontes de combustível celular.

O chá conta com diversas substâncias antioxidantes, como os flavonoides, especialmente as antocianinas, que possuem efeito cardioprotetor, vasodilatador e contribuem para evitar o acúmulo de gorduras.

Outro flavonoide interessante é a quercetina que ajuda a proporcionar uma ação diurética e anti-inflamatória. Os ácidos orgânicos, como os ácidos cítrico, tartárico e málico, também possuem ação antioxidante e estão presentes em boas quantidades no chá de hibisco.

Benefícios do chá de hibisco
Ação diurética: O chá de hibisco tem efeito diurético, por isso é um aliado para evitar a retenção de líquidos. Um estudo publicado no Journal of Ethnopharmacology da Sociedade Internacional de Etnofarmacologia, observou que o flavonoide quercetina presente na bebida é um dos nutrientes que ajuda a proporcionar esta ação.

Evita o acúmulo de gordura: A mesma pesquisa citada acima concluiu que o chá de hibisco é capaz de reduzir a adipogênese. Este processo consiste na maturação celular no qual as células pré-adipócitas se convertem em adipócitos maduros, e quanto mais adipócitos, mais gordura no corpo.

Ao diminuir este processo, o chá de hibisco contribui para que menos gordura fique acumulada na região do abdômen e quadris. Ainda não está claro qual é a substância presente na bebida que é responsável pelo benefício. Porém, acredita-se que a ação antioxidante dos flavonoides antocianina e quercetina contribui para reduzir o depósito de gordura.

Outra pesquisa publicada pela Planta Medica, da Society for Medicinal Plant and Natural Product Research, concluiu que o chá age na aldosterona, hormônio secretado pelas suprarrenais e que regula o balanço eletrolítico do organismo favorecendo a ação diurética. Ainda não foram identificados quais nutrientes da planta proporcionam o benefício.

Controla o colesterol: Um estudo publicado no Journal of Alternative and Complementary Medicine feito com 53 pacientes portadores de diabetes concluiu que o consumo do chá de hibisco contribui para a diminuição do colesterol ruim, LDL, e aumento do colesterol bom, HDL. A bebida diminuiu o colesterol LDL em 8% e aumentou o HDL em 16,7%.

O mesmo estudo comparou o chá de hibisco com o chá preto e observou que o primeiro é mais eficiente para o combate do colesterol do que o segundo. Isto porque o preto apenas aumentou o HDL, mas diminuiu o LDL. O chá de hibisco é tão interessante para pessoas que possuem problemas com os níveis de colesterol por ser rica em substâncias com ação antioxidante.

Controla a pressão arterial: Um estudo publicado no Journal of Nutrition concluiu que o chá de hibisco ajuda a baixar a pressão arterial. A pesquisa contou com 65 pacientes que tiveram os níveis de pressão arterial reduzidos. Os estudiosos acreditam que alguns flavonoides presentes na bebida proporcionariam este benefício ao diminuir uma enzima que atua sobre a pressão arterial. A isto se soma o seu efeito diurético, que também baixa a pressão.

Combinando o chá de hibisco
Chá de hibisco + alimentos termogênicos:
Pessoas que pretendem emagrecer podem combinar o chá de hibisco com um chá termogênico. Isto porque o primeiro irá evitar que a gordura se acumule na região do abdômen e quadris enquanto o segundo será capaz de aumentar o gasto energético. Uma boa opção de bebida termogênica é o chá verde ou o mate.

Contraindicações
Gestantes e lactantes devem evitar o chá de hibisco. Alguns estudos preliminares apontaram que a bebida possui ação mutagênica, ou seja, pode interferir na estrutura dos genes do bebê, trazendo problemas.

Riscos do consumo Por ter ação diurética, o consumo em excesso do chá de hibisco pode fazer com que a pessoa elimine muito eletrólitos, nutrientes essenciais para o funcionamento do organismo composto principalmente por cálcio, potássio, sódio e magnésio. A falta destas substâncias pode levar à desidratação.

Hortelã (Menta)

A coloração chama muito a atenção, e seu sabor singular contribui com destaque para diversas receitas. A hortelã é combinada com legumes, verduras e até mesmo suco de frutas, além de ter grande representatividade nutricional.

HORTELÃ (MENTA)

A coloração chama muito a atenção, e seu sabor singular contribui com destaque para diversas receitas.

A hortelã é combinada com legumes, verduras e até mesmo suco de frutas, além de ter grande representatividade nutricional. Os benefícios da hortelã podem ser desfrutados por todas as idades, e as suas propriedades podem ser muito convenientes para o bem estar, basta sabermos para que serve.

Conhecida também como menta, ela é muito conhecida no preparo de doces, mas sua contribuição para a saúde não é tão conhecida, por isso vale a pena se conscientizar de toda a sua contribuição para o corpo.

Propriedades da Hortelã
Cotada para o preparo de saladas e smoothies, a hortelã, ou famosa menta, possui diversas propriedades medicinais, mas que algumas destas são desconhecidas por muitos. Os benefícios da hortelã podem envolver desde efeito relaxante até recuperação e tratamento de queimaduras. O suco pode ser não só consumido em lanches, mas também aplicado sobre a pele, beneficiando os tecidos de diversas formas.

As propriedades da hortelã são buscadas também a partir da aromaterapia, onde é utilizado o aroma da planta para relaxamento físico e mental. Há pessoas que simplesmente tomam o chá, mas há também a inserção das folhas na água do banho, em banheira com água morna, apontado como excelente para aliar o estresse do cotidiano. É importante conhecer sobre as propriedades da hortelã e para que serve sua aplicação na culinária, além de ficar por dentro das variedades oferecidas pela indústria, podendo assim fazer uso adequado, com conhecimento para que serve cada opção, como os sucos, óleos, pomadas, chá, e muito mais.

Veremos agora para que serve a hortelã, entendendo seus benefícios para a saúde e boa forma.

1- Melhor digestão
Os benefícios da hortelã podem contribuir com um melhor processo de digestão, o que reduz desconfortos estomacais, previne inflamações, evitando mal-estar. Esse efeito positivo é obtido devido aos antioxidantes e fitonutrientes presentes nas folhas. O sabor único da hortelã ativa a ação de glândulas salivares e possibilita o relaxamento dos músculos do estômago, as quais agem positivamente sobre as enzimas digestivas, favorecendo todo o processo de digestão. Cotada para tratar desconfortos estomacais, a hortelã ajuda aqueles que sofrem com problemas intestinais, flatulência e acidez. Para que os efeitos sejam notados, recomenda-se o consumo de uma xícara após as refeições.

2- Redução de dores de cabeça e náuseas
Se você sofre com esses desconfortos, então ficará feliz em saber que as folhinhas de hortelã podem ser convenientes para a redução dessas condições. As náuseas durante viagens e gravidez podem ser reduzidas com a ajudinha da hortelã, reduzindo impactos sobre o estômago. Esse benefício é demonstrado não só no consumo das folhinhas, mas também com pastilhas e outros produtos de sabor menta que são degustados nessas ocasiões. Sendo apontada como funcional para a redução de dores de cabeça, as folhinhas de hortelã também podem ser esfregadas na região da testa, sendo representativas para a redução de inflamações, enxaquecas, com efeito calmante.

3- Auxilio a doenças respiratórias
A hortelã é apontada como remédio para tratamento de congestionamento de nariz e garganta, oferecendo alivio aos pulmões e brônquios. O suco ou chá de hortelã pode ser conveniente para a redução de impactos causados por gripes e resfriados. Pessoas que sofrem com asma podem contar com a hortelã para o tratamento de congestão. A rinite e asma são as condições mais comuns que atingem inúmeras pessoas, principalmente nas estações mais frias do ano. Para quem lida com rinite e alergias específicas, a hortelã pode agir sobre o comportamento de histaminas, dessa forma, reduzindo as irritações e sintomas diversos. Ao inalar o cheiro, a planta pode agir como expectorante, sendo uma das formas mais eficientes para obter amplos benefícios, pois pode agir não só sobre as vias respiratórias, mas também reduz dores e estende o efeito calmante para cabeça e corpo.

4- Reduz dores nos mamilos de gestantes
Há diversas plantas que são contra indicadas para gestantes, mas no caso da hortelã, seu consumo pode ser muito benéfico para a saúde dessas mulheres. A menta é funcional para a redução de desconfortos e dores nos mamilos, consequência muito comum no período de amamentação.

5- Auxilio contra fadiga
O excesso de exercícios físicos, overtraining e sobrecarga de atividades na rotina podem gerar fadigas, oscilações de humor, e consequentemente até depressão, e esses fatores podem ser prevenidos com a ajuda da hortelã. O cheiro das folhas já desperta o funcionamento cerebral, e a ingestão pode apoiar a renovação energética, reduzindo cansaço, ansiedade e desanimo. Há pessoas que dormem com folhas de hortelã sob o travesseiro, mas há fabricantes que disponibilizam óleo de mentol ou hortelã, que pode ser aplicado no corpo ou no travesseiro, deixando-a agir durante as horas de descanso.

6- Atua contra a acne
Os problemas com acne e manchas são comuns entre adolescentes, mas ao invés do uso de pomadas e intervenções estéticas, a hortelã se mostra eficiente para efeito antisséptico, anti-inflamatório e antipruriginoso. O suco das folhas pode ser um excelente aliado para a limpeza de pele, e ainda contribui com a redução de cravos e espinhas, melhorando a aparência da pele e saúde dos tecidos. O uso da menta ainda é convencional como repelente para picadas de mosquitos e insetos. Os já citados óleos de hortelã também podem ser aplicados sobre a pele, agindo na prevenção contra as picadas de insetos. O responsável pelos efeitos sobre a pele é o ácido salicílico, que age como esfoliante, hidratante, ajuda os poros a se manterem abertos, além de reduzir a oleosidade.

7- Prevenção do Alzheimer
Algumas pesquisas comprovaram que os benefícios da hortelã podem contribuir com o melhor funcionamento cognitivo, favorecendo a capacidade de concentração e agilidade mental. De olho na qualidade dos exercícios mentais, as folhas ainda podem estimular e melhorar a aptidão para memorizar, se ingeridas regularmente. O Alzheimer causa efeitos que podem prejudicar o rendimento e comprometer a capacidade de memorização, por isso, a hortelã pode ser uma excelente aliada para a prevenção dessa condição.

8- Ajuda a perder peso
Cuidar da boa forma não se limita à vaidade, mas também à saúde, por isso, seguir uma alimentação equilibrada e com alimentos funcionais pode reduzir a possibilidade de mal-estar. A hortelã pode ser importante para o estimulo das enzimas digestivas, as quais iram agir para a melhor absorção de vitaminas e minerais, garantindo a nutrição e digestão saudável, induzindo à eliminação de toxinas e substâncias indesejáveis ao corpo, garantindo energia para as atividades e evitando desconfortos. Sabemos que os alimentos devem ser metabolizados de forma adequada, e a hortelã pode fazer parte do cardápio da dieta, sem oferecer prejuízos calorias, e induzindo o uso da gordura corporal como fonte energética, reduzindo as medidas.

9- Boca saudável
Muitas vezes a pouca atenção e cuidados com a boca pode gerar consequências graves. De olho na saúde bucal, a hortelã pode garantir efeito anti-inflamatório e antibacteriano, os quais são importantes para a prevenção de infecções e condições como mau hálito, cáries e fatores mais graves. A hortelã compõe diversos produtos para cuidados bucais, mas se optar por meios naturais, inserir as folhas em suas saladas já oferecerá grande contribuição.

10- Redução de cólicas
Muitas mães dão o chá de hortelã para reduzir as dores causadas por cólicas, mas esse benefício também pode ser desfrutado por gente grande. Mulheres que sofrem com cólicas menstruais podem tomar uma xícara de chá de hortelã, pois a planta pode aliviar e ainda reduzir as náuseas causadas durante esses dias. O efeito possibilita que os músculos abdominais relaxem e a tensão sobre o útero seja reduzida.

11- Fortalece o sistema imunológico
Assim como diversos alimentos naturais, a hortelã pode fortalecer o organismo e auxiliar na imunidade. Ela contém vitaminas e minerais que podem ajudar na proteção do corpo contra possíveis inflamações, infecções e demais interferências externas. Podemos reconhecê-la como fonte de vitaminas de complexo B, C, D, e E, além de minerais como Fósforo, e Cálcio, que são convenientes para uma nutrição completa.

12- Ajuda na prevenção do câncer
Diversos alimentos são apontados como funcionais para a prevenção de Câncer, por isso, é importante que reconheçamos a contribuição da hortelã, desde que ela seja aliada a uma alimentação equilibrada e rica em múltiplos alimentos contribuintes. As folhas podem oferecer álcool perílico, que é um fitoquímico de efeito representativo para a prevenção de Câncer de mama, próstata, fígado, Cólon, pulmão, e até mesmo pele.

13- Colesterol
As pequenas folhinhas podem induzir a um melhor funcionamento do fluxo de bile, processo o qual pode possibilitar quebra das moléculas de gordura, fator importante para o controle de níveis de colesterol bom e ruim, e também pressão do fígado. Esse benefício é muito conveniente para aqueles que desejam reduzir o percentual de gordura ou manter a boa forma.

14- Tônico capilar
O uso de diversas vitaminas e cosméticos pode ser conciliado com a aplicação de óleo de hortelã como fortalecedor dos seus fios de cabelo. O preparo do chá natural, com aplicação de borrifadas, também pode oferecer efeitos positivos para que o cabelo fique hidratado e com brilho. Vale ressaltar que os efeitos podem ser potencializados, se o óleo de hortelã for combinado com demais óleos funcionais, como o óleo de coco, vitamina E, e muitos outros.

Alecrim

Alecrim é uma erva mediterrâneo com folhas em forma de agulha e rosa, flores azuis ou roxas. A palavra “alecrim” vem das palavras latinas ros (que significa “orvalho”) e marinus (que significa “mar”).

ALECRIM

Alecrim é uma erva mediterrâneo com folhas em forma de agulha e rosa, flores azuis ou roxas. A palavra “alecrim” vem das palavras latinas ros (que significa “orvalho”) e marinus (que significa “mar”). O Alecrim é usada em muitos pratos culinários e é bem usado para condimentar sopas, molhos e carnes. Além de ser usado para cozinhar, também tem sido utilizado como um remédio natural para uma variedade de doenças ao longo dos séculos.

Benefícios do Alecrim Na Prevenção do Câncer: O Alecrim contém carnosol que é um composto anti-câncer potente. Estudos realizados mostraram que ele tem uma eficácia contra o câncer de mama, câncer de próstata, câncer de cólon, leucemia e câncer de pele. Em um outro estudo com ratos, mostraram que o Alecrim ajudo na redução de agente cancerígeno em até 76% do tumores mamários.

Alecrim Ajuda a Melhora a Memória: O Alecrim tem propriedades que aumentam a memória. Estudos realizados mostraram que o Alecrim contém uma diterpina chamado ácido carnósico que tem propriedades neuro-protetoras que ajudam a proteger contra a doença de Alzheimer, bem como a perda de memória que acontece com o envelhecimento. Benefícios do Alecrim Para o Humor: O mesmo estudo que descobriu que o cheiro do Alecrim melhorou memoria das cobaia, também descobriu que seu humor melhorou significativamente em comparação com o grupo controle.

Benefícios do Alecrim Para Enxaqueca: O Alecrim é um popular remédio natural para enxaqueca a séculos. Ferva um pouco de Alecrim em uma panela grande de água e coloque em uma tigela. Coloque uma toalha sobre a cabeça e inclinar-se sobre a panela para inalar o vapor por cerca de 10 minutos. Porque cheirando Alecrim pode melhorar a memória e humor, este método também pode ajudar com a função da memória e colocá-lo em um melhor estado de espírito.

Alecrim Ajuda no Alívio de Dores: Ele não só ajuda a aliviar a dor da enxaqueca, mas o óleo essencial presente no Alecrim também pode ser aplicado para tratamento natural de artrite, dores musculares e outras dores como, articulares e musculares.

Alecrim é um Agente Anti-inflamatório: O Alecrim contém dois anti-inflamatórios poderosos, O ácido carnósico e o carnosol. Um estudo revelou que estes dois compostos inibiram a COX-2, uma enzima que provoca a dor e a inflamação no corpo. Eles também inibiu a produção de excesso de óxido nítrico, que também desempenha um papel importante no processo inflamatório.

Alecrim Ajuda no Fortalecimento do Sistema imune: O Alecrim estimula o sistema imunológico, graças a suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórios, e as propriedades anti-cancerígenas.

Alecrim é um Agente Antibacterianas: Estudos descobriram que o Alecrim tem poderosas propriedades antibacterianas contra H. pylori (bactéria que causa úlceras de estômago) e estafilococos infecções.

Benefícios do Alecrim Para a Saúde Digestiva: O Alecrim é muitas vezes usado para ajudar a tratar problemas digestivos, como dor de estômago, prisão de ventre, Indigestão, e quase qualquer outro problema digestivo relacionado. Ela também ajuda a prevenir doenças transmitidas por alimentos, quando ingeridos com os alimentos, como, carne ou ovos.

Alecrim Ajuda no Crescimento do Cabelo: Estudos inicias mostraram que o Alecrim podem estimular o crescimento do cabelo. O estudo descobriu que as pessoas com alopecia, uma doença que faz com que o cabelo caia, teve um significativo crescimento do cabelo depois de esfregar Alecrim, lavanda, Tomilho e madeira de cedro em seu couro cabeludo durante sete meses. No entanto, não é claro se isto foi o Alecrim ou outras ervas que provocou o crescimento da planta.

Alecrim Melhora Circulação: O óleo de Alecrim é muitas vezes aplicado frequentemente como um remédio natural para má circulação, embora não tenha havido estudos que provar esse efeito.

Alecrim Possui Propriedades Diurética: O Alecrim é um diurético leve, o que significa que ele pode ajudar a se livrar do inchaço e retenção de água no organismo. Além disso, O Alecrim quando utilizado regularmente, pode ajudar no aumento do fluxo da urina e ajudar a função dos rins em níveis ideais para ajudar a se livrar do excesso de água no corpo.

Benefícios do Alecrim Para Saúde Respiratória: O Alecrim é um ótimo remédio natural para problemas respiratórios. Respirando o cheiro do óleo essencial pode ajudar com o congestionamento devido a resfriados, alergias, infecções respiratórias e gripe. Além disso, Você também pode ferver Alecrim fresco em uma panela de água, coloque-o em uma tigela, e respirar o vapor para ajudar a limpar os pulmões e garganta. Isso também irá ajudar com dores de cabeça associada a doenças respiratórias.

Alecrim Ajuda na Desintoxicação do fígado: O Alecrim tem sido usado para tratar problemas de fígado por centenas de anos. Um estudo revelou que o extrato de rosmaninho reduziu cirrose em ratos que receberam tioacetamida, um composto tóxico que é tóxico para o fígado. Ele também impediu danos ao fígado a partir de tetracloreto em ratos e camundongos.

Alecrim é um Agente Anti-Envelhecimento: O Alecrim é um ingrediente popular para anti-envelhecimento da pele, pois ajuda a reduzir o inchaço, estimula a regeneração celular, aumenta a firmeza e melhora o tônus da pele em geral.

Chá Mate

O chá mate é uma bebida termogênica. Para que provoque o emagrecimento, é recomendado que se tome 1 litro de chá ao dia, em horários intercalados, fora das refeições, porque a cafeína pode dificultar a absorção de ferro e cálcio.

CHÁ MATE

1. Emagrecedor
O chá mate é uma bebida termogênica. Para que provoque o emagrecimento, é recomendado que se tome 1 litro de chá ao dia, em horários intercalados, fora das refeições, porque a cafeína pode dificultar a absorção de ferro e cálcio.
Uma xícara de chá, quando consumido sem açúcar ou mel, fornece 2 calorias.

2. Reduz o colesterol
Segundo pesquisa da Universidade Federal de Santa Catarina, o chá mate diminui o colesterol ruim (LDL), enquanto eleva o bom colesterol (HDL).

3. Coadjuvante no tratamento da esteatose hepática
Essa patologia é conhecida popularmente como “gordura no fígado”. Alguns estudos relatam que o chá mate auxilia na oxidação dessa gordura, ajudando no tratamento.

4. Ação diurética
Como a maioria dos chás, o mate ajuda a eliminar toxinas pela diurese, permitindo a diminuição do inchaço.
UOs praticantes de esporte devem consumi-lo com frequência, pois, além de hidratar, outros benefícios do chá mate é estimular nervos e músculos, e ainda ajudar a combater a fadiga muscular.

5. Antienvelhecimento
Seus polifenois antioxidantes combatem os radicais livres, responsáveis por nosso envelhecimento celular.

6. Ajuda o coração
Em um dos estudos realizados pela USP em São Paulo, foi observado que seus polifenóis ajudam a prevenir a aterosclerose, que é o acúmulo de gordura nas artérias.

7. Supressor de apetite
De acordo com estudos da University of Surrey, em Guildorf, Inglaterra, o chá mate age como um inibidor de apetite natural, devido à lentidão de esvaziamento gástrico que promove.

8. Aumenta a queima calórica
Segundo o American Journal of Clinical Nutrition, o aumento do gasto energético e a oxidação de gorduras em humanos são outros benefícios do chá mate.

9. Ajuda no controle da diabetes
Pode diminuir o índice de glicose no sangue quando consumido frequentemente.
Uma xícara de chá, quando consumido sem açúcar ou mel, fornece 2 calorias.

1. Emagrecedor
O chá mate é uma bebida termogênica. Para que provoque o emagrecimento, é recomendado que se tome 1 litro de chá ao dia, em horários intercalados, fora das refeições, porque a cafeína pode dificultar a absorção de ferro e cálcio.
Todos os benefícios do chá mate serão notados caso haja uma constância e regularidade em relação ao seu consumo.

Chá Mate x Mal de Parkinson
A Universidade do Extremo Sul de Santa Catarina tem realizado estudos com a erva mate em relação ao Mal de Parkinson. Embora ainda preliminares, os resultados são bastante animadores. Os camundongos induzidos à doença conseguiram apresentar melhoras significativas, onde parte deles mostrou completa recuperação dos movimentos.
Ainda há um longo caminho a percorrer nesse sentido, mas os envolvidos mostraram-se bastante animados.

Contra Indicações

Gastrites e úlceras: A erva mate é contraindicada para pessoas que apresentam problemas gástricos, podendo irritar ainda mais a mucosa do estômago, agravando os sintomas de úlceras, gastrites e esofagites;

Insones: Por ser estimulante, é melhor evitá-lo antes de dormir, principalmente pessoas com histórico de problemas de insônia e hiperatividade;

Hipertensos: Devem-se orientar com um médico, principalmente se a doença não estiver controlada;
Pessoas muito agitadas devem consumi-lo moderadamente;
Algumas pessoas poderão apresentar dor de cabeça ou enxaqueca quando ingerirem em demasia.

Salvia

Se você tem problemas com cicatrização, saiba que uma compressa de água preparada com sálvia, se aplicada diretamente sobre a ferida, pode apoiar a recuperação e regeneração da pele, reduzindo o impacto que poderia ser causado por bactérias e adversidades externas.

SALVIA

1. Antisséptico
Se você tem problemas com cicatrização, saiba que uma compressa de água preparada com sálvia, se aplicada diretamente sobre a ferida, pode apoiar a recuperação e regeneração da pele, reduzindo o impacto que poderia ser causado por bactérias e adversidades externas.

2. Depressão
Que os chás são excelentes calmantes, isso nós sabemos, mas o que foi descoberto é que a infusão de sálvia pode auxiliar no equilíbrio do humor e até mesmo reduzir os sintomas de casos de depressão.

3. Sistema cardiovascular
Rica em flavonoides e ácidos fenólicos, há benefícios da sálvia na prevenção de doenças cardiovasculares.

4. Menopausa
A sálvia é apontada como funcional para o controle e redução dos sintomas causados no período de menopausa. Sabemos que as mulheres lidam com diferentes desconfortos, e a erva pode agir diretamente sobre a mente e sistema nervoso.
Em algumas pesquisas, foi identificado que algumas mulheres utilizam o óleo de sálvia para reduzir a sudorese noturna, comum nesses períodos. Afirma-se que a sálvia pode reduzir a sudorese em até 50%. As ondas de calor podem se tornar menos frequentes a partir da quarta semana de tratamento, e há também a busca pela versão da erva em cápsulas.

5. Pele
A alimentação incorreta também deixa evidências na pele. Os benefícios da sálvia estendem-se ao tecidos, oferecendo efeito antienvelhecimento, reduzindo impactos causados por rugas e marcas de expressão consequentes do avanço da idade.
A sálvia é rica em substâncias antioxidantes que protegem o organismo contra a ação de radicais livres. Os principais nutrientes contidos na sálvia e que são capazes de contribuir com a proteção dos tecidos é a vitamina A e o Cálcio.
A erva ainda pode auxiliar na prevenção e tratamento de infecções, agindo com poder anti-inflamatório e antisséptico, sendo conveniente inclusive para quem está sob tratamento de psoríase e eczema.

6. Cabelos
Contendo betasitosterol, a sálvia pode ser útil para homens que desejam prevenir a calvície. O óleo da erva é muito procurado para ser aplicado diretamente sobre o couro cabeludo.
A sálvia também tem os seus efeitos otimizados se combinada com outras ervas, como o alecrim. O chá também pode ser aplicado para deixar os fios mais brilhosos e sem caspa. Se você deseja o crescimento dos fios, saiba que a sálvia também pode favorecer a melhor circulação de nutrientes no couro cabeludo, o que auxilia na revitalização de seu cabelo.

7. Anti-inflamatório
Há quem busque o consumo de sálvia para o tratamento de inflamações, tanto externas quanto internas. Inflamações na garganta e na pele são as mais buscadas para serem tratadas com a erva.

8. Memória
A erva é recomendada para o melhor desenvolvimento da memória. Os benefícios da sálvia ainda podem ser favoráveis para pessoas que precisam de tratamento para Alzheimer. Aqueles que desejam melhorar o rendimento nos estudos também podem contar com a contribuição da erva, já que ela oferece apoio para melhor atenção e desempenho mental.

9. Colesterol
A erva pode induzir à redução dos níveis de colesterol ruim, o LDL, assim reduzindo também as gorduras contidas na corrente sanguínea. Algumas pessoas que se submeteram a análise durante 60 dias puderam notar que os níveis de triglicerídeos e colesterol reduziram até 18%. Pode-se obter aumento de até 10% de HDL, enquanto o LDL foi reduzido significativamente.

10. Indigestão
A sálvia é recomendada para o tratamento e prevenção de doenças gastrointestinais e dispepsia. Ela pode estimular o funcionamento do estômago e reduzir a fraqueza do sistema digestório de modo geral. A erva estimula o funcionamento intestinal, reduzindo a possibilidade de má digestão e o funcionamento correto do pâncreas.

11. Diabetes
Para aqueles que desejam equilibrar os níveis de açúcar na corrente sanguínea, o extrato da erva também pode contribuir com efeitos anti-hiperglicêmicos, auxiliando no controle de glicose. Pessoas com diabetes tipo 2 podem obter estes benefícios da sálvia ainda mais superiores, mas é importante ressaltar que sem uma reeducação alimentar, sua contribuição pode ser mínima.

12. Asma
A sálvia pode agir como antiespasmódica, assim reduzindo as tensões no sistema respiratório, favorecendo a inalação e reduzindo a possibilidade de crises de asma. Inflamações e constipações nas vias nasais também podem ser prevenidas e tratadas com os benefícios da sálvia, justificados pelo efeito calmante que a erva pode oferecer sobre os músculos do sistema respiratório.

13. Perda de peso
O chá de sálvia pode ser importante para a perda de peso, pois ele oferece efeito diurético, que auxilia na eliminação de líquidos, evitando a retenção destes. A erva ainda pode contribuir com seus efeitos antioxidantes e estimulantes, o que apoia o funcionamento metabólico, otimizando a queima calórica. Com o corpo livre de toxinas, pode-se notar melhor os efeitos esperados de dieta e exercícios físicos, evidenciando a perda de peso significativa.

Tomilho

O chá de Tomilho quente pode ser adoçado com um pouco de mel para diminuir a febre causada devido à transpiração.

TOMILHO

Benefícios do Tomilho Para Tratar a Febre: O chá de Tomilho quente pode ser adoçado com um pouco de mel para diminuir a febre causada devido à transpiração.

Benefícios do Tomilho Para Tratar a Bexiga Irritável: Você pode beber chá de Tomilho frio ou morno para cistite e uma bexiga irritável. Você também pode combinar Tomilho com outras ervas calmantes para limpar o excesso de ácidos úricos em seu sistema.

Benefícios do Tomilho Para Aliviar a Artrite e Gota: SÀs vezes, o Tomilho também é recomendado para aliviar a artrite e gota.

Benefícios do Tomilho Para Aliviar Dores Articulares: O Tomilho também pode ser usado externamente. O óleo pode ser misturado com loções para serem friccionadas nas articulações doloridas e nos músculos.

Benefícios do Tomilho Para Tratar Úlceras Bucais: Tomilho pode ser adicionado a qualquer água. Isso age como uma boa loção antisséptica para curar cortes e úlceras na boca.

Benefícios do Tomilho Contra o Pé de Atleta: O Tomilho tem propriedades anti-fúngicas e, por isso, é um bom remédio para tratar o sapinho e o pé de atleta.

Benefícios do Tomilho Para Proteção Contra os Fungos: O Tomilho tem timol, um óleo essencial que tem propriedades antisséptico e antifúngicos. Os outros óleos essenciais encontrados no Tomilho são carvacolo, borneol e geraniol.

Benefícios do Tomilho Para Proteger Contra Oxidação: O Tomilho tem muitos antioxidantes fenólicos flavonoides, tais como zea-xantina, naringenina, luteolina, luteína, pigenina e timonina. As ervas do Tomilho fresco contêm o mais alto nível de antioxidantes entre todas as outras ervas.

Benefícios do Tomilho Para Fluidos Corporais: O potássio encontrado no Tomilho é um componente vital para nossas células e fluidos corporais. Ele pode controlar a frequência cardíaca e pressão arterial.

Benefícios do Tomilho Para o Corpo: O Tomilho tem manganês, que é utilizado pelo nosso corpo como um cofator para a enzima antioxidante, superóxido dismutase.

Benefícios do Tomilho Para Formar Glóbulos: O ferro presente no Tomilho é necessário para a formação de glóbulos vermelhos.

Benefícios do Tomilho Para Aliviar o Estresse: O Tomilho pode lhe proporcionar 0,35 mg de vitamina B-6 ou piridoxina, que atende 27% da ingestão diária recomendada. A piridoxina ajuda a manter os níveis de GABA em nosso cérebro e, portanto, é conhecido como um aliviador do estresse.

Benefícios do Tomilho Como Fonte de Vitamina C: A vitamina C presente no Tomilho é útil para o corpo humano desenvolver resistência contra agentes infecciosos.

Benefícios do Tomilho Para a Visão: O Tomilho tem vitamina A, que é uma vitamina solúvel em gordura e antioxidante. Isto é essencial para as membranas e o muco. Ela também ajuda a controlar a saúde de sua visão.

Benefícios do Tomilho Para Contra o Câncer de Pulmão: O Tomilho é naturalmente rico em flavonoides, como a vitamina A e betacaroteno. O consumo de Tomilho pode ser útil para proteção contra câncer de pulmão e cavidade oral.

Benefícios do Tomilho Para o Cérebro: Beba uma xícara de chá de Tomilho, pois tem timol, que é um potente antioxidante. Isso aumenta o nível de ácidos graxos ômega-3 e gorduras saudáveis em suas células cerebrais. O óleo de Tomilho também pode fornecer proteção contra mudanças relacionadas à idade em suas células cerebrais.

Benefícios do Tomilho Para Proteger da Doença de Alzheimer: O Tomilho pode reduzir o risco de doença de Alzheimer. O chá de Tomilho também contém naringenina, luteolina, apigenina e timonina.

Benefícios do Tomilho Para Aliviar Tosse e Trata a Bronquite: Tome uma xícara de chá de Tomilho se você tiver um resfriado ou tosse. Isso é útil para tratar a bronquite e aliviar a tosse. Isso também é usado em muitas preparações à base de plantas por seus efeitos relaxantes e broncodilatadores.

Benefícios do Tomilho Para Aliviar a Indigestão: O chá do Tomilho é recomendado frequentemente por especialistas ervais para ajudar a digestão e aliviar o gás. Os óleos voláteis no Tomilho podem reduzir o gás e agir como um antiespasmódico para fornecer alívio às cólicas intestinais.

Benefícios do Tomilho Para o Sangue: 2 colheres de chá de Tomilho seco podem lhe proporcionar 19,8% do valor diário recomendado de ferro. O chá de Tomilho também é a melhor fonte de vitamina K que é essencial para a coagulação do sangue.

Benefícios do Tomilho Para Aumentar a Circulação: Você pode adicionar óleos essenciais de Tomilho em sopas e ensopados. Isso pode ser útil para aumentar a circulação sanguínea em seu corpo.

Benefícios do Tomilho Para Fornecer Energia: O chá de Tomilho pode energizar seu sistema corporal e produzir um efeito fortificante em seu sistema nervoso. Isso pode tratar a exaustão física e mental, tensão, ansiedade, pressão e depressão.

Benefícios do Tomilho Para Relaxar: O Tomilho é útil para obter alívio às cólicas em seu estômago e intestinos. Isso também é útil para tratar a síndrome do intestino irritável, diarreia e infecções intestinais. O Tomilho pode restabelecer a população bacteriana normal em seu intestino.

Benefícios do Tomilho Para uma Mente Saudável: O Tomilho está sendo usado desde os tempos mais antigos para manter uma mente saudável.

Benefícios do Tomilho Para Tratar a Diarreia: O Tomilho é muito eficaz contra a Shigella sonnei. Esta é uma bactéria que pode causar diarreia. Lave a alface com 1% de óleo de Tomilho ou timol para reduzir o número de bactérias Shigella. Os óleos essenciais de Tomilho também são usados como conservantes de alimentos naturais.

Benefícios do Tomilho Para Proteger o DNA: A ciência moderna usa o Tomilho para atuar como um tônico energético e um auxílio para a longevidade. Óleos voláteis de Tomilho têm fenóis antioxidantes e flavonoides, juntamente com vitaminas e minerais. Estes compostos protegem seu DNA contra danos oxidativos.

Benefícios do Tomilho Desacelerar o Processo de Envelhecimento: O Tomilho tem óleos voláteis que protegem seu cérebro, aumentando os ácidos ômega-3 em seu cérebro, mantendo as células saudáveis e retardando o processo de envelhecimento.

Canela de Velho

A Miconia albicans é uma planta arbustiva (de 0,7 a 3 m de altura) também conhecida como quaresmeira-de-flor-branca, prima das outras quaresmeiras - de flor roxa e rosa - que já conhecemos.

CANELA DE VELHO

A Miconia albicans é uma planta arbustiva (de 0,7 a 3 m de altura) também conhecida como quaresmeira-de-flor-branca, prima das outras quaresmeiras – de flor roxa e rosa – que já conhecemos. Mas, há outras plantas que são conhecidas como canela-de-velho portanto, é importante o nome científico para você saber o que está tomando.

Seu uso para tratar doenças dolorosas como artrites, artroses e reumatismo tem ampla comprovação nas comunidades tradicionais da região nordeste.

Alguns estudos apontam também as suas propriedades terapêuticas no tratamento do Mal de Chagas pois afeta o Tripanossoma cruzis, causador desta doença.

Nome científico: Miconia albicans

Família: Melastomataceae

Nome popular: Canela-de-Velho

Partes usadas: Parte aérea da planta (folhas)

Princípio ativo: Flavonóides e compostos triterpênicos (ácido oleanólico e ácido ursólico)

Propriedades medicinais: Anti-inflamatória, analgésica (anti-nociceptivo), antioxidante, antimutagênica, antimicrobiana, antitumoral, hepatoprotetora, tônica digestiva

Tratamento terapêutico: Artrose, artrite reumatóide, fibromialgia, dores e inflamação das articulações, dores na coluna, bursite, redução de radicais livres, purificação do sangue, reumatismo, tendinite.

Uso do chá

O uso do chá de canela-de-velho é eficaz também para tratar dores resultantes de tendinites, torcicolos, bursites e outros processos inflamatórios, especialmente aqueles que são acompanhados de inchaço local.

Receita do chá de canela-de-velho

* Você vai precisar de 2 colheres de sopa de folhas da planta.

* Coloque as folhas na água (1 litro) e deixe ferver por 30 segundos – você deverá fazer uma decocção leve (quando se ferve a planta junto com a água, por um tempo determinado) – desligue o fogo, tampe a panela e deixe descansar uns minutinhos.

* Coe e tome duas xícaras por dia, antes do almoço e antes do jantar e o sobrante, outras duas xícaras, use para banhar as áreas doloridas. Algumas pessoas indicam que se pode tomar até 3 xícaras ao dia.

Refaça o chá diariamente

Para ter resultado você deverá tomar o chá, diariamente, por pelo menos 30 dias e, segundo as indicações, poderá seguir tomando até por mais 60 dias. Ou seja, o chá de canela-de-velho é um medicamento de uso prolongado e continuado.

O processo de tratamento difere de pessoa para pessoa – algumas pessoas, dependendo do estágio da doença, já obtêm bons resultados (a redução das dores) a curto prazo, 1 semana – porém, seus bons efeitos, para serem continuados, precisam de que você continue usando o chá, tanto para tomar quanto para banhar os locais inflamados e doloridos.

Salsa

Salsa ou salsinha é a mesma erva, ou melhor, algumas espécies do gênero Petroselinum: consideramos salsinha as Petroselinum sativum, P. crispum, P. hortense e P. tuberosum.

SALSA

Salsa ou salsinha é a mesma erva , ou melhor, algumas espécies do gênero Petroselinum: consideramos salsinha as Petroselinum sativum, P. crispum, P. hortense e P. tuberosum. Todas as espécies de salsinha são ricas em ferro e vitamina C, têm ação diurética, vasodilatadora e tonificante.

Benefícios medicinais da salsa, salsinha
Salsinha (folha e raiz) tem ação emenagoga (que aumenta o fluxo menstrual), diurética, vasodilatadora e tonificante.

Indicações:
Retenção de líquidos, celulite, insuficiência cardíaca, urina escassa, insuficiência renal, inapetência, anemia, esgotamento físico, dismenorreias.

Ação da salsinha:
● Previne a anemia
● Previne e alivia infecções da bexiga
● Melhora a digestão
● Mantém os rins saudáveis
● Evita o mau hálito
● Trata contra a artrite
● Limpa o sangue
● Diurético natural
● Reduz a produção de gases
● Protege e estimula o sistema imunológico

Diurético: eliminador de ureia; inchaços, edemas; cálculos urinários; reumatismos; gota: 1 colher de chá de raízes picadas em 1 xícara de água fervente. Abafar por 10 minutos. Tomar 1 xícara de chá de manhã, em jejum, e outra à tarde.

Regularizador do fluxo menstrual: 2 colheres de chá de frutos ou sementes de salsinha em 1 garrafa de vinho branco e deixe macerar por 10 dias. Tome 1 cálice, 2 vezes ao dia nos 10 dias que antecedem ao início de menstruação.

Abscessos: chagas; feridas; úlceras; secar o leite materno; picadas de insetos: 3 colheres de sopa de folhas e hastes frescas bem picadas, 1 colher de chá de mel. Amasse bem (no pilão) até formar uma pasta. Use como cataplasma, sobre o local a ser tratado. Renove o curativo 2 a 3 vezes ao dia até a completa cicatrização.

Restaurador do apetite: 2 maços de folhas e haste frescas de salsa, bem picadas, 1 cebola picada e 1 colher de chá de vinagre. Bata bem no liquidificador, junte uma colher de azeite ou seu óleo de cozinha. Bata novamente. Junte sal a gosto. Use para “barrar” torradinhas e comer antes das refeições.

Sementes: flatulência e cólicas; Raiz: diurético; Suco; doenças renais;

O chá de salsinha é um excelente diurético, especialmente útil quando ocorre subida da pressão arterial e retenção hídrica. Outros usos tradicionais para o chá de salsa é: tratamento de doenças da próstata, doenças do fígado e do baço, no tratamento da anemia, da artrite, e do câncer, além do uso como um expectorante, antimicrobiais, afrodisíaco, hipotensivo, laxativo, e como uma loção para o couro cabeludo para estimular o crescimento do cabelo.
Algumas pessoas o fazem em infusão, que é mais suave (1 colher de salsinha picada em um litro de água fervente) outras preferem a decocção, mais forte em meio litro de água fervente junte 2 colheres de sopa de salsinha picada e deixe cozinhar por 5 minutos.
Abafe por 10 minutos e coe. Beba até 3 copos durante o dia. Observe seu organismo para encontrar a melhor dose para você. Não tome este chá à noite pois seu efeito diurético te impedirá de ter um sono reparador. Não use este chá por mais de 7 das seguidos.

Suco de salsinha
O bom efeito diurético e desintoxicante do chá também pode ser obtido no suco de salsinha. Misture com aipo, maçã e outras frutas de seu agrado. Passe na centrífuga ou no liquidificador , tudo junto e bem picado. Tomado em jejum, o suco de salsinha vai ajudar nas dietas de emagrecimento.

Macerado de salsinha
As folhas amassadas são usadas para tratar tumores, mordidas de inseto, piolhos, parasita da pele, e contusões. O macerado pode ser feito no pilão, ou no liquidificador, o objetivo é se conseguir uma pasta fina, sem adição de água.

Salada, tempero e outros usos culinários
● Preparo de molhos
● Para temperar carnes, aves e peixes
● Sopas
● Tomates
● Omeletes
● Na manteiga temperada
● Em recheios de canapés, etc

E, caso você plante em casa, a salsinha pode ser colhida, fresca, de maio a fevereiro, quase que o ano todo. Guarde na geladeira, em vasilha fechada, por até uma semana.

Contraindicações da salsinha
Mulheres grávidas não devem tomar o chá de salsa e nem abusar do seu uso como tempero pois, esta planta ativa os movimentos uterinos e pode predispor ao aborto.

Pessoas alérgicas a outras plantas da família da salsinha, como a cenoura, a erva-doce ou o aipo, também podem ser mais sensíveis aos componentes químicos da salsa devendo evitá-la.

O óleo essencial de salsa é bastante forte e pode gerar dores de cabeça, vertigem, perda de equilíbrio, convulsões e danos renais portanto, muito cuidado com seu uso.

O chá de salsa deve ser consumido fresco pois, com o tempo pode oxidar. Também não se deve usar este chá durante o período da noite.

Sene

Os benefícios do chá de sene estão relacionados ao sistema digestivo, ou seja, agem diretamente no estômago, intestino e demais órgãos que o compõe.

SENE

Os benefícios do chá de sene estão relacionados ao sistema digestivo, ou seja, agem diretamente no estômago, intestino e demais órgãos que o compõe. Ele é tradicionalmente conhecido como um laxante natural, combatendo a prisão de ventre e ajudando na eliminação de gases.

Se você sofre desse mal, pode recorrer ao chá de sene com esse objetivo. Porém, os efeitos não surgem imediatamente, sendo necessário esperar até 10 horas para o intestino começar a funcionar. Isso acontece porque ele irrita as paredes do intestino, fazendo-o trabalhar mais e acelerar o processo de expulsão das fezes. Além disso, ele inibe a absorção de água pelo organismo, fazendo com que o bolo fecal esteja mais úmido e mais fácil de ser eliminado.

E o chá de sene realmente emagrece?
Sim! Além de agir contra a prisão de ventre, algumas pesquisas comprovaram que o sene é capaz de evitar a absorção de gordura. Porém, não adianta tomar o chá de sene sem seguir uma dieta de baixas calorias e praticar atividades físicas, ou seja, o chá funciona apenas como um auxílio no emagrecimento.
Se você não é adepta aos chás, já existem no mercado cápsulas de sene, e que mantém os mesmos benefícios da planta in natura.

Como fazer e como tomar o chá de sene?
O preparo do chá de sene é semelhante ao de outros chás, bastando colocar cerca de uma colher de sopa do sene seco em 200ml de água fervida. Em seguida, deixe em infusão por 30 minutos, coe, adoce e beba imediatamente. Não é recomendado guardar grandes quantidades do chá, já que ele pode perder as suas propriedades e benefícios.

A recomendação é que você beba uma xícara do chá de sene antes de dormir para que você perceba os seus efeitos no dia seguinte.

O sene é uma planta medicinal da família das Cesalpiniáceas, originária do continente africano, tendo se desenvolvido de maneira rápida também no Oriente Médio e na Índia. No entanto, o sene pode ser encontrado em qualquer parte do mundo.

O chá da planta é bastante conhecido devido a sua propriedade laxativa, que é muito potente, mas não se dá tão rapidamente. O efeito do chá só é sentindo cerca de 10 horas depois de tomado. O sene irrita as paredes do intestino assim que entra em contato com elas, os princípios ativos contidos na planta impedem a absorção de água pelo órgão, isso faz com que as fezes fiquem cheias de água, e por isso moles.

Doses excessivas de chá de sene podem causar até vômitos e cólicas abdominais intensas, por isso o consumo deve ser feito com cuidado e principalmente em casos de urgência.

Contraindicações
Por ser muito forte, o chá de sene é contraindicado em alguns casos, como quando a pessoa que vai ingerir tem inflamações intestinais ou apendicite.

NÃO deve ser consumido por gestantes, crianças menores de 12 anos e mulheres no período de lactação. Pacientes que estiverem com dores abdominais não identificadas devem evitar o chá e só tomar depois de autorização médica. Quem estiver com colite, inflamação no útero e constipação crônica também deve parar com o consumo do chá, que se tomado por mais de sete dias seguidos promove diarreia intensa e perda de eletrólitos e de minerais, como o potássio.

Carqueja

A Carqueja é uma planta medicinal indicada para melhorar a digestão, combater os gases e ajudar a emagrecer. Seu chá tem sabor amargo, mas pode ser encontrada em cápsulas em lojas de produtos naturais.

CARQUEJA

A Carqueja é uma planta medicinal indicada para melhorar a digestão, combater os gases e ajudar a emagrecer. Seu chá tem sabor amargo, mas pode ser encontrada em cápsulas em lojas de produtos naturais.
A carqueja também é conhecida como Carqueja-amarga, Carqueja-amargosa, Carqueja-do-mato, Carquejinha, Condamina ou Iguape, muito utilizada para tratar gripe e problemas digestivos.

Para que serve a Carqueja
A Carqueja é uma planta medicinal que serve para ajudar no tratamento de má digestão, prisão de ventre, diarreia, gastroenterite, anemia, gripe, febre, doenças do fígado, diabetes, vermes intestinais, afta, amigdalite, anorexia, azia, bronquite, colesterol, doenças da bexiga, má circulação do sangue e feridas.

Moringa

De fato, as folhas da moringa ofertam doses generosas de nutrientes importantes. Só que muitos especialistas defendem que o cálcio, por exemplo, é melhor absorvido pelo organismo quando ingerimos produtos de origem animal.

MORINGA

De fato, as folhas da moringa ofertam doses generosas de nutrientes importantes. Só que muitos especialistas defendem que o cálcio, por exemplo, é melhor absorvido pelo organismo quando ingerimos produtos de origem animal. Mesmo assim, a quantidade do mineral presente na planta não é desprezível. Por isso, especialmente durante uma gestação ou em casos de problemas nos rins, vale procurar orientação profissional antes de consumir a bebida ou farinhas à base da moringa. É que o acúmulo de cálcio pode contribuir para os dolorosos cálculos renais.

A moringa é repleta de benefícios para a saúde: tem mais proteína do que um iogurte e tanta quanto a carne de boi; mais potássio que a banana e mais vitaminas que a laranja. Além disso, ela possui uma enorme quantidade de antioxidantes, muita vitamina A e B, ferro e uma variedade de aminoácidos essenciais. Também há diversos minerais presentes, como cromo, ferro, selênio e zinco. Por tudo isso, ela é uma grande – e fundamental – aliada ao combate à desnutrição.

Confira outros benefícios:
Perda de peso

A planta ajuda a acelerar o metabolismo e ajuda a combater a fome, reduzindo o impulso alimentar. Como ela também é rica em nutrientes benéficos, consegue equilibrar o nosso organismo e facilitar a perda de peso.

Repelente de insetos
Ela é usada para afastar insetos e larvas de populações rurais e em situação de vulnerabilidade, principalmente em regiões pobres da África. Estudos recentes mostraram que ela afasta os mosquitos transmissores da malária e também da dengue.

Estimulante de crescimento de outros cultivos
Foi descoberto que o extrato da folha de moringa contém um hormônio de crescimento de plantas. O suco das folhas frescas podem aumentar o rendimento das plantas em até 30% se utilizado para regá-las.

Atividade anti-inflamatória
As propriedades da planta são extraídas em extratos alcoólicos e aquosos para serem usadas na atenuação de dor e inflamação.

Ajuda na lactação
Devido à grade biodisponibilidade nutricional, a moringa incentiva a produção de leite, ajudando a lactante com a amamentação do bebê.

Função cicatrizante
Ela apresenta uma função bactericida e fungicida, fazendo com que a ferida da pessoa se mantenha limpa e cicatrize com mais facilidade.

Purificação da água
Se maceradas e adicionadas em água, as sementes de moringa atraem os sedimentos presentes no meio, num processo de decantação. A água purificada com essas sementes tem uma melhora de 99% na qualidade.

Melhora a imunidade
Com tantas vitaminas e nutrientes presentes na planta, sua ingestão acaba ajudando a restabelecer o sistema imunológico, prevenindo doenças e invasões de microrganismos oportunistas.

Contraindicações da moringa
Por possuir iodo em sua composição, pessoas com alergia ao componente ou com hipotireoidismo não devem consumi-la, pois há a possibilidade de agravamento do problema. Gestantes também devem consultar o médico antes de ingerir a moringa, pois a raiz da planta pode ter efeito abortivo.

Mulungu

O mulungu, também conhecida como canivete, bico-de-papagaio e corticeira, é uma planta medicinal muito eficaz no tratamento de problemas psicológicos relacionados com o estresse, deixando deixando a pessoa mais tranquila.

MULUNGU

O mulungu, também conhecida como canivete, bico-de-papagaio e corticeira, é uma planta medicinal muito eficaz no tratamento de problemas psicológicos relacionados com o estresse, deixando deixando a pessoa mais tranquilo para desempenhar as tarefas diárias, devido à sua ação calmante, tranquilizante e sedativa.

O seu nome científico é Erythrina mulungu e pode ser encontrada em lojas de produtos naturais sob a forma de planta ou tintura.

Propriedades e para que serve o Mulungu
O mulungu possui diversas propriedades, podendo ser utilizada para diversos fins, como:
Tratamento de estados emocionais como histeria, neurose, ansiedade, agitação, depressão, ataque de pânico, epilepsia e compulsão devido às suas propriedades antidepressivas, hipnótica, sedativa e tranquilizante;
Tratamento de doenças do fígado, devido a sua propriedade hepatoprotetora;
Diminuição da pressão, por ter efeito hipotensivo e diurético;
Diminuição dos sintomas da bronquite asmática, devido à sua propriedade antiasmática e expectorante;
Tratamento de infecções e inflamações, como cistite ou gengivite, por exemplo, por causa das suas propriedades antibacteriana e anti-inflamatória.
Além disso, o Mulungu possui propriedades analgésicas, narcóticas, antiespasmódicas e tônicas.
Devido à sua capacidade calmante e tranquilizante, o mulungu é muito utilizado para tratar os distúrbios do sono, como a insônia, por exemplo. Veja outros remédios caseiros para curar a insônia.

Como usar
A parte utilizada do mulungu é a sua casca, que pode ser encontrada na sua forma natural ou em pó. As sementes desta planta não devem ser usadas, uma vez que possuem substâncias tóxicas que podem causar sérios danos ao organismo.
Uma das maneiras de se utilizar o mulungu é através de uma infusão:

Ingredientes
4g de casca de Mulungu;
1 xícara de água fervente.

Modo de preparo
Colocar a casca de mulungu na água e deixar ferver por 15 minutos e tomar o chá ainda morno, de preferência 3 vezes ao dia. Evitar tomar por mais de três dias seguidos. Outra opção de consumo é por meio do chá de mulungu. Veja como é feito o chá de mulungu para acalmar.

Efeitos colaterais
Os efeitos colaterais do mulungu incluem sedação, sonolência e paralisias musculares. Além disso, o mulungu é contraindicado para pessoas que usam medicamentos anti-hipertensivos, pois podem baixar muito a pressão e causar hipotensão.

Dente de Leão

Os Benefícios do Dente de Leão Para Saúde são diversos. Pois, o Dente de Leão possui grande quantidade de nutrientes essenciais para saúde geral do corpo.

DENTE DE LEÃO

Os Benefícios do Dente de Leão Para Saúde são diversos. Pois, o Dente de Leão possui grande quantidade de nutrientes essenciais para saúde geral do corpo. O Dente-de-leão é o nome dados a diversas plantas do gênero Taraxacum, que engloba muitas espécies, sendo que a mais comum é o Taraxacum officinale.

Atualmente, essa espécie cresce espontaneamente em várias regiões de clima temperado ou subtropical do mundo. O dente-de-leão possui enormes efeitos benefícios na desintoxicação do organismo, por ter ação diurética, melhorar o funcionamento do intestino e auxiliar nas desordens hepáticas. Confira os Benefícios do Dente de Leão:

O dente-de-leão possui vitamina A, importante para a visão, pele e o crescimento e vitamina K, que regula a coagulação sanguínea e possui papel importante para a saúde óssea. Ele também conta com vitaminas do complexo B, essenciais para o sistema neurológico, vitamina C, importante para o sistema imunológico, e vitamina E, que tem forte ação antioxidante.
A planta ainda conta com potássio, que é importante para a contração muscular, condução nervosa, frequência cardíaca, produção de energia e síntese de ácidos nucleicos e proteínas. O zinco, que tem efeito antioxidante, auxilia na digestão de proteínas e na disfunção sexual, principalmente em homens, o cálcio, bom para a saúde dos ossos e dentes, e o ferro, que previne a anemia e é aliado do coração, também estão presentes no dente-de-leão. Então, confira agora em detalhes

Os 11 Benefícios do Dente de Leão Para Saúde:

Benefícios do Dente de Leão Para Tratar Asma: O Vitamina C também ajuda a reduzir os sintomas de asma. pois, ajuda a proteger contra os efeitos prejudiciais de contaminação do corpo humano, o que muitas vezes resulta em sintomas semelhantes à asma.

Benefícios do Dente de Leão Para Problemas Cardiovasculares: O dente-de-leão possui ação antioxidante e por isso age combatendo os radicais livres. Isto proporciona uma série de benefícios, como reduzir o risco de câncer, problemas cardiovasculares e também evita o envelhecimento.

Benefícios do Dente de Leão Para Ossos Fortes: O Dente de Leão possui alta quantidade de Cálcio que é vital para o crescimento do osso e da força. Ele contém antioxidantes, tais como Vitamina C e luteolina, que impede os ossos de danos devido aos radicais livres. Ela impede fraqueza óssea, fragilidade e diminuição da densidade.

Benefícios do Dente de Leão Para Tratar Doenças Renais: Diversas espécies de dente-de-leão tem sido utilizadas com diuréticas por mais de 2000 anos na medicina tradicional chinesa e medicina Ayurveda. Estudos sugerem que várias espécies de Dente de Leão têm sido amplamente usadas em doenças renais e urinarias para aumentar a eliminação de líquidos. Alguns especialistas afirmam que ao contrário dos diuréticos encontrados na forma de medicamento, o dente-de-leão não faz com que a pessoa perca muito potássio pela urina.

Benefícios do Dente de Leão Para o Sistema Imunológico: AVitamina C presente no Dente de Leão é amplamente conhecida pela sua contribuição para o sistema Imunológico do corpo e a sua estimulação dos glóbulos brancos do sangue.

Benefícios do Dente de Leão Para Saúde do Fígado: Ele contém os antioxidantes, tais como a Vitamina C e luteolina, que ajuda a manter a função do fígado e cura a hemorragia do fígado. Ele ajuda a manter o fluxo biliar, melhora o fígado e promove a digestão. Ele reduz as chances de constipação que reduz as chances de problemas gastrointestinais.

Benefícios do Dente de Leão Para Diminui a Diabetes: O suco de Dente de Leão auxilia os pacientes diabéticos para estimular a produção de insulina do pâncreas, mantendo baixo nível de açúcar no sangue. Ela aumenta a micção em pacientes diabéticos, que elimina o excesso de açúcar do corpo. Ela impede a deposição de açúcar nos rins, promovendo a micção. Isso impede os picos prejudiciais e mergulha em pacientes diabéticos.

Benefícios do Dente de Leão Para Ação Diurética: As propriedades diuréticas em Dente de Leão removem os elementos tóxicos dos rins e do trato urinário. As propriedades de desinfecção evitam o crescimento microbiano no trato urinário.

Benefícios do Dente de Leão Para Pele: O dente-de-leão é bom para a pele porque possui vitamina A e carotenoides. A vitamina A é necessária para manter a integridade e função das células da pele e das mucosas. Além disso, o nutriente age na reparação do epitélio da pele. Alguns estudos tentaram comprovar se a vitamina A ajuda a prevenir ou tratar o câncer de pele, porém nada ainda foi comprovado.

Benefícios do Dente de Leão Para Reduzir a Acne: O suco de dente leão é um grande diurético, desintoxicante, antioxidante e estimulante que são eficazes para tratar a acne. O suco de Dente de Leão ajuda a regular a secreção hormonal, aumentando o suor e abrindo os poros. Isto ajuda a remover as toxinas na forma de urina e suor. A aplicação externa de Dente de Leão impede a infecção microbiana e reduz a acne. Uma vez que possui Vitamina C, também acelera o processo de cicatrização, eliminando a inflamação vermelha e cicatrizes.

Benefícios do Dente de Leão Para Perder Peso: A urina contém cerca de 4% de gordura de modo que mais micção leva à perda de mais água, bem como gorduras do corpo. Como o Dente de Leão é diurético, aumenta a micção e ajuda a perder peso sem quaisquer efeitos secundários. Além disso, o Dente de Leão contém baixas calorias. É também usado como edulcorantes uma vez que não contêm açúcar insalubre.

Funcho

O funcho tem esses benefícios porque tema como propriedades medicinais o anetol, estragol e alcânfora, além de vitaminas e minerais que conferem sua ação anti-inflamatória, estimulante, etc.

FUNCHO

Benefícios do Funcho
Aliviar as cólicas menstruais e intestinais;
Diminuir o apetite e ajudar a emagrecer;
Combater a dor de estômago;
Aliviar transtornos digestivos;
Soltar gases;
Combater a bronquite e a gripe por soltar o catarro;
Aliviar os vômitos;
Combater a dor de garganta e laringite;
Desintoxicar o fígado e o baço,
Combater infecções urinárias;
Combater a diarreia;
Eliminar vermes intestinais.
O funcho tem esses benefícios porque tema como propriedades medicinais o anetol, estragol e alcânfora, além de vitaminas e minerais que conferem sua ação anti-inflamatória, estimulante, antiespasmódica, carminativo, vermífuga, digestiva, diurética e expectorante suave.

Como usar
As sementes do funcho (erva-doce) podem ser usadas para preparar chás ou para adicionar em bolos e tortas, conferindo sabor aromático característico. Mas as folhas de funcho e seu caule podem ser usados na culinária para temperar a carne ou o peixe, e em saladas. Algumas formas de usar são:

Chá de funcho: Colocar 1 colher de sementes de funcho (erva-doce) em uma xícara de água fervente, tampar e deixe amornar, durante 10 a 15 minutos, coar e beber a seguir. Tomar entre 2 a 3 vezes ao dia.

Óleo essencial de funcho: Tomar 2 a 5 gotas diluídas em água, várias vezes ao dia;

Xarope de funcho: tomar de 10 a 20g ao dia. A raiz, as folhas e o caule do funcho são bastante aromáticos sendo muito usados no preparo de pratos de peixe, seu caule são comestíveis e usados em saladas.

Estragão

O estragão é bastante comum no norte da Ásia, na Europa e nas Américas, mas ficou conhecido pela sua utilização na cozinha francesa — o tempero compõe o molho Béarnaise.

ESTRAGÃO

O estragão é bastante comum no norte da Ásia, na Europa e nas Américas, mas ficou conhecido pela sua utilização na cozinha francesa — o tempero compõe o molho Béarnaise.

Formas de uso: suas folhas podem ser utilizadas frescas ou secas, dependendo da região. Em geral, se você está longe de uma área de plantio, é mais comum encontrar a erva ressecada. O ideal é acrescentá-la apenas na finalização de pratos quentes.

Com o que combina: tem sabor adocicado e levemente picante, que lembra a erva doce. Não à toa, é utilizado para aromatizar ensopados de carnes variadas, vinagretes e azeites para saladas verdes. Traz também frescor a conservas de legumes e picles.

Benefícios nutricionais: o estragão é parceiro de quem quer ficar em forma e afastar o risco de diabetes. Um estudo da Universidade do Estadual da Louisiana (Estados Unidos) sugere que o tempero ajuda a combater a resistência à insulina. Cabe destacar que, assim, evita-se um excesso do hormônio no organismo, associado ao ganho de peso e, no longo prazo, a um aumento crônica do açúcar no sangue.

Para que serve
O Estragão serve para ajudar no tratamento de cólicas menstruais, regular a menstruação e melhorar a má digestão em caso de refeições volumosas ou gordurosas.

Propriedades
Tem sabor adocicado, aromático e semelhante ao anis, e possui ação depurativa, digestiva, estimulante, vermífuga e carminativa devido a presença de taninos, cumarina, flavonóides e óleo essencial.

Como usar
As partes utilizadas do Estragão são suas folhas para fazer chás ou para temperar carnes, sopas e saladas.

Chá de Estragão para cólicas menstruais: colocar 5 gramas de folhas em uma xícara de água fervente e deixar repousar durante 5 minutos. Depois coar e beber até 2 xícaras por dia, após as refeições.

Guaco

Com o nome científico Mikania glomerata spreng, o Guaco também é popularmente conhecido como erva de cobra, cipó-catinga, guacoliso, coração de Jesus e Guaco de Cheiro.

GUACO

Com o nome científico Mikania glomerata spreng, o Guaco também é popularmente conhecido como erva de cobra, cipó-catinga, guacoliso, coração de Jesus e Guaco de Cheiro. Pode ser reconhecida por ser uma planta trepadeira lenhosa, capaz de atingir de 2m a 3m de altura. Possui ramos abundantes, flores amareladas e pequenas com suave aroma de baunilha, e folhas verde brilhante com formato de coração e perfume similar ao da abóbora quando amassada. Originário da América do Sul, o Guaco pode ser encontrado em todas as regiões brasileiras, principalmente no Sudeste e Sul. Tornou-se popular não apenas por sua beleza ou aroma agradável, mas por suas excelentes propriedades medicinais.

Benefícios e propriedades

O Guaco é recomendado para auxiliar o tratamento de tosses, gripes e resfriados, bronquite, infecções de garganta e de pele, reumatismo, rouquidão, asma, febre alta e alergias. Outro grande benefício do Guaco é o auxílio que fornece para quem deseja perder peso, já que suas propriedades sudoríferas aumentam a eliminação de líquidos do corpo, eliminando toxinas, bactérias e o líquido extra responsável por provocar inchaço.
Suas principais propriedades são: expectorante, bronco-dilatador, antisséptico, antiasmático, cicatrizante, antirreumático, febrífugo e sudorífero.

Como utilizar?
Pelos muitos benefícios e propriedades citados acima, o Guaco é constantemente utilizado como medicina alternativa natural, para prevenir males ou auxiliar no tratamento de doenças já instaladas.

Para consumir o a planta basta preparar o chá, levando ao fogo duas folhas da planta natural ou 2 colheres de folhas desidratadas juntamente com meio litro de água fervente. Deixe ferver por cinco minutos e então desligue. Abafe e aguarde até que a temperatura esteja ideal para consumo. Beba duas xícaras ao dia, ou uma colher de chá de quatro em quatro horas, como xarope. No caso de tratamento para problemas externos, como áreas lesionadas ou reumatismos, repita o procedimento acima, mas ao invés de beber, embebe uma toalha limpa no líquido e a aplique como compressa no local afetado, três vezes ao dia.

Contraindicações e efeitos colaterais
O consumo do Guaco é contraindicado para pessoas que fazem uso de anticoagulantes; crianças com menos de um ano de idade e indivíduos que sofram de doenças no fígado.
Se utilizado em exagero ou por tempo prolongado, pode ter como efeito colateral hemorragias, diarreia, vômitos e aumento dos batimentos cardíacos.

Uxi Amarelo

O uxi amarelo é uma planta medicinal, também conhecida popularmente como axuá, pururu, uxi, uxi-liso ou uxi-pucu, muito utilizada como suplemento alimentar entre outros usos.

UXI AMARELO

O uxi amarelo é uma planta medicinal, também conhecida popularmente como axuá, pururu, uxi, uxi-liso ou uxi-pucu, muito utilizada como suplemento alimentar, ou no tratamento de inflamações do útero, bexiga e artrite.

Esta planta é originada da Amazônia brasileira, e possui, dentre as suas propriedades, efeitos anti-inflamatório, antioxidante, diurético e estimulante imunológico. Acredita-se que seus principais benefícios sejam provenientes do princípio ativo chamado bergenina.

O nome científico do uxi amarelo é Endopleura uchi, e sua parte utilizada costuma ser a casca na forma de lascas, que podem ser compradas em feiras livres, mercados e lojas de produtos naturais, ou também podem ser encontradas na forma de cápsulas ou em pó.

Para que serve
O uxi amarelo é utilizado no tratamento de diversos problemas de saúde, e as suas principais propriedades incluem a ação anti-inflamatória, podendo ser utilizada para:
• Auxiliar no tratamento de miomas;
• Ajudar no tratamento de cistos no ovário ou no útero;
• Auxiliar no combate a infecções urinárias;
• Promover a regulação do ciclo menstrual causada pela Síndrome dos Ovário Policísticos;
• Ajudar no tratamento endometriose.

A ação anti-inflamatória e imunoestimulante do uxi amarelo também pode auxiliar no tratamento de artrite, bursite, reumatismos, além de outras doenças como problemas do coração, diabetes, asma, prostatite e úlceras gástricas. Além disso, o uxi amarelo é conhecido por ter efeitos antioxidantes, antiviral, diurético e vermífugo.

Chá de uxi amarelo O chá de uxi amarelo é muito utilizado pelas mulheres com o objetivo de aliviar os sintomas e ajudar no tratamento de inflamações do útero, miomas e infecções urinárias, por exemplo, no entanto deve ser utilizado como complemento ao tratamento recomendado pelo médico.

Para fazer o chá, basta colocar 10 g de casca de uxi amarelo em 1 litro de água fervente e deixar por cerca de 3 minutos. Depois, deixar repousar por 10 minutos, coar e beber pelo menos 3 xícaras por dia.

Além disso, muito comum associar o consumo de chá do uxi amarelo com o chá de unha de gato, tomados em horários diferentes ao longo do dia, para potencializar as propriedades imunoestimulantes e anti-inflamatórias de ambas as plantas medicinais. Saiba mais sobre as propriedades da planta medicinal unha de gato.

Possíveis efeitos colaterais e contraindicações Não estão descritos efeitos colaterais do uxi amarelo, no entanto não é recomendado consumir o uxi amarelo sem orientação do médico ou do fitoterapeuta.

O uso dessa planta não é recomendado para mulheres em fase de lactação e gestantes, uma vez que pode interferir no processo de formação do feto.

Alcachofra Folhas

A alcachofra possui propriedades anti-esclerótica, depurativa do sangue, digestiva, diurética, laxante, anti-reumática, anti-tóxica, hipotensora e anti-térmica.

ALCACHOFRA FOLHAS

Para que serve a alcachofra
A alcachofra possui propriedades anti-esclerótica, depurativa do sangue, digestiva, diurética, laxante, anti-reumática, anti-tóxica, hipotensora e anti-térmica. Por isso, essa planta medicinal pode ser utilizada para auxiliar no tratamento de anemia, aterosclerose, diabetes, doenças do coração, febre, fígado, fraqueza, gota, hemorroidas, hemofilia, pneumonia, reumatismo, sífilis, tosse, ureia, urticária e problemas urinários.

Benefícios para a saúde:
• Melhora o sistema gastrointestinal
• Excelente fonte de vitaminas
• Luta contra radicais livres e previne envelhecimento precoce
• Previne gripes e resfriados
• Melhora os níveis de colesterol
• Trata mazelas do fígado

Modo de uso da Alcachofra A alcachofra pode ser consumida in natura, em forma de salada crua ou cozida, chá ou em cápsulas industrializadas. As cápsulas da alcachofra devem ser consumidas antes ou depois das principais refeições do dia, juntamente com um pouquinho de água.

Chá de alcachofra O chá de alcachofra é uma ótima opção para quem quer emagrecer rápido, uma vez que é diurético e desintoxicante, sendo capaz de limpar o organismo e eliminar gordura, toxinas e líquidos que se encontram em excesso.
Para fazer o chá, basta colocar numa xícara de água fervente 2 a 4 g das folhas de alcachofra e deixar repousar por 5 minutos. Em seguida deve-se coar e beber.

Contraindicações da alcachofra
A alcachofra não deve ser consumida por pessoas com obstrução do ducto biliar, durante a gravidez e amamentação.

Agar Agar (Gelatina de Algas)

O ágar-ágar é uma gelatina que alguns gêneros de algas marinhas vermelhas contêm em suas células.

AGAR AGAR (Gelatina de Algas)

O ágar-ágar é uma gelatina que alguns gêneros de algas marinhas vermelhas contêm em suas células. Pode ser extraído de algas da classe Rodophyta, dos gêneros Gelidium, Gracilaria, Gelidiela e Pterocladia, principalmente.

A extração de ágar-ágar foi descoberta, por acaso, em 1650, no Japão, onde antes se consumia o cozido de algas. Atualmente esta gelatina, kanten, integra diversas dietas e preparados. Veja neste artigo como e porquê usar ágar-ágar, preferindo-a à qualquer gelatina industrializada ou de origem animal. 

O ágar-ágar não se dissolve em água fria mas, em água quente se expande bastante absorve até 20 vezes seu próprio peso formando assim um gel não absorvível pelo corpo humano, não fermentável e atóxico. Esta gelatina que é, basicamente, uma mistura de dois polissacarídeos, a agarose e a agaropectina, tem muitas fibras (mais de 80%) e sais minerais (P, Fe, K, Cl e I), celulose, anidrogalactose e um pouco de proteínas.

Quais os benefícios do uso do ágar-ágar na alimentação

Duas das características do ágar-ágar são interessantes para usá-la na alimentação: o ágar-ágar é riquíssimo em fibras e absorve até 3 vezes seu volume em água, quando ingerido. Mas, não é alimento, não tem quase nada de calorias porém, gera sensação de saciedade sem prejudicar o organismo e auxilia no processo de evacuação pois tem efeito laxativo. 

Essas qualidades do ágar-ágar são benéficas quando você precisa perder peso e não sabe mais o que fazer. Mas, também é importante o seu teor de iodo (I) que nosso organismo necessita para manter o correto funcionamento da tireoide.

Por outro lado, o ágar-ágar é um coringa muito útil nas receitas culinárias e tem vantagens por seu poder geleidificante ser dez vezes maior do que o da gelatina convencional. Também não precisa ir para a geladeira para ficar firme, não derrete à temperatura ambiente e não altera o sabor original dos alimentos.

Um show fazer pratos firmes, gelatinas salgadas, mousses, terrines e pudins e outros semelhantes, muito usado por culinárias do mundo todo e integrante de vários compostos na indústria alimentar.

 

Como usar o ágar-ágar na sua cozinha

É muito fácil usar o ágar-ágar mas, se lembre que ele só absorve a água se esta estiver quente. Uma colherinha de chá de ágar-ágar dá para você fazer uma xícara de chá, de gelatina (ele absorve até 20 vezes seu peso em água quente). Essas são as dicas básicas para você usar ágar-ágar.

Então, você deve preparar a gelatina que vai usar em seus pratos assim: ferva o correspondente volume de água que vai precisar para a receita já misturando o pó de ágar-ágar na correspondente proporção, 1 colher chá de pó para 1 xícara de água. Deixe ferver por dois minutos e misture ainda quente, com as frutas ou com o peixe, ou derrame sobre o presunto para fazer uma terrine, por exemplo.

 

Gelatina de frutas frescas

Apesar de que muitas receitas com ágar-ágar dizem para você ferver o seu suco de frutas preferido, eu não aconselho pois a fruta, ao ser fervida, perde muito das suas qualidades. Mas se você quer fazer geleia, então ferva. Para fazer gelatina de fruta fresca eu despejo o ágar-ágar já preparado sobre as frutas cortadas.

E se você quer, por exemplo, fazer gelatina de laranja, ou de um outro suco, dissolva o ágar-ágar em menor quantidade de água pois, quando você juntar o suco, a gelatina incorporará o resto de líquido de que precisa para não ficar muito dura.

Você pode também variar a quantidade de ágar-ágar, dependendo da receita que vai fazer e se quer que esta fique mais ou menos firme então, ponha mais ou menos água.

 

Chá de ágar-ágar

Mas, o ágar-ágar não serve só como ingrediente geleidificante de receitas diversas. Muitos sites de tratamentos alternativos recomendam sua ingestão na forma de chá pois, essa gelatina tem outras propriedades que são interessantes – o ágar-ágar é desintoxicante e hidratante atuando também na pele do corpo todo.

Para esse benefícios, você também poderá tomar chá de ágar-ágar, para além de usá-lo em diversas receitas, e obterá um melhor funcionamento do seu intestino, melhor absorção dos nutrientes que ingere, redução de peso (pela saciedade que a gelatina promove) e uma melhora substancial em toda a sua pele, inclusive a redução de processos de celulite. da pele, evitando rugas e deixando-a mais lisa e macia e, como é atóxica, não provoca qualquer tipo de reação indesejável.

Como preparar seu chá de ágar-ágar é fácil: Misture, num copo de água morna, uma colher de chá do pó de ágar-ágar e dissolva bem, mexendo com a colher. Pronto. É só tomar uma vez ao dia. Não tem gosto de nada mas o custo benefício é imenso, para a sua saúde.

Alfarroba em pó

A alfarroba é um fruto da árvore Ceratonia siliqua e bastante conhecida como um substituto saudável do chocolate.

ALFARROBA EM PÓ

A alfarroba é um fruto da árvore Ceratonia siliqua e bastante conhecida como um substituto saudável do chocolate.
Sim, o gosto é praticamente o mesmo do cacau 

Como a alfarroba é naturalmente doce, dispensa adição de açúcar no preparo dos alimentos que contém o fruto.

A maioria dos chocolates que existe hoje no Brasil é de má qualidade, com muito açúcar e gordura e pouca manteiga de cacau.

Como já sabemos dos malefícios para saúde desses ingredientes péssimos contidos no chocolate, o consumo de produtos com alfarroba é uma alternativa saborosa para você desfrutar do prazer do chocolate sem ter consequências negativas no seu corpo (o sonho de qualquer chocolátra).

 

Com alto valor nutritivo, os benefícios da alfarroba são:

  • Auxilia na diabetes por ter baixo índice glicêmico
  • Ajuda metabolizar gordura, proteína e carboidrato pela presença rica das vitaminas B1 e B2
  • Rica em Vitamina A, cálcio e magnésio
  • Combate os radicais livres e envelhecimento pela presença dos antioxidantes polifenóis (o mesmo presente no cacau)
  • Não contém glúten, lactose e cafeína
  • Melhora a digestão e reduz colesterol
  • Pode ser consumido por pessoas com hipertensão

 

O uso da alfarroba nesse formato é para substituir o chocolate em pó em diversas receitas, como bolos, cookies e brigadeiro.

Experimente trocar o chocolate pela alfarroba e avalie se isso ajuda na sua saúde.

 

Alfarroba e seus Beneficios…

Enquanto o cacau possui até 23% de gordura e 5% de açúcar, a alfarroba possui 0,7% de gordura e um alto teor de açúcares naturais (sacarose, glicose e frutose), em torno de 38 a 45%.

A alfarroba é um alimento saudável e de elevado valor nutritivo. Contém vitamina B1- colaboradora para o bom funcionamento do sistema nervoso, músculos, coração e melhora na atitude mental e o raciocínio – tanto quanto o aspargo ou morango, a mesma quantidade de niacina (mantém a boa condição da pele) do feijão fava, lentilha e ervilha, e mais vitamina A, que é essencial para o crescimento dos ossos e dentes, vitalidade da pele e saúde da visão, do que a berinjela, o aspargo e a beterraba. Possui ainda alto teor de vitamina B2 (responsável por extrair energia de gorduras, proteínas e carboidratos no nosso corpo), cálcio, magnésio e ferro, bem como um correto balanceamento de potássio e sódio.

A alfarroba não possui qualquer agente alergênico ou estimulante tais como a cafeína e teobromina presentes no cacau. Embora apresente um alto teor de açúcares possui um baixo conteúdo calórico devido à quantidade quase imperceptível de lipídeos (gorduras) e alta quantidade de fibras naturais. O efeito benéfico dessas fibras naturais na flora intestinal se dá pela proteção da membrana mucosa do intestino, bem como pela redução significativa da incidência de diarréias indefinidas, desordens nutricionais e incidência de úlceras.

A alfarroba, também designada por “chocolate saudável” é utilizada em vários processos industriais, nomeadamente na cosmética, alimentar e farmacêutica, sendo nesta última empregada apenas como espessante para dar forma a alguns comprimidos.

Estudo recentes mostraram que a alfarroba não contém glúten e possui potencial antioxidante muito elevado, semelhante ao do azeite e superior ao do vinho, o que leva os investigadores a acreditarem que os compomentes do fruto pode ser úteis no combate aos radicais livres e doenças crônicos-degenerativas.

Também reduz efetivamente a assimilação da ingestão diária do excesso de colesterol, devido ao seu teor e qualidade das fibras. Seu poder na redução do colesterol do sangue é o dobro de outras fibras.

 

Composição química da alfarroba:
Proteína bruta – 4,7%
Proteína digestível – 1,6%
Fibra bruta – 9,2%
Cinzas – 3,5%
Cálcio – 0,38%
Fósforo – 0,09%
Gordura – 0,6%
Açucares totais – 43,85%
(glicose, sacarose e frutose)

Cacau em pó

A ideia que o chocolate engorda acaba afastando a maioria das pessoas de consumir o cacau, porém, há uma diferença entre cacau e chocolate.

CACAU EM PÓ

ideia que o chocolate engorda acaba afastando a maioria das pessoas de consumir o cacau, porém, há uma diferença entre cacau e chocolate. Os benefícios do cacau em pó são inúmeros, sendo isento de açúcar e menos calórico e gorduroso, ao contrário do que encontramos no chocolate.

Para se ter uma ideia, em 2 colheres de sopa de cacau em pó, encontraremos apenas 25 calorias e 1,5 grama de gordura. Além de 3,6 gramas de fibras, o que corresponde a 14% dos valores diários. Teremos também 8% dos valores diários em ferro e 14% em magnésio.

 

O cacau em pó tem muita gordura?

O cacau em pó é obtido através do processamento dos grãos do cacau. A maior parte de sua gordura é removida para outros preparos, restando uma pasta seca, que é liofilizada, se transformando em pó.

Em uma xícara de cacau em pó teremos aproximadamente 12 gramas de gorduras totais, sendo que 7 gramas serão saturadas, 4 gramas monoinsaturadas e o restante serão gorduras poli-insaturadas.

 

Outros dados nutricionais

Em uma xícara de cacau em pó teremos 17 gramas de proteínas e 50 gramas de carboidratos. Ainda nessa mesma porção, teremos 196 calorias. As fibras atingem 27 gramas e o açúcar presente é de apenas 1 grama.

O cacau em pó também contem bons índices de potássio, que regula os batimentos cardíacos e a pressão sanguínea. Também contém fósforo, magnésio e cálcio para construir os ossos, tecidos e nervos. As vitaminas se apresentam em menor proporção.

 

Benefícios do cacau em pó 

Passaremos, a seguir, os principais benefícios do cacau em pó, como uma sugestão para que seu consumo passe a ser mais frequente, como por exemplo, substituir os achocolatados conhecidos por cacau em pó. Essa medida extremamente simples estará isentando seu organismo de açúcares e gorduras desnecessários.

 

  1. Antioxidante

Segundo o teste laboratorial da Oxygen Radical Absorbance Capacity, que avalia a capacidade que determinados alimentos têm em absorver radicais livres, o cacau em pó lidera a lista, em seu ranking com os alimentos com teores mais elevados de antioxidantes.

O cacau em pó tem cerca de 43,6 mg por grama de flavonóides, que fazem parte um grupo de antioxidantes poderosos chamados polifenóis. Segundo o Medical News Today, o cacau é um dos alimentos que mais contém polifenois, inclusive, bem mais que o vinho tinto e o chá verde. Esse é um dos motivos que o coloca na lista de alimentos que podem ajudar no combate ao câncer.

 

  1. Antidepressivo

O cacau possui essa função devido à presença de fenetilamina, que é um neurotransmissor que age em nosso cérebro, fazendo com que nosso humor melhore. Segundo o Michigan Health System, o cacau em pó aumenta nossa endorfina, e por esse motivo, nos sentimos bem, e mais felizes. Esse estado de felicidade é sentido por alguns praticantes de exercícios durante os treinamentos, porém, o cacau age mais rapidamente. Outra função ligada ao bem estar está diretamente na produção de serotonina, outro neurotransmissor, que também se eleva assim que ingerimos qualquer tipo de alimento que contenha cacau.

 

  1. Anti-inflamatório

Ainda em decorrência de seus flavonoides, um dos benefícios do cacau em pó é seu efeito anti-inflamatório, com suas funções vasodilatadoras.

 

  1. Diminuir o colesterol ruim

O cacau em pó também ajuda a diminuir as taxas de colesterol ruim, além de minimizar os riscos de formação de coágulos.

 

  1. Controle da pressão arterial

As catequinas encontradas no cacau em pó inibem uma das enzimas responsáveis pela elevação da pressão arterial, faznedo, portanto, que seu controle seja mais um dos benefícios do cacau em pó. Pode também aumentar o fluxo de sangue para as artérias, o que também permite diminuir a pressão arterial.

 

  1. Melhora o sistema cognitivo

Agindo diretamente sobre a memória, seus flavonoides ajudam muito no processo de oxigenação cerebral.

 

  1. Antienvelhecimento

Seus polifenóis agem como neutralizante dos radicais livres, inclusive na pele, impedindo o envelhecimento precoce, inclusive por exposição ao Sol.

 

  1. Protege as células intestinais

Suas procianidinas protegem as células intestinais, impedindo que se instalem tumores.

 

  1. Controle dos corrimentos vaginais

O triptofano protege as mulheres contra os corrimentos vaginais, melhorando inclusive a lubrificação.

 

  1. Cacau em pó e atletas

O cacau, aliado ao leite, poderá ajudar muito os atletas e praticantes de exercícios a se recuperarem após os treinamentos. Seus carboidratos e proteínas são os principais elementos presentes nessa recuperação, fazendo com que o aumento da resistência física seja um dos benefícios do cacau em pó.

 

  1. Controlar a ansiedade

Nesse caso, o cacau em pó terá os mesmos resultados que o chocolate em relação à ansiedade, porém, mesmo contendo bem menos açúcares e gorduras, seu consumo deverá se controlado para evitar ganho de peso.

 

Contraindicações

Apesar de todos os benefícios do cacau em pó, há também que se considerar a presença de cafeína em sua composição, o que poderá causar efeitos indesejados como insônia e agitação, principalmente em indivíduos sensíveis à cafeína;

A presença de oxalatos poderá contribuir para a formação de cálculos renais, portanto, doentes renais crônicos não deverão consumi-lo sem orientação médica;

A cafeína não é indicada para quem está em tratamento de problemas gástricos, como úlceras e gastrites, ou intestinais, podendo haver uma maior sensação de irritabilidade gástrica.

 

Nutella Anabólica

 

 

Ao que tudo indica, são poucas as pessoas que não gostam de Nutella, porém, nem todas poderão consumi-la sem grandes estragos na dieta. Passaremos, a seguir, uma receita bastante simples e saudável de Nutella caseira, onde poderemos saborear o gosto delicioso do cacau em pó, entre seus ingredientes.

 

Você vai precisar de:

1 xícara de avelãs;

1 xícara de leite de soja sem açúcar;

1 scoop de whey protein chocolate;

¼ de xícara de cacau em pó;

1 copinho de iogurte natural desnatado;

1 colher de sopa de óleo de coco;

Mel.

 

 

 

Preparo:

Primeiramente, será preciso torrar as avelãs no forno alto por uns 10 minutos. Ao esfriarem, pegue um punhado nas mãos e esfregue umas nas outras para retirar a pele. Triture as avelãs enquanto vai adicionando os outros ingredientes da receita. Quando observar que adquiriu consistência cremosa e tudo estiver homogêneo, transfira para um pote de vidro com tampa, e conserve na geladeira.

Dica

Quanto mais amargo for o sabor do cacau, maior será o número de flavonoides em sua composição. São eles os responsáveis por essa característica. Procure adquiri-lo com o mínimo de industrialização possível.

Considerações finais

Como vimos, há inúmeros benefícios do cacau em pó para a saúde e ele poderá fazer parte de uma dieta saudável, desde que respeitemos porções que possibilitem a manutenção dessa dieta em nosso dia a dia.

Farinha de amaranto

Originário do Peru, o amaranto é uma semente utilizada como alimento há mais de 8.000 anos e que recentemente ganhou o mundo por seus inúmeros benefícios à saúde

FARINHA DE AMARANTO

Originário do Peru, o amaranto é uma semente utilizada como alimento há mais de 8.000 anos e que recentemente ganhou o mundo por seus inúmeros benefícios à saúde, que aliás, são também benefícios da farinha de amaranto, um alimento altamente nutritivo que pode até auxiliar na perda de peso.

 

Propriedades da Farinha de Amaranto

O amaranto era um dos principais alimentos dos astecas, que o utilizavam inclusive para cerimônias religiosas, tamanha era a devoção pela semente (que, aliás, é tida como grão por muitos). Tido como o “feijão dos Andes”, o amaranto é composto por aproximadamente 15% de proteínas de alto valor biológico.

Isso significa que a farinha de amaranto é fonte de aminoácidos essenciais, que não são produzidos pelo nosso corpo. Por este motivo, o amaranto é conhecido ao redor do mundo como super alimento, sendo suas proteínas equiparadas inclusive àquelas de origem animal.

Outra característica que diferencia a farinha de amaranto de outras farinhas famosas é a presença de cálcio com maior biodisponibilidade, o que significa que ele pode ser bem absorvido pelo organismo, ao contrário do que ocorre com o mineral contido em outros tipos de vegetais.

Informação Nutricional da Farinha de Amaranto

 

TABELA NUTRICIONAL

 

Item

Quantidade por porção de 30 g

VD (%)

Valor energético

112Kcal

6

Carboidratos

20g

7

Proteínas

4,3g

9

Gorduras totais

1,9g

3

Gorduras saturadas

0,5g

2

Fibra alimentar

2,1g

8

Potássio

110mg

Cálcio

78mg

8

Fósforo

137mg

20

Magnésio

80mg

31

Ferro

2,3mg

 

Zinco

0,95mg

14

Cobre

230µg

25

Vitamina B1 (tiamina)

0,04mg

 

Vitamina B2 (riboflavina)

0,06mg

5

 

Para que serve a Farinha de Amaranto

A farinha de amaranto é uma das farinhas funcionais com maior teor de proteínas, característica que, associada à presença das fibras no alimento, a tornam um grande aliado da perda de peso.

 

– É um excelente alimento para quem malha

Poucos alimentos naturais fornecem uma combinação tão boa de nutrientes como a farinha de amaranto. Proteínas, carboidratos, gorduras e sais minerais estão todos lá, tornando a farinha de amaranto um excelente suplemento para ser acrescentado à sua bebida pré ou pós treino.

Enquanto os carboidratos garantem energia para os exercícios, as proteínas garantem os aminoácidos necessários para a regeneração muscular. Já as gorduras são necessárias para a produção de hormônios, alguns dos quais são necessários para a formação de tecido muscular.

Em um estudo realizado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), pesquisadores observaram que idosos apresentaram um ganho de massa muscular após consumir amaranto por 45 dias. Ainda que o estudo tenha sido feito com a semente na forma estourada (semelhante à pipoca), esse também é um dos benefícios da farinha de amaranto, já que ela também contém as proteínas necessárias para reparar os microtraumas que ocorrem durante a atividade física.

 

– É rica em proteínas que ajudam a emagrecer

As proteínas possuem digestão mais lenta que os carboidratos, o que significa que você irá demorar mais para sentir fome após ter comido um pão com farinha de amaranto do que após comer uma fatia de pão de forma branco.

Além disso, a digestão de proteínas exige um determinado gasto energético do organismo, de maneira que ao consumir a farinha de amaranto você estará ativando seu metabolismo, já que é trabalhoso para o sistema digestivo quebras as proteínas em aminoácidos.

 

– Controla o apetite 

É claro que a farinha de amaranto não possui o mesmo efeito de um remédio que controla o apetite, mas a combinação de fibras + proteínas faz da farinha um poderoso aliado da balança. Isso porque as fibras mantêm a saciedade por mais tempo, já que retardam a digestão e aumentam o volume da massa alimentar presente no estômago.

E como as proteínas demoram a ser digeridas, seu cérebro receberá um sinal de que o estômago ainda está cheio e não é hora de comer mais.

 

– Não causa picos de glicose

Pode não parecer, mas este é um dos benefícios da farinha de amaranto: muitas farinhas refinadas são absorvidas de maneira muito rápida pelo corpo, o que gera uma grande oscilação nas taxas de açúcar do sangue e uma liberação exagerada de insulina.

Quando isso ocorre, seu cérebro recebe um sinal de que precisa estabilizar essa glicose, o que é feito pelo envio de um sinal para você comer (urgentemente) algo rico em energia – o que, em geral, traduz-se em um doce ou carboidrato refinado.

Um artigo publicado no Journal of Food Science de Abril de 2012, tendo como base uma série de pesquisas com o amaranto, concluiu que o consumo da semente pode diminuir os níveis de açúcar em circulação.

Isso significa que a farinha de amaranto pode ser consumida por diabéticos – mas sempre com moderação, afinal de contas ela ainda é rica em carboidratos.

 

– Diminui o colesterol

Os polifenois (antioxidantes) e óleos encontrados na farinha de amaranto ajudam a diminuir as taxas de colesterol ruim (LDL) e de triglicérides. Em um estudo americano publicado há quase 20 anos, cientistas confirmaram que o óleo presente no amaranto pode ser capaz de diminuir tanto os níveis de LDL quanto os números totais de colesterol.

Recentemente uma pesquisa desenvolvida na Unicamp comprovou os mesmos benefícios da farinha de amaranto. Pacientes obesos que consumiram 30 gramas de farinha de amaranto todos os dias, durante 1 mês, tiveram uma redução em seus níveis de LDL. Para os pesquisadores responsáveis pelo estudo, essa diminuição se deve não somente à presença de fibras e óleos na farinha, mas também do esqualeno.

Um poderoso antioxidante, o esqualeno inibe a produção de uma enzima responsável pela produção de LDL – e tudo isso sem diminuir as taxas de HDL, o bom colesterol.

 

– Baixa a Pressão

Pesquisadores descobriram no amaranto uma proteína que pode inibir a ação da enzima conversora da angiotensina (ECA), um peptídeo associado à elevação da pressão arterial. Isso significa que a farinha de amaranto possui atividade similar às drogas inibidoras da ECA e pode ser utilizada para auxiliar no controle da pressão em hipertensos.

 

– Diminui os riscos de doenças do coração

A atuação das fibras que diminuem os níveis de colesterol garantem maior proteção contra a obstrução das artérias e outros problemas cardiovasculares. Já os óleos e antioxidantes da farinha de amaranto combatem as inflamações, uma das maiores causas de doenças cardíacas na atualidade.

 

– É fonte de Lisina 

Ao contrário de boa parte dos grãos, a semente de amaranto contém uma boa concentração de lisina, um tipo de aminoácido que ajuda o organismo a absorver cálcio, formar mais células musculares e produzir energia para suas atividades.

 

– Evita a Anemia e a Osteoporose 

Também ao contrário do feijão, da soja e da lentilha, a farinha de amaranto fornece uma grande quantidade de ferro, cálcio e magnésio, nutrientes essenciais para manter a saúde dos ossos e também para afastar o risco de anemia. 

 

– Reduz Inflamações

As propriedades anti-inflamatórias da farinha de amaranto podem auxiliar na redução de inflamações e no controle da dor. Além de auxiliar na redução do inchaço, essa propriedade da farinha de amaranto a torna uma excelente alimento para proteger o coração e evitar diabetes.

 

– Previne o Câncer

A farinha de amaranto contém um peptídeo que pode inibir o crescimento de determinados tumores. Esse mesmo peptídeo é semelhante à lunasina, um peptídeo que está presente na soja e que também apresenta atividade antitumoral. Por este motivo, diz-se que a farinha de amaranto contém um peptídeo semelhante à lunasina – embora a substância encontrada no amaranto possua ação mais rápida nas células do que a lunasina presente na soja.



Como Usar

Bastante similar à quinoa, a farinha de amaranto é uma das melhores farinhas para você utilizar em substituição à farinha de trigo, pois não contém glúten e seu índice glicêmico é menor que o do trigo.

Você pode colocar uma colher de sobremesa de farinha de amaranto em um copo com água e tomar pela manhã, em jejum. As fibras e proteínas da farinha ajudarão a estabilizar seus níveis de glicose (que costumam estar baixos quando acordamos) e garantirão saciedade por mais tempo.

E como o amaranto é fonte de carboidratos, o consumo matinal da farinha também o deixará com mais disposição para suas atividades ao longo do dia.

Outras opções de consumo da farinha de amaranto incluem adicionar uma colher do alimento à salada (de frutas ou verduras), ao feijão, arroz integral, sopa, caldos, pães, mousses, bolos, sucos, shakes e até sobre o frango grelhado. No caso dos pães e bolos, recomenda-se substituir até 1/3 do total de farinha de trigo pela farinha de amaranto.


Farinha de ameixa

Pessoas que vivem em prol de uma vida saudável constantemente estão se atualizando, descobrindo novos superalimentos para integrar na dieta, que sejam nutritivos, combatam doenças e ajudem a emagrecer.

FARINHA DE AMEIXA

Pessoas que vivem em prol de uma vida saudável constantemente estão se atualizando, descobrindo novos superalimentos para integrar na dieta, que sejam nutritivos, combatam doenças e ajudem a emagrecer. De tempos em tempos, novas pesquisas com frutas, verduras e sementes são realizadas por importantes institutos do mundo todo, fazendo com que o segmento esteja sempre em movimento, evoluindo e trazendo novas informações. A moda agora são as farinhas das cascas de frutas como banana, maçã, uva e até mesmo ameixa, que são extremamente benéficas para a saúde.

Há muitos benefícios da farinha de ameixa para a saúde, e utilizá-la ainda contribui para o emagrecimento. O segredo está nos componentes da farinha, que melhoram o funcionamento do organismo e nas suas propriedades antioxidantes. A farinha de ameixa contém vitamina E, A, C e B, além de sais minerais, como potássio, cálcio, ferro e magnésio. Outro ingrediente importante são as fibras, que colaboram para o trânsito intestinal.

A característica principal da farinha de ameixa é a capacidade de melhorar os trânsitos intestinais, ao mesmo tempo em que regula a digestão, além de absorver rapidamente o ferro no organismo, auxiliando na prevenção de queda de cabelo. A grande quantidade de ferro também ajuda no tratamento de anemia e depressão.

Por seus efeitos diuréticos é indicada contra infecções de caráter inflamatório, das vias urinárias. A ameixa ainda pode trazer bons resultados contras infecções das vias respiratórias, fraquezas, reumatismo, artrite, arteriosclerose e nefrite.

Benefícios da farinha de ameixa para a perda de peso

Em dietas de emagrecimento a farinha de ameixa fornece muita energia e disposição através de suas fibras, vitaminas, minerais e também por suas propriedades claramente depurativas.

Para quem quer perder peso, pode ser uma ótima aliada. Além de combater o inchaço causado pela prisão de ventre e eliminar toxinas do organismo, suas fibras também aumentam a sensação de saciedade.

A presença da pectina na ameixa é essencial, pois quando ingerida se converte em uma espécie de gel no estômago, preenchendo o organismo e promovendo sensação de saciedade. Isso faz com que a pessoa sinta menos compulsão por comer refeições fora do horário, em excesso ou calóricas e dificulta a absorção de gorduras. Os antioxidantes também ajudam a reduzir a ansiedade, evitando, assim, a compulsão alimentar.

As ameixas ajudam a melhorar o trânsito intestinal e controlam a prisão de ventre. Já as fibras, no estômago, absorvem a água ingerida pelo organismo e inflam, mantendo o corpo saciado por mais tempo.

 

Benefícios para a construção muscular

Não existe nenhuma pesquisa diretamente relacionada a isso, nem nenhum benefício direto da farinha de ameixa para a construção muscular, porém, sabe-se que a ameixa promove mais energia devido à sua grande quantidade de fibras, sais minerais e vitaminas. Assim, essa energia é importante para qualquer treino na academia, gastando as calorias extras ingeridas e fortalecendo os músculos. Portanto, o ideal é consumir a farinha em sucos funcionais ou shakes no pré-treino para dar mais disposição às atividades.

 

Lista resumo dos benefícios da farinha de ameixa

Combate infecções;

Regula a digestão;

Combate a anemia;

Combate a depressão;

Fortalece os cabelos;

Combate o envelhecimento precoce;

Renova as células;

Ajuda na perda de peso.

 

Como usar?

Os especialistas recomendam o consumo de 2 colheres de sopa da farinha diariamente. Ela pode ser misturada a sucos, saladas de frutas, saladas de vegetais, cereais matinais, vitaminas ou iogurte. Outra possibilidade é adicionar a farinha no preparo de bolos, tortas, pães e biscoitos, misturando com farinha integral.


Informações nutricionais

Porção de 10g (aproximadamente 1 colher de sopa).

Quantidade por porção:

Valor energético:                                30,9kcal

Carboidratos:                                      7,12g

Proteínas:                                             0,52g

Gorduras totais:                                  0,03g

Gorduras saturadas:                           0 g

Gorduras trans:                                   0g

Fibra alimentar:                                  1,6g

Sódio:                                                    0,26 mcg

Farinha de amora

A amora é a mais recente das frutas a serem transformadas em farinha, e não por acaso. Excelente fonte de antioxidantes e uma aliada da boa forma, a amora é uma das frutas mais nutritivas

FARINHA DE AMORA

A amora é a mais recente das frutas a serem transformadas em farinha, e não por acaso. Excelente fonte de antioxidantes e uma aliada da boa forma, a amora é uma das frutas mais nutritivas à nossa disposição, e a boa notícia é que os benefícios da farinha de amora trazem grande parte das propriedades da fruta fresca.

 

Propriedades nutricionais da farinha de amora

Uma colher da farinha de amora (10g) fornece:

32 calorias;

6,7 g de carboidratos;

0,5 g de proteínas;

0 g de gordura;

1,3 g de fibra alimentar.

A farinha de amora é também uma excelente fonte de vitaminas e minerais importantes, como a vitamina C e K, potássio, zinco, magnésio, cálcio, ferro e selênio.

 

Outro nutriente importante da farinha de amora é a pectina, um tipo de fibra solúvel que traz inúmeros benefícios à saúde. E assim como na fruta fresca, a farinha também é uma excelente fonte de flavonoides (sobretudo a antocianina), substâncias que possuem uma forte ação no combate aos radicais livres.

 

Para que Serve a Farinha de Amora?

O consumo da farinha de amora está relacionado a um melhor funcionamento do intestino, diminuição da vontade de comer doces, controle dos níveis de colesterol ruim e o combate às inflamações e ao envelhecimento precoce.

A farinha de amora serve ainda como fonte de minerais e vitaminas importantes para o metabolismo e bom funcionamento do organismo.

 

Benefícios da Farinha de Amora

  1. Traz saciedade com poucas calorias 

Você já deve ter percebido a diferença entre comer um alimento rico em fibras – como o arroz e o pão integral, por exemplo – e consumir um alimento pobre no nutriente (pense no pão francês). Enquanto os primeiros deixam você saciado por mais tempo, os alimentos com pouca ou nenhuma fibra possuem digestão rápida, o que fará você ficar com fome em pouco tempo.

Um dos fatores que explicam essa diferença é a atuação das fibras alimentares, que absorvem água e deixam a digestão mais lenta, prolongando a sensação de saciedade. E são exatamente essas fibras que trazem alguns benefícios da farinha de amora importantes, uma vez que a pectina permite que você se sinta saciado com uma menor quantidade de comida (afinal, ela aumenta de tamanho no estômago) e com menos calorias. 

 

  1. Dificulta a absorção de gorduras 
    Outra parte importante dos benefícios da farinha de amora para a perda de peso é a capacidade de bloquear a absorção de gorduras no intestino – função essa que se deve à presença da pectina, que se une às moléculas de gordura e facilita sua eliminação pelo organismo.

Para obter este e outros benefícios da farinha de amora é essencial que seu consumo seja sempre feito com líquidos (preferencialmente água), a fim de facilitar a formação do gel com a pectina.

 

  1. Controla a Glicemia

Em conjunto com o aumento da saciedade e a menor absorção de gordura, o controle da glicemia é a terceira propriedade da farinha de amora que pode ajudá-lo a perder peso. A mesma pectina que se expande e forma um gel retarda a liberação de açúcar na corrente sanguínea, evitando assim um aumento súbito das taxas de glicose.

E tudo que você não quer quando está tentando emagrecer é uma variação drástica dos seus níveis de açúcar, já que eles irão estimular a liberação de mais insulina (hormônio que estimula a estocagem de gordura) e muito possivelmente causar mais fome.

E não é somente na perda de peso que a variação brusca dos níveis de glicose é indexada: picos de açúcar na corrente sanguínea podem levar a uma diminuição da sensibilidade à insulina e consequente surgimento de diabetes do tipo 2.

 

  1. É uma das farinhas mais ricas em antioxidantes

Envelhecimento precoce, Alzheimer, Parkinson e câncer são algumas das condições que podem ser combatidas com uma alimentação rica em antioxidantes. A farinha de amora é fonte de antocianinas, antioxidantes que evitam a formação e combatem a ação dos radicais livres em circulação pelo organismo.

Mesmo que você não esteja preocupado com o envelhecimento precoce, é importante ressaltar que esse não é o único efeito indesejado do excesso de radicais livres, uma vez que eles podem também contribuir para aumento da celulite, dificultar a perda de peso (através do aumento das inflamações, que causam inchaço) e até mesmo causar problemas no coração.

 

  1. Equilibra os níveis de colesterol

Nós nunca consumimos tanta gordura animal e tão poucos vegetais frescos como nos últimos anos. Pense no peito de peru do café da manhã, a carne bovina do almoço, o queijo do lanche da tarde e o frango grelhado do jantar – é muita gordura animal, não é mesmo?

Como resultado, nossas taxas de colesterol são as mais altas da história e começamos cada vez mais cedo a enfrentar problemas relacionados a taxas altas dessas lipoproteínas, que se acumulam na parede das artérias e obstruem o fluxo sanguíneo.

O infarto é somente um dos problemas causados por altas taxas de LDL (o mau colesterol) no sangue, já que a obstrução parcial do fluxo sanguíneo pode causar desde amortecimento das pernas até problemas cognitivos, como dificuldade de concentração e perda de memória. E, ao contrário do que muita gente pensa, quem é magro e malha com regularidade também pode ter colesterol alto, sobretudo se tiver uma dieta à base de frituras, doces, fast food e gordura saturada.

Nesse cenário, os benefícios da farinha de amora sobre os níveis de LDL são uma ótima notícia para quem está de olho não só na saúde como no bem estar e na boa forma. Essa propriedade da farinha de amora se dá tanto pela atuação dos flavonoides, que impedem a oxidação do LDL, como das pectinas, que dificultam a absorção da lipoproteína no intestino.

 É claro que, para obter este e outros benefícios da farinha de amora, é fundamental que seu uso esteja associado a uma diminuição da ingestão de gordura saturada e um maior consumo de verduras e legumes. 

 

  1. Melhora o funcionamento do intestino

As pectinas (mesmo tipo de fibra encontrada na maçã e no maracujá) formam um gel ao absorverem água no estômago e no intestino, de maneira que sua passagem pelo sistema digestivo serve como uma grande faxina, removendo detritos alimentares e garantindo a saúde da parede intestinal.

Como a pectina aumenta rapidamente o volume dos alimentos digeridos, há uma aceleração do bolo alimentar pelo intestino, condição que previne a constipação e mantém o órgão em perfeito funcionamento.

 

  1. Reduz a vontade de comer doces

A farinha de amora conserva os açúcares da fruta, de maneira que seu consumo pode auxiliar no controle da compulsão por doces mais calóricos. Quando bater aquela vontade de comer algo adocicado no meio da manhã ou no fim da tarde, experimente consumir um pouco de iogurte desnatado (que é fonte de proteínas que ajudam a manter a saciedade) com uma colher de sobremesa de farinha de amora. Saudável, a combinação contém menos de 100 calorias e pode substituir opções mais calóricas, como uma fatia de bolo (que por sua vez pode conter bem mais de 200 kcal).

 

Como Usar

A farinha de amora pode ser uma adição bastante nutritiva ao preparo de biscoitos, muffins, bolos, tortas, doces, panquecas, sucos e saladas de frutas. Você também poderá polvilhar uma colher de sopa de amora sobre a granola do café da manhã, ou então misturá-la ao iogurte natural.

 

A quantidade diária recomendada pelos nutricionistas é de 1 colher de sobremesa, acompanhada preferencialmente de líquidos para auxiliar o funcionamento das fibras.

Farinha de amendoin

Ainda pouco conhecida no Brasil, a farinha de amendoim é mais uma das farinhas nutritivas lançadas recentemente no mercado e que prometem trazer benefícios para a saúde.

FARINHA DE AMENDOIM

Ainda pouco conhecida no Brasil, a farinha de amendoim é mais uma das farinhas nutritivas lançadas recentemente no mercado e que prometem trazer benefícios para a saúde.

Como é rica em gorduras e contém menos carboidratos que as demais farinhas à base de cereal, há muitos benefícios da farinha de amendoim para quem segue a dieta das proteínas e está de olho nos carboidratos.

 

Propriedades da Farinha de Amendoim 

Apesar de saudável, a farinha de amendoim é bastante calórica, e deve ser consumida com moderação por quem está querendo emagrecer. São 160 calorias em uma porção de 30 gramas do alimento – quantidade equivalente a 2 colheres de sobremesa.

Nessa mesma porção encontramos também 11 gramas de gordura, 7 g de proteína, 4 gramas de carboidratos e 4 gramas de fibra alimentar.

A farinha de amendoim apresenta também uma boa concentração de ferro, cálcio, potássio, e manganês. Niacina, vitamina E, vitamina B6 e folato são algumas das vitaminas encontradas em maior quantidade na farinha de amendoim.

Para que Serve a Farinha de Amendoim?

A farinha de amendoim pode ser uma ótima opção de farinha funcional para substituir outras farinhas que contêm glúten, como é o caso da farinha de trigo e a de aveia. A farinha de amendoim também serve para dar aquele gostinho doce em alguns alimentos e assim ajudar a diminuir a vontade de comer doces. Uma maçã fatiada coberta com um colher de farinha de amendoim, por exemplo, mata a vontade de comer doces sem prejudicar a dieta.

 

Benefícios da Farinha de Amendoim

Apesar de não ser uma farinha light e não emagrecer de maneira direta, a farinha de amendoim pode ser uma aliada de quem faz atividade física e também trazer vários benefícios ao organismo. Confira por quê:

– A farinha de amendoim é rica em proteínas

Você já sabe que deve consumir bastante proteína para poder regenerar e hipertrofiar sua musculatura, mas nunca é demais lembrar, não é mesmo? A farinha de amendoim é uma das farinhas mais proteicas à nossa disposição, e pode ser uma excelente alternativa a fontes mais caras, já que o amendoim é um alimento relativamente barato.

Outra vantagem da farinha de amendoim é que sua proteína não vem acompanhada de colesterol, o que costuma ocorrer quando você consome o nutriente de origem animal. Embora pequenas quantidades de colesterol alimentar não seja tão problemático, consumir alimentos de origem animal diversas vezes ao dia – e todos os dias – pode não ser nada interessante do ponto de vista da saúde.

Níveis altos de colesterol podem causar diminuição do fluxo sanguíneo, o que por sua vez atrapalha a nutrição das células – inclusive as musculares – e pode dificultar a realização dos seus objetivos. E é claro que o excesso de colesterol pode causar problemas muito mais sérios, como o entupimento total das artérias e até mesmo infarto.

– Pode facilitar o controle do peso 

Não se trata de dizer que a farinha de amendoim emagrece, mas sim que ela pode ser um componente auxiliar do processo de emagrecimento. Se você já cuida da dieta e faz exercícios, pode usufruir de benefícios farinha de amendoim por esta ser fonte de fibras, proteínas e gorduras boas, nutrientes que aumentam a saciedade e inibem a compulsão por alimentos pouco saudáveis.

As proteínas e gorduras possuem digestão lenta, o que significa que você se sentirá satisfeito por mais tempo. Esse efeito também se deve à outra propriedade da farinha de amendoim, que é o controle do açúcar no sangue. Com isso você não sofre tanto com os picos de glicose e poderá controlar de maneira melhor o apetite ao longo do dia.

– É fonte de gorduras boas

A essa altura você já sabe: nem todas as gorduras são iguais. Enquanto algumas (como as de origem animal e o óleo de soja, por exemplo) causam inflamações, as gorduras do amendoim são do tipo monoinsaturada – aquelas que fazem bem à saúde.

As gorduras boas da farinha de amendoim carregam diversos benefícios: nutrem o cérebro, diminuem as inflamações, aumentam os níveis de HDL e protegem o coração.

– Diminui o colesterol

As gorduras do amendoim ajudam a elevar as taxas de HDL, o bom colesterol, que por sua vez auxilia no controle do LDL, o colesterol vilão que entope artérias e causa uma série de complicações.

Uma pesquisa publicada no Journal of Nutrition demonstrou que o consumo de amendoim pode de fato controlar os níveis de colesterol e diminuir o risco de problemas cardíacos.

 

Como Usar

Como a farinha de amendoim é rica em gorduras e portanto calórica, seu consumo deve ser moderado. Uma colher de sobremesa ao dia já é suficiente para obter todos os benefícios da farinha de amendoim sem atrapalhar a dieta.

Você pode polvilhar a farinha de amendoim sobre o iogurte, a salada de frutas e também misturá-la em um copo de leite desnatado. Outra dica é utilizá-la para enriquecer a massa da pizza, do pão e até mesmo da tapioca.

Um pouquinho de farinha de amendoim também ajuda a dar um gostinho melhor no whey protein e no leite de soja natural, dois alimentos que não são exatamente os mais saborosos do mundo, não é mesmo?

E por último, alterne a farinha de amendoim com outras farinhas funcionais para fazer sucos, bolos e biscoitos integrais.

Farinha de Banana

Ao contrário da banana madura, a fruta ainda verde contém pouco açúcar e uma grande quantidade de amido resistente, um tipo de carboidrato que não é digerido no estômago e que pode trazer benefícios à saúde.

FARINHA DE BANANA VERDE

Ao contrário da banana madura, a fruta ainda verde contém pouco açúcar e uma grande quantidade de amido resistente, um tipo de carboidrato que não é digerido no estômago e que pode trazer benefícios à saúde. Entre os principais, temos o aumento da saciedade, prevenção de alguns tipos de câncer e até mesmo diminuição das taxas de colesterol.

Para quem está de olho na balança, há muitos benefícios da farinha de banana verde para a dieta e saúde, já que ela controla o apetite e é pouco calórica. Confira abaixo estes e outros benefícios da farinha de banana verde.

 

Propriedades

Fonte de fibras, vitaminas e minerais, a farinha de banana verde é um dos alimentos mais nutritivos à nossa disposição. Uma única porção de 30 g (equivalente a duas colheres) fornece:

99 calorias; 1,2 g de proteínas; 23,2 g de carboidratos;

2,7 g de fibras – o que é equivalente a 11% da nossa Ingestão Diária Recomendada (IDR) 8% da IDR de fósforo;

7% IDR de ferro; 5% de cálcio; 3% de magnésio;

2% de manganês.

A farinha de banana verde também é fonte de amido resistente, um tipo de carboidrato que passa intacto pelo estômago e pelo intestino delgado. Ao chegar ao intestino grosso, o amido resistente passa por um processo de fermentação, que produz uma série de ácidos graxos benéficos ao organismo e sobretudo às bactérias do trato digestivo.

Para que Serve?

A farinha de banana verde pode ser utilizada para baixar o colesterol, auxiliar no emagrecimento, melhorar as taxas de glicose na circulação e também para melhorar o trânsito intestinal. A matéria abaixo, exibida no programa Globo Repórter, ajuda a explicar para que serve a farinha de banana verde:

Benefícios da farinha de banana verde

  1. Controle das taxas de colesterol

O consumo habitual de farinha de banana verde (não adianta consumir a farinha uma vez a cada 15 dias e esperar obter bons resultados) pode auxiliar na diminuição dos níveis de colesterol ruim em circulação (LDL). As fibras da farinha dificultam a absorção dos lipídios, além de também estimular a produção de HDL – o bom colesterol que evita que o LDL se deposite nas artérias e cause problemas ao coração.

  1. Melhora o humor e diminui a compulsão

Assim como a banana madura, a farinha de banana verde é fonte de triptofano e vitamina B6, dois elementos essenciais para a síntese de serotonina. Também conhecida como “hormônio da felicidade”, a serotonina é na verdade um neurotransmissor, que promove a comunicação entre as células cerebrais (neurônios).

Quanto melhor essa comunicação, menores as chances de você se sentir triste ou deprimido, o que significa que a farinha de banana verde melhora o humor, diminui a compulsão alimentar, alivia os sintomas do estresse e pode até mesmo ajudar na indução do sono (outro efeito do triptofano).

  1. Regula os níveis de açúcar no sangue

A farinha de banana verde libera glicose de forma muito lenta no organismo, de maneira que não haverá uma grande quantidade de insulina em circulação logo após você consumir o alimento. Isso não somente evita os temidos picos de glicose como pode reduzir a resistência à insulina – que é o principal fator de surgimento de diabetes do tipo II.

  1. Favorece a perda de peso

A farinha de banana verde ajuda a emagrecer por três motivos, que serão listados ainda como os próximos benefícios da farinha de banana verde:

  1. Aumenta a Saciedade

Sempre elas, as fibras: ao absorverem líquidos no estômago, as fibras aumentam a sensação de saciedade e avisam para o cérebro que está na hora de parar de comer.

  1. Melhora o funcionamento do intestino

Você provavelmente já ouviu falar que existem alimentos que ajudam a causar inflamações no organismo, e que essas informações podem dificultar a perda de peso. Pois é exatamente isso mesmo, uma vez que a má alimentação pode levar ao acúmulo de uma série de toxinas nocivas ao corpo.

Uma das melhores maneiras de combater essas inflamações é melhorar o funcionamento do intestino, favorecendo a eliminação de toxinas e resíduos da digestão. As fibras da banana verde cumprem bem esse papel, atuando como uma “vassoura” do sistema digestivo. Para que esse efeito seja completo, no entanto, é fundamental que a farinha seja consumida com bastante água.

  1. Evita picos de insulina

Além de promover o estoque de gordura, a insulina em excesso também pode enviar ao cérebro um falso sinal de fome, fazendo com que você queira comer mesmo após ter acabado de se alimentar.

  1. Combate o Câncer de Intestino

Ao estimular a eliminação de toxinas e facilitar a remoção de possíveis resíduos digestivos das paredes intestinais, a farinha de banana verde colabora para a manutenção de um sistema digestivo sadio e funcional, duas características que obviamente estão ausentes no surgimento do câncer.

Outra atuação da farinha de banana verde no intestino se dá através do amido resistente, que atua como um excelente probiótico para as inúmeras bactérias que habitam nosso trato intestinal. Bem nutridas, elas são indispensáveis para manter a integridade da parede intestinal e evitar o surgimento de neoplasias (câncer).

Como Usar 

Para quem deseja utilizar a farinha de banana verde para emagrecer, a sugestão é consumir uma colher do alimento com um copo de água logo ao acordar, para restabelecer os níveis de glicose e evitar picos de fome ao longo do dia.

Como praticamente não tem sabor, a farinha de banana verde pode também ser utilizada no preparo das mais diversas receitas, tanto doces quanto salgadas, como pães, sopas, mousses, panquecas, tapiocas, sopas e biscoitos.

Devido ao alto teor de amido da farinha de banana verde, a dica é utilizar cerca de 20% menos da farinha na hora de fazer substituições nas receitas (se a receita pede 100 g de farinha de trigo e você quer substituir tudo por farinha de banana, utilize somente 80g da farinha de fruta).

Farinha de batata doce

A batata-doce é rica nas vitaminas C e E, vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio, ferro, fósforo, potássio e betacaroteno. Além de ser extremamente nutritiva, é indicada como auxiliar em dietas de emagrecimento

FARINHA DE BATATA DOCE

A batata-doce é rica nas vitaminas C e E, vitaminas do complexo B, cálcio, magnésio, ferro, fósforo, potássio e betacaroteno. Além de ser extremamente nutritiva, é indicada como auxiliar em dietas de emagrecimento, pois ajuda a controlar o apetite. Pode também ajudar a evitar o diabetes, já que é rica em carboidratos complexos de baixo índice glicêmico. O baixo índice glicêmico também faz dela ótima aliada para controle do apetite.

 

Um dos seus carboidratos é amido resistente, ou seja, nem sequer sofre digestão. Ele atrai moléculas de açúcar e gordura, retardando a sua absorção. Assim, ele evita o aumento do LDL, a fração nociva do colesterol, e de triglicerídeos.

A batata-doce também possui compostos bioativos de ação antioxidante, desintoxicante, alcalinizante, anti-inflamatória e de combate ao envelhecimento precoce.

 

Por todas essas características, a batata-doce vem sendo celebrada como a grande descoberta para quem quer energia e saúde na medida certa.

 

DESCRIÇÃO: A farinha de batata-doce (Batata doce – Ipomoea batatas) tem excelente fonte de nutrientes e energia, vitaminas e minerais, suprimento de calorias, concentração de carboidratos, sais minerais, vitaminas A, C e do complexo B e metionina. Sendo consumida na maioria das vezes ela “cozida”, pesquisadores elaboraram o jeito mais prático de fazer o consumo dessa verdadeira fonte de energia que é bastante consumida por quem faz exercícios físicos, pois contribui na definição do músculo e auxilia no emagrecimento diminuindo o apetite pela riqueza em fibras.

 

INDICAÇÃO: Fornece energia para o treinamento físico, auxilia na queima de gordura e no ganho de massa muscular, auxilia no emagrecimento, fortalece o sistema imunológico, formação de colágeno, regula a pressão arterial e reduz cãibras, ajuda a controlar a diabetes e reduz o colesterol e atua na manutenção dos ossos e na prevenção da anemia.

 

SUGESTÃO DE USO: Adicionar de 1 a 2 colheres (sopa) no preparo de vitaminas, cereais matinais, refeições, tortas, biscoitos, pães, bolo, entre outros. Deve-se consumir diariamente para um resultado satisfatório.

 

A adição da farinha de batata doce como substituta da farinha tradicional em receitas, ou ainda adicionada à farinha de trigo, proporciona mais umidade e nutrientes às receitas.

 

Ela pode ser usada para empanar bifes e petiscos, na massa de bolos, panquecas e pães em geral, para engrossar sopas, e ainda misturada a sucos e vitaminas para repor as energias após o treino.

 

A farinha de batata doce também pode ser reconstituído com água fervente e transformar-se em purê para acompanhar carnes e sobremesas.

Farinha de beringela

Se a berinjela já é uma grande aliada das dietas, imagine só o potencial da farinha obtida a partir do legume. Rica em fibras, a farinha concentra todos os benefícios da berinjela

FARINHA DE BERINGELA

Se a berinjela já é uma grande aliada das dietas, imagine só o potencial da farinha obtida a partir do legume. Rica em fibras, a farinha concentra todos os benefícios da berinjela e possui a grande vantagem de poder ser consumida de maneira mais prática e versátil – afinal, você pode encaixá-la em literalmente dezenas de receitas.

 

Veja então quais são os principais benefícios da farinha de berinjela e aproveite para conferir algumas receitas com o alimento.

 

Propriedades da Berinjela

Pouco calórica, a farinha de berinjela destaca-se também pela presença de fibras – 3,5 a cada 100 g de farinha – e praticamente nada de gordura. Confira a tabela nutricional da farinha de berinjela comercial (os valores podem variar levemente de acordo com a marca e a forma de preparo):

 

Porção de 100 g

Quantidade por Porção

% VD

Valor calórico

25kcal = 250kj

1%

Carboidratos

5g

2%

Proteínas

1,5g

2%

Gorduras totais, das quais:

0g

***

Gorduras saturadas

0g

***

Gorduras trans

0g

***

Fibra alimentar

3,5g

4%

Sódio

0mg

***

Magnésio

18mg

6%

 

E além do magnésio, que é importante para diversos processos metabólicos, a farinha de berinjela também é fonte de cálcio, ferro, cobre e vitaminas A (betacaroteno) e do complexo B.

 

Benefícios da Farinha de Berinjela

– Emagrece

Farinha de berinjela emagrece? Sim, desde que venha acompanhada de uma dieta equilibrada e que inclua atividade física e um consumo menor de calorias.

O emagrecimento pode estar na lista dos benefícios da farinha de berinjela por diferentes motivos: o primeiro é a quantidade de fibras do alimento, que ao entrarem em contato com líquidos no estômago irão se expandir e ajudar o estômago a enviar para o cérebro um sinal de saciedade. Ou seja, você pode se sentir satisfeito com uma quantidade menor de alimentos e calorias. E, segundo a ciência, pessoas que consomem mais fibras apresentam um acúmulo menor de gordura na região abdominal.

A farinha de berinjela também evita picos de glicose, que causam uma liberação excessiva de insulina e levam ao acúmulo de gordura e a uma queda do metabolismo. Além disso, variações bruscas das taxas de açúcar no sangue podem enviar ao cérebro uma informação (errônea) de fome. O que acontece nessa situação é que você pode sentir vontade de comer doces mesmo tendo acabado de se alimentar – o açúcar é a forma de energia preferida do organismo para reequilibrar os níveis de glicose.

Em uma pesquisa realizada pelo Instituto de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro, voluntárias na faixa etária de 30 a 45 anos foram submetidas a uma dieta hipocalórica (com menos calorias do que o organismo queima todos os dias) durante 60 dias. Enquanto todas as participantes tiveram que fazer a dieta, somente algumas receberam diariamente 4 colheres de sopa de farinha de berinjela.

Ao final do estudo, todas as mulheres apresentaram perda de peso, mas aquelas que consumiram a farinha de berinjela apresentaram uma perda significativamente maior. Enquanto o primeiro grupo perdeu, em média, 3 kg de peso total e 1 cm de circunferência abdominal, as voluntárias que receberam a farinha de berinjela eliminaram 6 kg e diminuíram a barriga em surpreendentes 12 cm.

Outra maneira como a farinha de berinjela emagrece é através da niacina, uma vitamina do complexo B que está associada a diversos processos metabólicos e que atua diretamente na produção de energia pelo corpo.

Portanto, podemos dizer que a farinha de berinjela emagrece porque aumenta a saciedade, diminui a absorção de gorduras, melhora o metabolismo e impede a ação negativa da insulina sobre os estoques de gordura.

 

– Evita a Diabetes

Como acabamos de ver, a farinha de berinjela é absorvida de maneira gradual pelo organismo, o que resulta em um melhor controle das taxas de glicose na circulação sanguínea. Na prática, isso significa um menor risco de desenvolvimento de resistência à insulina, a principal causa do diabetes do tipo 2.

 

– É Fonte de Antioxidantes

A cor meio arroxeada da berinjela se deve à presença das antocianinas, flavonoides encontrados na casca e que atuam no combate aos danos causados pelos radicais livres formados pelo envelhecimento, má alimentação, tabagismo e exposição excessiva ao sol e poluentes químicos.

Ao evitar os danos nocivos que os radicais livres podem causar à estrutura da células, alguns dos benefícios da farinha de berinjela são proteger o organismo contra inflamações, infecções virais, envelhecimento precoce e câncer. Para obter esses benefícios, no entanto, é essencial que você prepare a farinha com a casca da berinjela.

 

– Diminui o Colesterol

Esta é uma das propriedades mais conhecidas da farinha de berinjela, já que seu consumo está associado a uma diminuição dos níveis de LDL, o colesterol ruim. Além das fibras, que dificultam a absorção do LDL, a berinjela ainda contém ácido clorogênico, um poderoso antioxidante que dificulta a oxidação de LDL.

Pesquisas indicam também que as fibras encontradas na berinjela agem de maneira bastante eficaz nos sais biliares, que por sua vez atuam na reabsorção do colesterol.

 

– Melhora as funções do intestino

Todo mundo já sabe que deve consumir fibras todos os dias para manter a saúde do intestino, mas nem sempre é possível ter acesso a verduras e legumes frescos diariamente. Por esse motivo, o consumo de farinha de berinjela pode ser um grande aliado de quem está com dificuldade para consumir as 25-30 g de fibra alimentar recomendadas.

Ao chegarem ao intestino, as fibras da farinha de berinjela absorvem água e ajudam a aumentar o bolo fecal, exercendo uma pressão maior na parede do intestino e estimulando o órgão a funcionar de maneira mais eficiente.

Duas colheres do alimento já são suficientes para suprimir quase 10% das necessidades diárias de fibra de um adulto.

 

– Combate o câncer

Além de seu papel como antioxidante, o ácido clorogênico também tem forte potencial antimutagênico, o que significa que é capaz de evitar que as células saudáveis se transformem em células cancerígenas.

Outro componente antitumoral da farinha de berinjela é a nasunina, um antioxidante encontrado na casca do legume. Segundo um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry, a nasunina exibe uma atuação anti-angiogênica, o que significa que ela inibe o crescimento de novos vasos sanguíneos e também corta o suplemento de sangue ao tumor.

Mais um dos benefícios da farinha de berinjela, portanto, além de evitar o câncer, é ajudar a atacar um tumor já existente, através da diminuição do fornecimento de oxigênio e demais nutrientes.

 

– Diminui o risco de doenças do coração

Com o infarto sendo a segunda maior causa de morte entre as mulheres, nada mais importante do que começar desde já a prestar atenção na saúde do coração e vasos sanguíneos.

Os flavonoides da berinjela ajudam a combater o acúmulo de gorduras nas paredes das artérias, diminuindo o risco de arteriosclerose e protegendo o coração contra o infarto e a hipertensão.

 

Como Usar

Quem está pensando em usufruir dos benefícios da farinha de berinjela, pode consumi-la tanto ao natural como em substituição a farinhas menos nutritivas, como é o caso da farinha de trigo.

 

Uma sugestão de consumo é tomar ao acordar 1 copo de água mineral com 1 colher de sopa de farinha de berinjela. Como já vimos, além de ajudar a regular o funcionamento intestinal ela ainda o deixará com menos fome no café da manhã. Além do café da manhã, você pode também consumir a berinjela da mesma maneira antes de todas as outras refeições (apenas evitando passar da quantidade de 3 colheres ao dia).

 

Como não tem sabor tão acentuado e ainda por cima contém muito menos calorias, a farinha de berinjela pode substituir parte da farinha integral na hora de fazer pão, bolo, salgados e qualquer outra receita que peça farinha de trigo.

 

Uma colher de sobremesa de farinha de berinjela também ajuda a enriquecer a tapioca, que apesar de nutritiva, é pobre em fibras.

 

Acrescente uma colher da farinha à goma antes de levar à panela e tempere com cheiro verde, orégano e sal. Siga o preparo convencional.

 

Caldo de feijão, arroz, sopas, omeletes, suco detox, panquecas, iogurtes, biscoitos – enfim, são inúmeras as possibilidades para você desfrutar dos benefícios da farinha de berinjela em sua dieta.

Farinha de beterraba

Seja na salada ou no suco, a beterraba costuma aparecer nas principais refeições do dia a dia. Mas, que tal olhar para ela com outros olhos?

FARINHA DE BETERRABA

Seja na salada ou no suco, a beterraba costuma aparecer nas principais refeições do dia a dia. Mas, que tal olhar para ela com outros olhos? Enxergá-la não apenas como um delicioso alimento, mas também como um ótimo suplemento esportivo? Poucos sabem, mas em países como a Austrália a farinha de beterraba já é uma grande aliada dos atletas para aumentar a performance esportiva.

De tão eficaz, a beterraba teve seu suco categorizado como bebida classe A, categoria mais elevada de alimentos, bebidas e suplementos que foram cientificamente comprovados como eficazes na performance esportiva pela Comissão Australiana de Esportes (AIS). No Brasil, a farinha de beterraba começa a conquistar seu espaço como reforço suplementar no mundo fitness. E não é por menos, já que a beterraba é uma das maiores fontes de nitrato, substância que está se tornando popular como recurso ergogênico, ou seja, que aumenta a performance esportiva. “Isso porque auxilia a vasodilatação, uma vez que aumenta o fluxo de sangue e a chegada de nutrientes para o músculo, além de regular a contração muscular, a captação de glicose e a respiração celular”, explica Carolina Arbache, nutricionista esportiva e funcional.

 

A farinha de beterraba, que nada mais é que a beterraba em pó, é uma forma mais prática para os atletas consumirem esse alimento diariamente. É uma boa opção também para quem não consegue tomar o suco. Ela aumenta a performance, especialmente em esportes de endurance, ou seja, de baixa/média intensidade e com longo tempo de duração, como ciclismo, maratonas, triatlo e iron man.

 

CONTRAINDICAÇÃO DA FARINHA DE BETERRABA

Em alguns casos, o consumo do nitrato pode levar a uma baixa na pressão arterial. Pacientes hipertensos, que já fazem uso de anti-hipertensivos e vasodilatadores, devem ser monitorados para não baixar demasiadamente a pressão.

 

FARINHA DE BETERRABA: BENEFÍCIOS PARA TODO O CORPO

Pela sua ação vasodilatadora, pode ajudar no tratamento de casos de impotência sexual. Também é indicada para prevenir doenças cardiovasculares como angina e hipertensão. Melhorando o fluxo de sangue, pode auxiliar na chegada de nutrientes para os tecidos, o que pode trazer diversos benefícios a todo o organismo. Além disso, a farinha de beterraba é interessante para aumentar o aporte de fibras da dieta, trazendo também todos os benefícios das fibras, como fazer o intestino funcionar direito. E, quando utilizada em receitas, deixa a absorção do carboidrato mais lenta. Uma boa opção para usar na tapioca.

 

COMO FAZER BEBIDA PÓS-TREINO COM FARINHA DE BETERRABA

Ingredientes
300ml de água de coco
1 colher de proteína vegetal em pó
1 colher de sopa de farinha de beterraba
1 banana congelada
Bata todos os ingredientes no liquidificador e beba em seguida.

 

DESCRIÇÃO:A Farinha de Beterraba é rica em açúcar, proteínas, vitamina A, B1, B2, B5, C, potássio, sódio, fósforo, cálcio, zinco, ferro e manganês. Além de se sobressair por ser a farinha feita pelo o vegetal mais doce, destaca-se pela sua riqueza em ferro. Sua poderosa vitamina C é potencializada por sua ação antioxidante. Dentre os benefícios que traz ao organismo, é possível destacar: a recomendação para anêmicos por sua riqueza em Ferro, recomendado para quem tem dentes fracos ou gengivas inflamadas e também para aqueles que tem problemas intestinais, devido a seu efeito laxante. As pessoas com dentes fracos, atacados de piorréia, devem fazer uso pelo menos três vezes por semana. Também é um ótimo remédio para combater os desarranjos do baço e do fígado.

 

A Farinha de Beterraba é uma alternativa à farinha de trigo, pois não causa diferença nas preparações e ainda tem a vantagem de ser pouco calórica, além de não conter glúten e ser rica em fibras.

 

INDICAÇÃO: Previne anemia, por ser uma excelente fonte de ferro, e de potássio e ácido fólico, uma substância fundamental para o bem estar e saúde de uma gestante e seu bebê durante a gravidez, fonte de fibras. Auxilia no bom funcionamento do intestino. Indicado para quem tem dentes fracos ou gengivas inflamadas.

 

SUGESTÃO DE USO: Recomenda-se ingerir duas colheres de sopa de farinha de beterraba, preferencialmente durante as refeições. Pode ser usada como alternativa à farinha de trigo no preparo de pães e massas, ou outros alimentos. Também pode ser usada em sucos, vitaminas e shakes.

Farinha de brocolis

O brócolis tem importante ação na recuperação muscular e na produção e liberação de hormônios. Conheça esses e outros benefícios desse rico vegetal.

FARINHA DE BROCOLIS

O brócolis tem importante ação na recuperação muscular e na produção e liberação de hormônios. Conheça esses e outros benefícios desse rico vegetal.

Uma dieta bem construída e elaborada é essencial para aqueles que desejam ganhar músculos e transformar seu corpo. Além de suplementos, o consumo de certos alimentos podem dar uma força nos treinos de hipertrofia, enquanto outros podem atrasar a conquista de seus objetivos.

 

Que a proteína é essencial para os treinos, todo mundo sabe. É ela que fornece os aminoácidos que são a base do aumento dos músculos. O que pouca gente sabe é que o brócolis é um ótimo aliado nos treinos de hipertrofia.

 

Os seus benefícios vão além da quantidade de fibras presente em uma porção do vegetal e na contagem pequena de calorias (100gr tem só 35cal). Ele é rico também em cálcio, minerais, potássio, ferro, zinco e nas vitaminas A, K, C, B1, B2 e B6.

 

O brócolis é pertencente à família de crucíferas e apresenta títulos de importância para vida saudável. E não segue um mês na ausência de uma pesquisa favorável ao vegetal com publicação, com a maior parte associando sua ingestão com inferior incidência do câncer, o que é de representatividade.

 

Este vegetal apareceu no oeste europeu e tem cultivo desde a época do Império Romano. E os imigrantes italianos trouxeram para América na década de 1900, na mesma fase da sua chegada para o Brasil. Pela Itália, se caracteriza um dos vegetais mais ingeridos e sua denominação possui origem em língua italiana, do “brocco”, que representa broto.

 

Em relação às hortaliças, o brócolis se caracteriza a que possui a maior concentração do ferro, nutriente importante para sintetizar células vermelhas de sangue, hemácias, que têm responsabilidade pelo transporte do oxigênio a todas as células do organismo.

Como o brócolis ajuda no treino de hipertrofia

 

São várias as maneiras que o brócolis colabora para a hipertrofia, direta ou indiretamente:

– Recupera as fibras musculares: por conter Vitamina C, um potente antioxidante que combate radicais livres e auxilia na recuperação muscular pós treino. As células musculares, desgastadas após o esforço físico, recebem a ajuda da Vitamina C para se recuperarem mais rápido.

 

– Permite a contração muscular: ela só é possibilitada pela presença de Cálcio nas células. O brócolis, por conter esse nutriente, dá a quantidade necessária para que as fibras musculares possam contrair e relaxar, evitando as câimbras.

 

– Regulação hormonal: seus nutrientes também ajudam na produção e liberação de hormônios. Ele diminui os níveis de estradiol – que pode ser responsável pelo acúmulo de gordura – e aumenta os níveis de testosterona, que promove o crescimento muscular.

 

– Repara o DNA: o ácido fólico do brócolis é essencial na reparação de fitas de DNA, o código genético de todas as células.

 

– Produz novas células sanguíneas: não há crescimento muscular se a energia necessária não chega até o músculo. Por promover a formação de novas células do sangue, o brócolis faz com que os músculos sejam sempre supridos pela quantidade de oxigênio e glicose que eles precisam para crescer.

 

Os benefícios do brócolis para sua saúde

Além de dar melhores resultados no treino de hipertrofia, o brócolis também traz muitos benefícios para a sua saúde.

Alguns estudos comprovaram que ele é eficaz na prevenção de doenças cardiovasculares, de diabetes e até do câncer. Pelo seu poder de regeneração celular e reparação do DNA, ele age como um “corretor” de possíveis erros, impedindo a formação de células pré-cancerígenas.

 

O sistema imune, aquele que combate os vírus e bactérias, também é beneficiado pelo consumo do vegetal. O zinco presente no brócolis ajuda a defesa do organismo contra antígenos. Assim, os resfriados e outras doenças são afastados quando ele está presente na dieta.

 

Ele também contêm um importante protetor para as grávidas, o folato. Esse nutriente é indicado para todas as gestantes porque previne defeitos na formação do feto e consequentes doenças congênitas. Consumir o brócolis na gravidez, então, é super recomendado!

 

Outros benefícios do brócolis

Indicado contra células cancerígenas;

Menos problemas de diabetes;

Proteção para pulmão;

Recomendado contra gastrite;

Contribui para cérebro saudável;

Para prevenção e combate da artrite.

-Proteção para pulmão
Um ponto marcado por sulforafano, de eliminação das bactérias que atingem os pulmões. Trata-se de função dos mesmos a limpeza de pequenas partículas do pó, bactérias estranhas e resíduos que têm entrada por meio do ar.

Porém os indivíduos que fumam ou tenham enfermidade pulmonar obstrutiva crônica não são capazes de executar tal tarefa tão bem, já que a capacidade pulmonar se encontra em prejuízo.

Um estudo com publicação em revista americana Science Translational realizou análise em relação às células do sistema imunológico de quantidade superior a 300 pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica.

Os pesquisadores, em Universidade Johns Hopkins, Estados Unidos, fizeram constatação que brócolis têm capacidade de melhora da condição destes indivíduos ao auxiliar pulmões em eliminar substâncias prejudiciais.

 

– Brócolis para problema de gastrite
Os brócolis ainda se resumem aliados para funcionamento adequado estomacal e de intestino. Segundo estudo com publicação em revista Cancer Prevention Research, sulforafano diminui taxa da infecção por bactéria Helicobacter pylori, que faz infecção de mucosa estomacal e pode gerar úlcera, câncer de estômago e gastrite.

Em relação ao benefício ao intestino é recomendado pela pesquisa de Universidade de Liverpool, no Reino Unido. Os autores fazem sugestão que fibras solúveis deste alimento podem ter fixação em paredes do intestino, auxiliando para que o progresso da Doença de Crohn seja evitado, determinada pelas inflamações locais que geram vômito, emagrecimento e diarréia.

 

– Saúde do cérebro
Ácido fólico deste alimento pode se resumir excelente protetor para o cérebro. Os especialistas de US National Institute on Aging fizeram análise de 579 indivíduos com idade superior a 60 anos.

Eles notaram que adultos com hábito de ingerir ao menos 400 microgramas do ácido fólico diariamente apresentavam risco 55% inferior de desenvolvimento do Alzheimer, enfermidade característica dos idosos e que danifica a memória.

 

– Brócolis para prevenir e combater a artrite
A artrite se resume inflamação sobre uma ou mais articulações, gerada por quebra de cartilagem que realizam sua proteção.

Os especialistas de Universidade de East Angliaum, Inglaterra, fazem incentivo da ingestão de brócolis para auxiliar em prevenção e tratamento desta condição, já que o sulforafano pode reduzir tal destruição de cartilagem.

E os mesmos também pretendem fazer mais pesquisas para confirmação se tal substância consegue penetrar em articulações e reverter evolução da enfermidade.

Mesmo que o sulforafano ainda seja percebido em mais vegetais, sendo exemplo repolho e couve-flor, se encontra em concentração superior em brócolis. A quantidade percebida neste vegetal oscila de 214 mcg/g para 499 mcg/g.

 

Rico em Cálcio: 
Em média 47mg por cada 100g de flores e 51mg em cada 100g de folhas, o que representa cerca de cinco vezes a dose existente no leite. Para o produto em pó, isso aumenta em 5 vezes.
Esse vegetal é um bom construtor e formador dos ossos e dos dentes.

 

Indicações:

Possuem efeitos benéficos, moduladores dos estrogénios e anticancerosos;

Previne canceres da mama, do útero ou da próstata;

Melhora o funcionamento da próstata e reduz as necessidades noturnas de urinar no homem idoso;

Protege contra os elementos cancerígenos do ambiente;

Inibe o crescimento de tumores;

Síndrome pré-menstrual: Aumento da libido e um humor saudáveis;

 

0% de Gorduras Trans;

 

Sem adição de sal e conservantes;

 

Importância para proteger o coração, controlar a pressão arterial e ajuda na formação correta do sistema nervoso;

Várias pesquisas foram realizadas para se descobrir os benefícios dos brócolis no controle das doenças como o câncer de mama, da bexiga e o de próstata, os brócolis são ricos em luteína, sulforafano, betacaroteno e Zeaxantina;

 

Contém antioxidantes essenciais para fortalecer os vasos sanguíneos e o coração, evitar o envelhecimento precoce das células e estimularem o sistema imunológico;

 

Devido aos seus benefícios como antioxidantes age em nosso corpo como um excelente antibiótico eliminando as bactérias.

 

Sugestões de uso: 
Pode ser usado como alternativa à farinha de trigo no preparo de pães, massas, biscoitos, bolos e tortas.
Creme de brócolis, shakes, sucos ou qualquer receita que utilize brócolis sem que ele esteja inteiro.

Farinha de cenoura

A Farinha de Cenoura, por conter considerável quantidade de vitamina A, traz vários benefícios à saúde. Previne das doenças oculares, vitalizando e fortalecendo a retina, evita eczema, secura cutânea, etc.

FARINHA DE CENOURA

A Farinha de Cenoura, por conter considerável quantidade de vitamina A, traz vários benefícios à saúde. Previne das doenças oculares, vitalizando e fortalecendo a retina, evita eczema, secura cutânea, erupções, acne, má formação das unhas, foliculites, cabelos quebradiços e ásperos. Protege das infecções pulmonares, brônquios, seios faciais, canais auditivos, boca, glândulas salivares, vagina.

A Farinha de Cenoura favorece o crescimento e desenvolvimentos normais, fortalece contra a atrofia dos tecidos linfóides, a contagem diminuída dos linfócitos, a supressão da produção de anticorpos induzidos por imunização, às deficiências do sistema imunológico humoral e celular. Ainda aumenta a secreção do leite materno, é emenagoga (estimula a chegada da menstruação), tem ação sobre o crescimento.

A Farinha de Cenoura é muito bom para crianças em fase de desenvolvimento, mas também os adultos não podem ficar sem este precioso alimento, pois carrega grande quantidade de vitamina, além da vitamina A, também as vitaminas B e C.A vitamina B beneficia o sistema nervoso, a C estimula as defesas orgânicas contra enfermidades.

A Farinha de cenoura, ainda contém sais minerais de grande importância para a saúde, tais como cálcio, magnésio, ferro, cobre e iodo. O iodo é primordial à glândula tiróide que acelera a nutrição, comanda os processos de crescimento, vitaliza toda área cerebral e equilibra o melhor funcionamento de todas outras glândulas.

 

INDICAÇÃO: Ajuda a prevenir a cegueira noturna e catarata, atua no metabolismo das gorduras, ajuda a manter o nível normal de LDL, diminuindo o nível de colesterol no sangue, aumenta a imunidade, auxilia na proteção contra o câncer. Melhora a elasticidade da pele, prevenindo o envelhecimento precoce, melhora a aparência das unhas e cabelos e auxilia no bronzeamento da pele. Protege das infecções pulmonares, brônquios, seios faciais, canais auditivos, boca, glândulas salivares, vagina.

 

SUGESTÃO DE USO: Use uma colher (sopa) no preparo dos sucos, chás, lanches, vitaminas e tortas. No café da manhã acrescentar nos cereais e frutas. Para um resultado satisfatório é recomendado o uso diário.

Farinha de Chia

Grande conhecida de quem se liga em alimentação saudável, a chia foi transformada em farinha – e por sinal continua a fazer ainda mais sucesso.

FARINHA DE CHIA

Grande conhecida de quem se liga em alimentação saudável, a chia foi transformada em farinha – e por sinal continua a fazer ainda mais sucesso. Obtida a partir da moagem das sementes, a farinha de chia carrega todos os benefícios da sementinha dos Andes, com a vantagem de conter um pouco mais de fibras.

Conheça um pouco mais os benefícios da farinha de chia para saúde e boa forma e algumas dicas de receitas saborosas e nutritivas.

 

Para Que Serve a Farinha de Chia?

Dizem as lendas que os maias consumiam somente um pequeno punhado de sementes de chia e partiam em seguida para a guerra, onde ficavam lutando por dois dias sem consumir mais nada. Daí o nome da semente, que significa força.

E mesmo que você não acredite na lenda, saiba que a farinha de chia é um alimento riquíssimo em nutrientes, que serve para aumentar a saciedade, melhorar a recuperação muscular depois do exercício, diminuir as taxas de colesterol e controlar os níveis de açúcar no sangue.

 

Propriedades Nutricionais da Farinha de Chia

 

Porção de 15g (1 e 1/2 colher de sopa)

 

Quantidade por porção

% VD (*)

Valor energético

 79kcal = 332kJ

4

Carboidratos

6g

2

Proteínas

2,9g

4

Gorduras totais

4,8g

9

Ácido alfa-linoleico (ômega 3)

3g

Ácido alfa- linoleico (ômega 6)

0,9g

Fibras

5,3g

21

Cálcio

95mg

10

Ferro

1,2mg

9

Fósforo

129mg

18

Magnésio

50mg

19

Manganês

0,41mg

18

Potássio

61mg

Selênio

8,3mcg

24

 

 

Benefícios da Farinha de Chia

Não é à toa que a chia está presente em quase todas receitas saudáveis da moda: a semente é fonte de uma série de nutrientes importantes tanto para a saúde quanto para manter a boa forma.

Confira então quais são os principais nutrientes e benefícios da farinha de chia:

 

  1. É rica em Ômega 3

A farinha de chia é uma das maiores fontes do ácido alfa linolênico que temos à nossa disposição, sendo que esse ácido é exatamente um dos ácidos graxos que são classificados como ômega 3.

Portanto, não é só no salmão e no atum que encontramos a gordura tão benéfica ao coração.

 

  1. Emagrece

A farinha de chia emagrece quando parte de uma dieta hipocalórica, pois ajuda a manter a saciedade com poucas calorias e mantém o intestino funcionando regularmente – algo que não costuma acontecer com dietas, pois a quantidade de alimentos é menor.

Um intestino em bom funcionamento é essencial para a perda de peso, e este é um dos benefícios da farinha de chia, pois assim são eliminadas as toxinas produzidas a partir da alimentação e dos processos metabólicos do corpo.

 

  1. Tem mais cálcio que o leite

Outro nutriente importante da farinha de chia é o cálcio, que está presente em uma concentração cinco vezes maior que no leite de vaca. Além de ser fundamental para a saúde dos ossos, o cálcio também participa da regulação de uma série de hormônios (entre eles a insulina), atua nos processos de queima de gordura e é essencial para a contração muscular.

Estudos sugerem ainda que dietas com alto teor do nutriente estão associadas a maior perda de peso e menos facilidade para engordar.

 

  1. Tem proteínas de alto valor biológico

Quando você consome a farinha de chia, as proteínas são “desmontadas” em pedacinhos menores, os aminoácidos. E é nessa forma que o organismo consegue absorvê-los. Acontece que nem todas as proteínas são bem absorvidas pelo corpo, o que as torna não tão interessantes do ponto de vista de ganho de massa muscular.

Cerca de 15% da farinha de chia é composta por proteínas, sendo que duas colheres do alimento fornecem quase 10% das necessidades diárias de um adulto.

As proteínas são importantes tanto para quem malha quanto para aqueles que estão fazendo dieta, pois acelera a recuperação muscular e retarda a digestão, mantendo a saciedade e facilitando o controle do apetite. Estes são, portanto, mais benefícios da farinha de chia para a boa forma.

 

  1. Fornece fibras que aumentam a saciedade

A fibra é uma excelente fonte de fibras alimentares – são 38 gramas por porção de 100 gramas de farinha de chia. E quanto maior o teor de fibra de um alimento, maior seu potencial de saciedade, já que as fibras absorvem água e retardam a digestão, mantendo a fome longe por mais tempo.

Essa propriedade da chia a torna um dos melhores alimentos para quem está fazendo dieta, pois garante que você não sinta tanta fome ao longo do dia e também melhora o funcionamento do intestino, reduzindo as inflamações e facilitando a eliminação de toxinas.

A chia absorve até 27 vezes o seu peso em água, o que significa que ela irá formar um grande bolo no estômago, o que por sua vez sinalizará ao seu cérebro que você deve parar de comer, pois o estômago está cheio.

 

  1. É rica em antioxidantes

Não são só os vegetais frescos que são ricos em antioxidantes: a farinha de chia também é uma boa fonte de flavonoides, substâncias que combatem os radicais livres. Podemos encontrar na farinha de chia o kaempferol e os ácidos cafeico e clorogênico, potentes antioxidantes que evitam danos à estrutura do DNA das células causados pelos radicais livres.

O consumo de alimentos ricos em antioxidantes é importante na prevenção do envelhecimento precoce e doenças como o câncer, Alzheimer e doenças cardíacas.

 

  1. Tem mais magnésio que a maioria dos outros alimentos

Uma porção de farinha de chia tem a mesma quantidade de magnésio encontrada em 1,5 kg de brócolis e em 200 gramas de nozes, sendo um dos alimentos mais ricos no mineral.

Níveis adequados de magnésio previnem o acúmulo de gordura abdominal, promovem a síntese de proteína nos músculos, melhoram o sono, combatem a diabetes e reduzem as inflamações.

 

  1. Previne o diabetes e doenças do coração

Segundo o Instituto Nacional de Medicina dos Estados Unidos, o consumo de uma dieta com 14 gramas de fibra alimentar a cada 1.000 calorias ingeridas está associada a uma significativa redução no risco de diabetes e doenças do coração.

As fibras e o ômega 3 são responsáveis por benefícios da farinha de chia como a redução do colesterol e o controle da glicose sanguínea, dois dos principais fatores de risco para o diabetes e doenças do sistema cardiovascular.

 

  1. É anti-inflamatória

A farinha de chia tem forte ação inflamatória graças à presença do ômega 3 e dos antioxidantes presentes na semente, que ajudam a combater o acúmulo de gordura e promover uma melhor eliminação de toxinas.

Como Fazer Farinha de Chia

A farinha de chia é semelhante à farinha de linhaça na questão dos óleos essenciais, que ficam rançosos (oxidados) em pouco tempo. Por esse motivo, a dica é preparar somente a quantidade que pretende utilizar em um ou dois dias.

Para aproveitar os benefícios da farinha de chia basta processar as sementes ou pulsar do liquidificador. Caso não vá consumir no mesmo dia, guarde a farinha em um pote hermeticamente fechado.

 

Como Usar

 

Para obter todos os benefícios da farinha de chia para a perda de peso é fundamental que você a consuma com bastante água. Mesmo quando estiver fazendo uma receita com farinha de chia, não se esqueça de acrescentar um pouco de líquido aos ingredientes, pois a semente absorve muito líquido.

Uma sugestão é tomar 1 colher de chá de farinha de chia com 1 copo de água mineral antes das refeições. Acrescente a farinha à agua e deixe e aguarde por 30 minutos antes de tomar. Dessa maneira haverá tempo da farinha absorver água e formar um gel, que irá preencher o estômago e ajudá-lo a sentir menos fome na próxima refeição.

 

Se você não sabe como usar a chia, aqui vão algumas dicas:

Polvilhada sobre o cereal ou a salada de frutas;

Como complemento ou substitua da farinha de trigo;

No preparo de bolos, pães e tortas;

Para enriquecer as panquecas e a tapioca;

Sobre a salada de folhas;

Em sucos naturais e detox;

Como alternativa sem glúten à aveia;

Misturada ao shake de whey protein;

Para engrossar sopas e fazer mingau.

Utilize no máximo 2 colheres de chia por dia, para não exagerar nas calorias e acabar obtendo um efeito contrário ao desejado (ganho de peso).

Farinha de couve

A couve é uma hortaliça muito rica em minerais (cálcio, ferro e fósforo) e vitaminas (A, complexo B e C). Ela é excelente para combater problemas digestivos

FARINHA DE COUVE

A couve é uma hortaliça muito rica em minerais (cálcio, ferro e fósforo) e vitaminas (A, complexo B e C). Ela é excelente para combater problemas digestivos, enfermidades do fígado, cálculos renais, menstruação dolorosa, artrite, bronquite, além de curar úlceras estomacais. A couve pode ainda ser utilizada para evitar ressacas, aliviar a prisão de ventre (devido ao seu alto teor de fibras), evitar a má disposição e aliviar dores causadas pelas úlceras gástricas.

A couve é depósito formidável de iodo, devendo ser consumida regularmente por portadores de bócio ou papeira — doença originariamente produzida por deficiência na ingestão deste mineral.

O iodo da couve é constituinte essencial da glândula tireóide, participando na produção diária dos hormônios tiroxina (T4) e triodotironina (T3).

 

Benefícios da Couve

Contém fibras que aumentam a nossa sensação de saciedade. É pobre em calorias e por isso, ela é muito utilizada em dietas para redução de peso. Ela é rica em glicosinolatos, que são fitoquímicos naturais com ação desintoxicante. Ou seja, estimula a limpeza de substâncias tóxicas do organismo. Reduz o inchaço e melhora a textura da pele, principalmente da acne. É rica em vitamina A (RE), que age como um antioxidante. Os antioxidantes são responsáveis por combaterem os radicais livres que estão associados ao envelhecimento precoce da pele. Deixa seus ossos mais fortes: a couve é rica em magnésio e cálcio na proporção ideal. Para melhorarmos a densidade óssea não basta somente o cálcio, precisamos também do magnésio (sem o magnésio o cálcio não exerce função dentro do osso) O magnésio da couve é fundamental para a formação e o bom funcionamento dos nossos neurotransmissores. A couve é fonte de minerais do complexo B como a niacina (vitamina B-3), ácido pantotênico (vitamina B-5), piridoxina (vitamina B-6) e riboflavina. As folhas e caules são boas fontes de minerais como ferro, fósforo, cálcio, cobre, manganês, selênio, potássio e zinco. É também uma excelente fonte de vitamina E e proteína.

A Farinha de Couve Integral é obtida a partir de sua desidratação, através do processo de liofilização, e sequente processo de moagem. A técnica de liofilização garante a desidratação do alimento sem destruir-lhe as propriedades nutritivas, pois mantém as paredes celulares do alimento intactas com conseqüente concentração de todos os seus nutrientes.

É importante saber que a couve desidratada concentra mais nutrientes do que o a couve in-natura!

A couve é um vegetal muito rico em Cálcio, Fósforo e Ferro, minerais importantes à formação e manutenção de ossos e dentes e à integridade do sangue. Contém ainda vitamina A, indispensável à boa visão e à saúde da pele; e vitaminas do Complexo B, que têm por funções proteger a pele, evitar problemas do aparelho digestivo e do sistema nervoso.

Esta hortaliça é um ótimo remineralizante para o organismo, é laxante pela sua grande quantidade em fibras, e boa para a asma e bronquite.

Em suco, é um tônico excelente, muito recomendado às crianças em fase de desenvolvimento.

A couve dissolve também os cálculos, combate a artrite, desinfeta o intestino, cura as úlceras gástrica e dá ótimo resultado no combate a vermes.

Sugestão de uso: acrescentar 1 colher de sopa ao suco verde, substituindo a couve in-natura.

É uma ótima dica para aqueles dias que você não dispõe de couve fresca na geladeira!

Após a abertura, mantenha a embalagem bem fechada e consuma de preferência em até 30 dias.

Armazene em recipiente com tampa em local fresco e seco.

Pode ser usada como alternativa à farinha de trigo no preparo de pães, massas, biscoitos e tortas.

Alérgicos: pode conter traços de oleaginosas, soja amendoim, glúten, leite ou albumina.

Farinha de espinafre

O espinafre, a verdura que ficou famosa por deixar o personagem marinheiro Popeye, do desenho animado, forte, realmente tem o poder de fortalecer o organismo de diversas maneiras.

FARINHA DE ESPINAFRE

O espinafre, a verdura que ficou famosa por deixar o personagem marinheiro Popeye, do desenho animado, forte, realmente tem o poder de fortalecer o organismo de diversas maneiras.

Ele é rico em sais minerais importantes, como o ferro, o fósforo e o cálcio; tem altas concentrações de vitaminas do complexo B e A e, por isso, contribui para a saúde de maneira geral: na formação dos dentes e ossos; na construção muscular; na coagulação sanguínea; na conservação da visão. na manutenção da  pele; proteção do aparelho digestivo; na saúde do sistema nervoso. previne a desnutrição e anemias; protege o sistema cardiovascular.

Todos esses elementos que fazem parte de sua composição, tornam o espinafre um alimento muito nutritivo e com uma propriedade importantíssima na prevenção de doenças e envelhecimento precoce: ele é antioxidante! Segundo estudos, o cérebro consome grande quantidade de energia em seu funcionamento e deixa resíduos químicos oxidantes. O espinafre é um dos alimentos que, se consumidos com certa frequência, eliminam essas substâncias e “desenferrujam” o cérebro! Isto porque ele é rico em flavonoides, tendo sido identificados pelo menos treze tipos diferentes de flavonoides em sua composição, o que, entre outras coisas, previne doenças como o câncer!

 Especialmente indicado também, para as gestantes e crianças, já que previneanemia e desnutrição, já que contém altas quantidades de ferro e vitaminas importantes e cálcio, que colabora na formação de ossos e dentes das crianças e evita que a gestante venha a sofrer, futuramente, de osteoporose.

O consumo das folhas verdes também tem o poder de prevenir arteriosclerose, já que é rico em beta-caroteno e vitamina C, conhecidos antioxidantes, que impedem a fixação de colesterol LDL nas artérias e veias. Também a presença de ácido fólico, ou folato, ajuda nesse combate, impedindo a ocorrência de infartos ou acidente vascular cerebral. Como também é fonte de magnésio, colabora para manter a pressão arterial sob controle.

A vitamina C e K, tem propriedades anti-inflamatórias, ajudando, assim, em casos de asma, osteoporose, osteoartrite e artrite reumatoide, todas estas doenças envolvendo certos tipos de inflamação.

Também a visão de quem consome espinafre é grandemente beneficiada, pois, assim como outros vegetais verdes, ele possui um carotenoide chamado luteína, que combate doenças de visão, especialmente as degenerativas, causadas pela idade.

Como deve ser o consumo do espinafre?

É indicado que se consuma o espinafre no almoço ou jantar, preferencialmente cinco vezes por semana para aproveitar bem seus benefícios. O consumo pode ser feito através de receitas das mais diversas, sendo bastante versátil na culinária. A indicação é que o período de cozimento seja o mais reduzido possível, para a melhor preservação de seus nutrientes.

O Espinafre em Pó ou a Farinha de Espinafre é obtida a partir de sua desidratação, através do processo de liofilização, e sequente processo de moagem.

A técnica de liofilização garante a desidratação do alimento sem destruir lhe as propriedades nutritivas, pois mantém as paredes celulares do alimento intactas com consequente concentração de todos os seus nutrientes.

O espinafre é uma verdura de alto valor nutritivo.

Possui minerais, como ferro, cálcio e fósforo e vitaminas A e do complexo B.

O ferro é muito importante para a formação do sangue e para o combate à anemia.

O cálcio e o fósforo participam da formação dos ossos e dentes, da construção muscular e da coagulação do sangue.

A vitamina A é indispensável à visão, conserva a saúde da pele, auxilia no crescimento e evita infecções.

As vitaminas do complexo B protegem a pele, o aparelho digestivo e o sistema nervoso, sendo essenciais ao crescimento e à prevenção da queda dos cabelos.

O espinafre em pó é recomendado para combater a anemia, a esclerose, a desnutrição, a hipertensão arterial, a hemofilia, os cálculos renais, a artrite, o escorbuto.

É importante saber que o espinafre desidratado concentra mais nutrientes do que o espinafre in-natura!

O espinafre em pó pode ser adicionado em sucos de frutas, em sopas, no arroz para torná-lo mais nutritivo e colorido e em receitas de panificação.

Também pode ser utilizado na confecção de massas caseiras para aumentar o valor nutricional e dar uma maior coloração.

Dica: é ótima opção para incrementar a alimentação das crianças, principalmente daquelas que não aceitam bem os alimentos vegetais.

Descrição: Muito utilizado para dar colorido e sabor especial nas receitas.

Principalmente no preparo de arroz, molhos, sopas e tortas.

Ingredientes: Folhas desidratadas e moídas de espinafre.

Sugestão de uso: Pode ser usada como alternativa à farinha de trigo no preparo de pães, massas, biscoitos e tortas, usar em sucos e vitaminas.

É importante saber que, o espinafre desidratado concentra mais os nutrientes que o espinafre in natura. O espinafre em pó pode ser adicionado em sucos de frutas, em sopas, no arroz para torná-lo mais nutritivo e colorido e em receitas de panificação. Também pode ser utilizado na confecção de massas caseiras para aumentar o valor nutricional e dar uma maior coloração. Dica: é ótima opção para incrementar a alimentação das crianças, principalmente daquelas que não aceitam bem os alimentos vegetais.

Não contém glútem.

Farinha de jabuticaba

A farinha de jabuticaba como o nome indica, é extraída de própria fruta. A jabuticaba é nativa do Brasil encontrada de Norte a Sul do País.

FARINHA DE JABUTICABA

A farinha de jabuticaba como o nome indica, é extraída de própria fruta. A jabuticaba é nativa do Brasil encontrada de Norte a Sul do País. Possui um alto teor de fibras, vitaminas, flavonoides, carotenoides e sais minerais como o ferro o cálcio e o fósforo. Apesar de a fruta ser muito apreciada no Brasil, a farinha de jabuticaba é uma novidade que já está fazendo sucesso no mercado nacional entre as superfarinhas que fazem bem para a saúde.

Indicações: Utilize duas colheres de sopa por dia. Como todas as farinhas, a de jabuticaba também é rica em fibras, que em excesso dificultam o funcionamento do intestino.  A farinha de jabuticaba pode ser usada de muitas maneiras. Com um gosto suave, que levemente pode lembrar a fruta, a farinha de jabuticaba tem um toque azedinho e adocicado. Além de usar em sucos, vitaminas e em cima das frutas, pode também ser também mais um ingrediente saudável para preparar pães e bolos. Use a criatividade!  

Dica! Faça um rodízio entre dois ou três tipos de farinha. Assim você pode obter diferentes nutrientes importantes para seu organismo, potencializando os resultados de sua dieta.

Composição: extrato de jabuticaba. Não contém glúten.  

As farinhas especiais ou superfarinhas são ricas em fibras, um dos principais nutrientes no processo de emagrecimento. Elas são cada vez mais utilizadas no Brasil e a diversidade de farinhas encontradas no mercado também tem aumentado.

O consumo de alimentos ricos em fibras também tem aumentado no Brasil. Além de ajudar no processo de emagrecimento, o consumo de fibras favorece a diminuição do colesterol no sangue e outros benefícios naturalmente obtidos por meio do emagrecimento saudável.

A farinha de jabuticaba é uma novidade entre as superfarinhas. Rica não somente em fibras em outros nutrientes encontrados nesta fruta nativa brasileira. A farinha de jabuticaba é preparada de forma que suas fibras, minerais e outros nutrientes sejam mantidos. Podendo ser utilizada no preparo de alimentos ricos em fibras e de baixo teor calórico.

Na polpa de jabuticaba encontramos ferro, fósforo, vitamina C e boas doses de niacina, do complexo B, que auxilia na digestão e a eliminar toxinas. A casca da jabuticaba possui um pigmento chamado antocianina responsável por sua cor forte que puxa para o roxo. Este pigmento é um potente antioxidante natural que ajuda o organismo a eliminar os radicais livres, combatendo o câncer. Na medicina observa-se que a incidência de tumores e problemas cardíacos é menor entre as pessoas que consomem alimentos ricos neste pigmento encontrado na casca a jabuticaba. Os antioxidantes também ajudam a estabilizar o nível de açúcar no sangue.

Farinha de linhaça

A linhaça é a semente do linho planta cujas fibras dão origem a tecidos e que já era utilizada pelos egípcios há pelo menos 3 mil anos antes de Cristo.

FARINHA DE LINHAÇA MARRON / DOURADA

A linhaça é a semente do linho planta cujas fibras dão origem a tecidos e que já era utilizada pelos egípcios há pelo menos 3 mil anos antes de Cristo. Da semente da linhaça extrai-se tanto a farinha como o óleo, muito utilizado na culinária e na indústria cosmética.

A farinha obtida a partir da moagem da linhaça é uma excelente fonte de ômega 6 e ômega 3 (também conhecido como ácido Alfa-linolênico, ou ALA), dois tipos de ácidos graxos que podem ser benéficos contra uma série de condições, que vão desde problemas com colesterol elevado até intestino preso e inflamações cardíacas.

 

Uma única colher de sopa cheia (14g) de farinha de linhaça fornece cerca de 133% das nossas necessidades diárias de ômega-3, além de 15% da ingestão diária recomendada de fibras. Conheça quais são os principais nutrientes da farinha de linhaça dourada:

– Porção de 100 g

Calorias:                                454 kcal

Proteínas:                             29 g

Carboidratos:                       0 g

Lipídios:                                43 g

Fibras:                                   25, 3 g

Cobre:                                   19% da ingestão diária recomendada (IDR)

Manganês:                           18% IDR

Magnésio:                            14% IDR

Fósforo:                                13% IDR

Selênio:                                 6%

 

Benefícios da farinha de linhaça dourada

A presença de ácidos graxos essenciais, fibras, vitaminas e minerais conferem à farinha de linhaça o status de um alimento funcional altamente nutritivo. Confira os principais benefícios da farinha de linhaça dourada à saúde e à boa forma:

– Controle do Peso

A grande quantidade fibras (são quase 5 vezes mais que a farinha de aveia) tornam a farinha de linhaça um excelente alimento para quem está de olho na balança. As fibras retardam a digestão e fazem a sensação de saciedade chegar mais rápido – e permanecer por mais tempo.

Consumir um pouco de farinha de linhaça dissolvida em água antes das refeições pode também ajudar a regular os níveis de glicemia, impedindo variações bruscas no apetite que costumam o correr após o consumo de carboidratos de rápida absorção (pense naquela fome que costuma aparecer se você comer só um pedaço de pão branco).

Acredita-se também que os ácidos graxos da linhaça atuem sobre o metabolismo, aumentando a queima de gordura e facilitando a perda de peso. E por último, a farinha de linhaça dourada auxilia no emagrecimento porque ajuda no funcionamento dos rins, que passam a excretar água e sódio (em excesso) de maneira mais eficiente, o que colabora para a diminuição do inchaço.

– Oferece proteção contra o câncer de mama

A linhaça é a maior fonte alimentar de lignanas, uma espécie de fitoesteroide que imita a ação do estrógeno e que pode ajudar a repor naturalmente as taxas desse hormônio no período da menopausa. Dessa maneira, podem haver benefícios da farinha de linhaça dourada na prevenção do câncer de mama, sobretudo em mulheres que já passaram dos 40 anos.

Em mulheres que ainda não chegaram à menopausa, o consumo de farinha de linhaça pode melhorar a ansiedade e diminuir a compulsão por doces durante a TPM.

– Previne a Diabetes

A farinha de linhaça dourada é uma ótima opção para o cardápio de quem está de olho na glicemia, pois não contém carboidratos e ainda por cima auxilia no controle das taxas de açúcar no sangue. Além disso, o consumo habitual de farinha de linhaça dourada pode aumentar a sensibilidade à insulina, o que pode evitar ou auxiliar no controle da doença.

– Melhora as taxas de colesterol

Um dos principais benefícios da farinha de linhaça dourada se dá através da sua atuação sobre os dois tipos de colesterol – LDL e HDL. Ao mesmo tempo que se mostrou capaz de reduzir as taxas de LDL, o colesterol ruim, a linhaça também conseguiu aumentar os níveis de HDL, o bom colesterol.

Esse efeito da farinha de linhaça dourada se deve, em parte, ao fato da semente aumentar os níveis de apolipoproteína A1, que é exatamente a maior proteína encontrada no HDL.

– Regula a Pressão Arterial

Ainda que faltem estudos específicos com a linhaça nessa área, diversas pesquisas já demonstraram o potencial do ômega-3 no controle e redução da pressão em hipertensos. E já vimos que a linhaça também colabora para a eliminação do excesso de sódio pelos rins, melhorando o balanço hídrico e também colaborando para uma melhora da pressão.

Uma ou duas colheres de farinha de linhaça ao dia, acompanhadas de uma dieta com pouca gordura e pouco sódio, podem ajudá-lo a controlar e até mesmo diminuir a pressão arterial.

– Combate Inflamações

Pouca gente sabe, mas um dos benefícios da farinha de linhaça dourada é seu grande potencial anti-inflamatório. Essa capacidade se deve à presença dos antioxidantes, que evitam e combatem o estresse oxidativo, responsável pelo aparecimento de inflamações e uma série de doenças como artrite, colite e outras inflamações.

– É uma grande amiga do coração

Ao melhorar os números do colesterol, reduzir as inflamações e combater a obesidade, a farinha de linhaça dourada torna-se um dos maiores aliados do coração e de todo o sistema cardiovascular. Níveis menores de colesterol e menos inflamação se traduz em vasos sanguíneos desobstruídos e um coração sadio, com batimentos regularizados e sem arritmias.

Como essa função se deve sobretudo à presença do ômega 3, certifique-se de consumir a farinha de linhaça integral, ou seja, aquela que não passou por um processo de “desengorduramento”.

– É um excelente alimento para o sistema nervoso

O ômega 3 e o ômega 6 encontrados na linhaça contribuem tanto para a formação do sistema nervoso do bebê quanto para sua proteção e bom funcionamento no indivíduo adulto. Uma das propriedades da farinha de linhaça é exatamente fornecer nutrientes para as células cerebrais, oferecendo assim uma proteção contra doenças degenerativas (como Parkinson e Alzheimer) e até mesmo perda de memória e depressão.

 

Como Usar

A maneira mais fácil de você receber os benefícios da farinha de linhaça dourada é polvilhando-a sobre o iogurte desnatado, a salada (salgada ou de frutas) e acrescentando-a ao suco de frutas.

 

 Você também poderá acrescentar uma colher da farinha de linhaça dourada ao seu shake de whey protein e ao preparo de bolos, panquecas, omeletes, tapiocas, tortas, feijão, sopas, enfim, é só usar a criatividade.

 

Uma ou duas colheres de sobremesa já são suficientes para obter todos os benefícios da farinha de linhaça dourada.

 

Para auxiliar na diminuição do apetite, a dica é consumir 1 colher rasa da farinha dissolvida em 1 copo de água mineral de 40 a 60 minutos antes das principais refeições.

 

Como a farinha de linhaça dourada não contém glúten, ela pode ser utilizada no preparo de receitas gluten free e também como substituta parcial da farinha de trigo ou qualquer outra farinha.

 

Linhaça Dourada x Linhaça Marrom

 

 

 

Quem já passou pela seção de produtos naturais do supermercado deve ter dado de cara com dois tipos de linhaça – a marrom e a dourada. E também deve ter observado que a do tipo dourada é bem mais cara que a outra, sobretudo na forma de farinha.

A principal diferença entre elas é o conteúdo de ômega 3, ômega 6 e proteínas, que tende a ser maior na linhaça dourada. Já a questão do preço se deve ao fato da linhaça dourada ser importada do Canadá – que aliás é o maior produtor mundial de sementes de linhaça.

Podemos dizer, portanto, que há mais benefícios da farinha de linhaça dourada do que da linhaça marrom, sobretudo na forma de farinha, pois ser mais nutritiva que sua semelhante.

Farinha de Maracujá

Ainda pouco conhecida, a farinha de maracujá tem tudo para ganhar mais adeptos, já que além de ser uma excelente fonte de fibras, ela ainda colabora para o processo de emagrecimento e atua no controle dos níveis de açúcar no sangue.

FARINHA DE LINHAÇA MARRON / DOURADA

Ainda pouco conhecida, a farinha de maracujá tem tudo para ganhar mais adeptos, já que além de ser uma excelente fonte de fibras, ela ainda colabora para o processo de emagrecimento e atua no controle dos níveis de açúcar no sangue.

Na prática, estes benefícios da farinha da casca do maracujá significam que o seu consumo regular pode emagrecer e reduzir o risco de diabetes do tipo 2.

Benefícios da Farinha da Casca do Maracujá

O consumo de somente duas colheres de farinha de maracujá já é suficiente para obter os principais benefícios do alimento. Saiba quais são eles:

  1. É fonte de nutrientes importantes

Duas colheres de farinha de maracujá já são suficientes para fornecer 74% das necessidades diárias de fibra alimentar – são 18 g do nutriente em uma porção de 30 g da farinha. A mesma porção fornece ainda 1,8 g de proteínas, 0,7 g de gorduras e 6,4 g de carboidratos.

A farinha da casca do maracujá é ainda fonte de nutrientes importantes como a pectina (fibra solúvel que, como veremos a seguir, é responsável por boa parte das propriedades da casca do maracujá), niacina (vitamina B3, essencial para o metabolismo celular), cálcio, ferro e fósforo.

  1. Farinha de maracujá ajuda a emagrecer

Inicialmente voltada para pessoas que precisavam controlar a glicose sanguínea, a farinha de maracujá ganhou destaque como auxiliar do emagrecimento graças à sua atuação no metabolismo das gorduras e no processo de saciedade.

A farinha de maracujá contém uma alta concentração de pectina, um tipo de fibra solúvel (que forma a parede das células vegetais) que ao entrar em contato com líquidos no estômago forma uma espécie de gel e retarda o esvaziamento gástrico. Como resultado, o cérebro recebe um sinal de que o corpo já está saciado e não precisa de mais alimentos.

Além disso, quando chega no intestino, a farinha de maracujá dificulta a absorção de carboidratos e gorduras, facilitando sua rápida eliminação. E ao controlar a glicose sanguínea, a farinha da casca do maracujá impede a liberação de uma quantidade excessiva de insulina, hormônio que reduz o metabolismo e promove o acúmulo de gordura.

  1. Controla a Glicemia

Quando um alimento libera açúcar de maneira muito rápida (pense em uma colher de mel, por exemplo), o pâncreas se vê obrigado a enviar para a circulação uma grande quantidade de insulina, a fim de enviar esse açúcar (glicose) para dentro das células.

O que muitas vezes acontece, no entanto, é que os tecidos e órgãos vão ficando cada vez menos sensíveis à insulina, o que faz com que o pâncreas libere uma quantidade ainda maior do hormônio. E assim tem início um quadro de diminuição da sensibilidade à insulina, que pode resultar no diabetes tipo 2.

  1. Diminui as taxas de colesterol

No mesmo estudo realizado pela Universidade da Paraíba, em que pesquisadores observaram a perda de peso nas participantes que consumiram a farinha de maracujá por 70 dias, foi também observada uma redução significativa dos níveis de colesterol das participantes. No início do estudo, todas as voluntárias apresentaram colesterol alto, mas o mesmo apresentou-se menor ao final da pesquisa.

  1. Melhora o funcionamento do Intestino

Você provavelmente já sabe que deve consumir pelo menos 25 gramas de fibras diariamente para manter o bom funcionamento do intestino, mas com a vida corrida muitas vezes não dá tempo de preparar legumes e verduras todos os dias – e ainda por cima consumir 5 porções diárias de fruta.

Para estes dias, há também benefícios da farinha da casca do maracujá, pois ela fornece fibras que auxiliam na eliminação de toxinas e previnem a constipação tão comum nos dias de hoje. Outra propriedade importante da fibra do maracujá é a sua atuação na parede intestinal: como não é digerida, a fibra passa por um processo de fermentação ao chegar ao intestino, servindo assim como uma ótima fonte de nutrientes para as bactérias que auxiliam nossa digestão.

Para obter todos estes benefícios da farinha da casca do maracujá, não se esqueça de consumi-la sempre com bastante água.

 

Como Usar

 

Além de tomá-la em jejum com um pouco de água para manter a saciedade por mais tempo, você pode também acrescentar a farinha ao seu suco verde (para auxiliar na desintoxicação do organismo), sobre a salada de frutas, na tapioca, ao iogurte, ou mesmo utilizá-la para enriquecer pães, bolos e tortas.

Uma colher de farinha de maracujá uma hora antes de cada refeição (sempre acompanhada de um copo de água mineral) poderá ajudá-lo a controlar o apetite e reduzir a quantidade de alimentos consumidos na próxima refeição.

Para quem tem dificuldades para dormir à noite, uma colher de farinha de maracujá pode ajudar a relaxar e acalmar a mente, favorecendo a chegada do sono.

De maneira semelhante, consumir um pouco de farinha de maracujá em momentos de estresse fará com que você se sinta menos propenso a descontar tudo em cima da comida – principalmente dos doces.

Farinha de soja

Com um alto teor de proteínas, a farinha de soja pode ser uma grande aliada de quem está de olho não só na balança mas também nos músculos e na saúde.

FARINHA DE SOJA

Com um alto teor de proteínas, a farinha de soja pode ser uma grande aliada de quem está de olho não só na balança mas também nos músculos e na saúde. Isso porque, além de fornecer nutrientes importantes para a reconstrução muscular, há benefícios da farinha de soja também no auxílio ao emagrecimento e até mesmo para evitar os sintomas indesejados da TPM e da menopausa.

Confira esses e mais benefícios da farinha de soja para a saúde e boa forma. Aproveite também para aprender a fazer a farinha de soja em casa e veja sugestões de receitas com esta farinha altamente nutritiva.

 

Para que Serve a Farinha de Soja?

Obtida comercialmente a partir dos grãos de soja selecionados e desengordurados, a farinha de soja é uma excelente fonte de isoflavonas, os famosos fitohormônios presentes no grão de soja que ajudam a controlar ou até mesmo evitar os sintomas da menopausa, além de atuarem na prevenção do cânceres de próstata, mama e intestino. A farinha de soja serve também para aumentar o valor nutricional de diversas receitas, sobretudo aquelas com poucos alimentos integrais (bolos com farinha branca, por exemplo).

Além de poder ser utilizada no preparo de leite vegetal, a farinha de soja pode também ser uma excelente alternativa às farinhas que contêm glúten – como é o caso da farinha de trigo e do farelo de aveia.

Seja em bolos, pães ou shakes, a farinha de soja é bastante versátil e pode ser encaixada no cardápio diário sem a necessidade de receitas complicadas ou que necessitem de muito tempo. Caso você não queira fazer uma receita somente com a farinha de soja, basta, por exemplo, substituir parte da farinha de trigo do pão pela farinha de soja. Ou então alternar a farinha de linhaça do shake com um pouco de farinha de soja.

 

Propriedades Nutricionais da Farinha de Soja

O nutriente mais abundante da farinha de soja é a proteína, que compõe cerca de 50% do produto. Na versão comercial da farinha de soja, os grãos podem passar por um processo de “desengorduramento”, que retira o excesso de óleo da soja e mantém os demais nutrientes.

 

Principais nutrientes da farinha de soja :

– Porção de 100 g:

Calorias:                                               360 kcal

Carboidratos:                                       16,8 g

Proteínas:                                             50 g

Gorduras totais:                                  10,2 g

Fibra alimentar:                                  12,2 g

 

Pela tabela acima, é possível notar que uma porção de ½ xícara de chá (equivalente a 50g) já fornece 25% das necessidades diárias de fibra de um adulto (IDR)- e cerca de 33% do que necessitamos de proteínas. A mesma porção ainda fornece 26% da Ingestão diária de ferro, 12% de cálcio e quase 100% de cobre. E tudo isso com menos calorias do que uma fatia de bolo!

 

Mas calma que as propriedades nutricionais da farinha de soja não param por aí; veja outras vitaminas e minerais encontrados em abundância no alimento (em porcentagem da ingestão diária recomendada).

 

Porção de 50 g (1/2 xícara):

Tiamina (vitamina B1): 24%

Vitamina B6: 15%

Ácido pantotênico (B5): 10%

Niacina: 7%

Vitamina K: 3%

Zinco: 8%

Magnésio: 36%

Fósforo: 34%

Potássio: 34%

Manganês: 75%

 

Benefícios da Farinha de Soja

Como é um produto feito a partir dos grãos inteiros da leguminosa, a farinha de soja preserva grande parte dos seus benefícios. Confira os principais:

  1. Colabora para a Perda e Manutenção do Peso

A farinha de soja pode auxiliar a perda e o controle do peso através de três mecanismos. O primeiro é através da atuação das proteínas e fibras alimentares, que prolongam a sensação de saciedade e mantêm a fome afastada por mais tempo.

O segundo e o terceiro processo se dão pela atuação química da soja, que pode interferir nos mecanismos de regulação da fome e da saciedade. Segundo um estudo realizado pela Universidade de Illinois em Chicago, Estados Unidos, a soja demonstrou ser capaz de promover a perda de peso em ratos através do aumento do metabolismo e de uma melhora no mecanismo de sinalização de saciedade.

No estudo feito com ratos, todos os animais receberam a mesma quantidade de alimento e foram submetidos a mesma carga de exercícios, mas somente uma parte deles recebeu injeções com um hidrolisado de soja.

Ao final da pesquisa, todos os animais apresentaram uma perda de peso, mas os animais que receberam a soja emagreceram muito mais. E tudo isso sem alterar o padrão de alimentação – ou seja, os animais continuaram ingerindo a mesma quantidade de alimento mas ainda assim emagreceram. O que significa, portanto, que a perda de peso foi causada por um aumento na taxa metabólica dos animais.

Para os pesquisadores, a soja contém peptídeos (moléculas formadas pela ligação de dois ou mais aminoácidos) que podem acelerar o metabolismo e também enviar o sinal de saciedade de maneira mais eficiente para o cérebro, dois processos que podem resultar na perda de peso.

  1. Fornece nutrientes para a formação de tecido muscular

Não são somente as proteínas da farinha de soja que podem auxiliá-lo no processo de hipertrofia, mas sobretudo os diversos minerais e vitaminas do alimento. Durante o exercício, as células do tecido muscular sofrem microlesões que deverão ser reparadas a fim de que ocorra o tão esperado crescimento muscular. E esse reparo somente é possível com a presença de nutrientes como o ferro, as vitaminas do complexo B (que atuam no metabolismo das proteínas) e o magnésio.

A proteína da farinha de soja auxilia no processo de reconstrução das fibras, fornecendo todos os aminoácidos de que o corpo necessita para fabricar novas células musculares. A farinha de soja contém ainda zinco, mineral que atua no mecanismo de produção da testosterona e também acelera a recuperação muscular no pós-treino.

Enquanto a maior parte das proteínas de origem animal é considerada incompleta por não conter todos os aminoácidos, a proteína da soja possui um teor de amino ácidos sulfurados mais alto do que os grãos em geral, o que a torna uma proteína de alta qualidade, praticamente equivalente às proteínas de origem animal.

E para quem malha e precisa consumir uma grande quantidade proteína todos os dias, a soja pode ser uma fonte alternativa para variar o frango grelhado e o whey de todos os dias. Isso porque, apesar do valor proteico semelhante, os maiores benefícios da farinha de soja são que ela contém muito menos gordura saturada e absolutamente nada de colesterol.

  1. Diminui os sintomas da TPM e da Menopausa

Esse talvez seja um dos maiores benefícios da farinha de soja para as mulheres, afinal boa parte delas sofre ou irá sofrer com alguns dos sintomas desses períodos durante a vida adulta. Estudos preliminares têm sugerido que uma dieta rica em soja e derivados pode atenuar os sintomas da menopausa em mulheres na pré-menopausa.

Isso ocorre porque, durante a menopausa, os níveis de estrógeno diminuem significativamente, mas as isoflavonas são capazes de se ligar aos receptores de estrógeno, de maneira que o corpo não irá sentir de maneira significativa a queda do hormônio humano. Por esse motivo, aliás, diz-se que a soja contém fitohormônios, ou seja, substâncias que atuam como hormônios mas que são de origem vegetal – como as isoflavonas.

Entre os sintomas da menopausa que podem ser aliviados com o consumo de farinha de soja estão as variações de humor, a fome repentina e as ondas de calor.

Mecanismo semelhante se dá com a TPM, período no qual os níveis de estrógeno estão acima do normal e podem causar sintomas como ansiedade, vontade excessiva de comer doces, variação de humor, inchaço e dores nos seios. Um dos benefícios da farinha de soja nesse sentido é ajudar a regular os níveis naturais de estrógeno, reduzindo seus efeitos no período pré-menstrual.

  1. Fortalece os Ossos e previne a Osteoporose

Pesquisas realizadas em países com grande consumo de soja (como o Japão e a China) têm demonstrado que o consumo regular das principais formas do alimento – entre elas a farinha de soja – pode evitar a perda de tecido ósseo.

A farinha de soja contém um alto teor de isoflavonas, cálcio e magnésio, três nutrientes que, em conjunto, estimulam a desenvolvimento de ossos fortes e ajudam a afastar o risco de osteoporose em mulheres que que já passaram pela menopausa.

  1. Reduz o colesterol

Segundo pesquisas recentes, o consumo diário de 60 gramas de farinha de soja (ou o equivalente a pouco mais de meia xícara) reduz as taxas de LDL (colesterol ruim) e aumenta os valores do HDL, contribuindo para a diminuição dos níveis do colesterol total.

Isso pode traduzir muitos benefícios da farinha de soja para o coração, pois ajuda a diminuir o risco de doenças cardiovasculares, como o entupimento das artérias, a trombose e o infarto.

 

Controvérsia

A soja se tornou nos últimos anos um alimento bastante polêmico, graças exatamente à ação das isoflavonas. O consumo exagerado do leguminosa poderia causar alteração mecanismo de regulação do estrógeno, e também levar a problemas na glândula tireoide. E embora controverso e ainda não comprovado cientificamente, há quem afirme que a soja inibe a produção de testosterona.

Como a pesquisa na área é bastante difusa e muitas vezes contraditória, a dica é não exagerar no consumo da soja – seja em qualquer uma das formas de apresentação da leguminosa. A dica portanto é não consumir uma grande quantidade de farinha de soja todos os dias: de uma a duas colheres ao dia, de duas a três vezes por semana no máximo.

 

Como Usar

A farinha de soja pode ser uma ótima alternativa sem glúten à farinha de trigo, podendo ser utilizada no preparo de pães, bolos, panquecas e tortas. Você também pode receber os benefícios da farinha de soja através do suco de frutas, polvilhada sobre a salada, com um pouco de mel sobre a banana ou até mesmo para engrossar sopas e o caldo de feijão.

Quem tem intolerância ao glúten também pode utilizar a farinha de soja em substituição à farinha de rosca utilizada para envolver alimentos empanados, como bife e os nuggets de frango.

Farinha de trigo

A diferença essencial está na quantidade de nutrientes e na presença de fibras da farinha integral. A farinha branca passa por um processo de refinamento que elimina grande parte de seus nutrientes.

FARINHA DE TRIGO INTEGRAL

 Qual a diferença da farinha branca para a integral?

A diferença essencial está na quantidade de nutrientes e na presença de fibras da farinha integral. A farinha branca passa por um processo de refinamento que elimina grande parte de seus nutrientes. A farinha integral, por outro lado, não passa por esse processo e preserva seus nutrientes, que incluem proteínas, minerais, vitaminas e fibras.

A farinha integral tem a mesma quantidade de calorias que a farinha branca!

 

  1. Para quem é indicado o uso da farinha integral?

Como a farinha integral tem em sua composição as fibras, as pessoas que apresentam constipação (promove o bom funcionamento intestinal), desejam a perda de peso (aumenta a saciedade) e apresentam aumento nos níveis de colesterol e diabetes (reduz os níveis de colesterol e de glicose no sangue) devem consumir a farinha integral.

 

  1. E as propriedades nutricionais mudam de integral para a branca?

Sim, na farinha integral é possível encontrar as vitaminas B1, B6, magnésio, selênio, zinco, enquanto que na farinha branca não há a presença desses nutrientes.
No entanto, a farinha branca também tem seus benefícios. Para praticantes de exercícios físicos, o seu consumo é recomendado antes de um treino ou competição, já que fornecem mais energia, e são absorvidas mais rapidamente pelo organismo.

 

  1. Como saber se um pão na padaria ou mesmo industrializado é integral?

Segundo a Anvisa, os ingredientes do alimento aparecem no rótulo na ordem decrescente de quantidade. Portanto, se procuramos um item realmente integral, o primeiro ingrediente deve ser a farinha integral (trigo, centeio ou outra).

 

  1. Toda receita feita com farinha branca pode ser reproduzida com farinha integral ou existem algumas restrições?

Para que a massa não fique dura e seca, o ideal é sempre usar 1 parte de farinha integral e 2 de farinha branca. Exemplo: a receita pede 300g de farinha (use 100g de integral e 200g de branca).

 

  1. Existem preparos exclusivos para cada tipo de farinha?

Sim. A farinha branca é indicada para a preparação de massas leves e delicadas, como pão de ló, massas folhada, bolos confeitados. Já a farinha integral para massas mais consistentes, como pão integral e de centeio, bolos de frutas e cereais, biscoitos sem recheios.

 

Como Usar

Você pode usufruir dos benefícios da farinha de trigo integral em praticamente qualquer receita que leve a farinha de trigo branca. Como absorve muita água, a receita com farinha de trigo integral pode ficar mais seca, o que pode ser evitado com a adição de um pouco mais de líquidos à receita.

 

Para quem ainda não tem o hábito de utilizar a farinha de trigo integral na cozinha, uma sugestão é utilizar a proporção de 2 para 1 – ou seja, para cada 2 partes de farinha de trigo branca, use 1 parte de farinha integral.

A farinha de trigo pode ser utilizada para acrescentar mais fibras aos pães, bolos, salgados, muffins, tortas, cupcakes, molhos e qualquer outra receita que leve a farinha branca.

Farinha de Uva

A uva é um dos últimos alimentos a serem “transformados” em farinha. Para quem não tem hábito de consumir a fruta ou acredita que a uva engorda, a farinha pode ser uma boa alternativa para encaixar no cardápio

FARINHA DE UVA

A uva é um dos últimos alimentos a serem “transformados” em farinha. Para quem não tem hábito de consumir a fruta ou acredita que a uva engorda, a farinha pode ser uma boa alternativa para encaixar no cardápio, uma vez que é prática e carrega consigo todos os benefícios da uva. Vamos conhecer então quais são estes benefícios da farinha de uva para a saúde?

 

Para Que Serve a Farinha de Uva

A farinha de uva pode auxiliar na perda de peso, contribuir para a saúde do coração, e ainda ser utilizada para combater radicais livres, já que contém um alto teor de antioxidantes. Assim, a farinha de uva previne o envelhecimento precoce e doenças a ele associadas.

 

Propriedades da Farinha de Uva

Os carboidratos são o principal destaque da farinha de uva, sendo responsáveis pela composição de 54% do alimento. Ou seja, para cada 100 g da farinha, obtemos 54 g do nutriente. Ou o equivalente a 3,24 g por colher de sobremesa (6 g). A mesma colher fornece ainda 12,9 calorias, 0 g de gordura e 0,2 g de proteínas.

Principais nutrientes da farinha de uva (por porção de 100g):

Calorias:                                214 kcal

Proteínas:                             3,33 g

Gorduras:                             0 g

Fibras:                                   3,4 g

Cálcio

Ferro

Magnésio

 

E além dos nutrientes acima, há uma observação importante para quem está de olho na balança: a farinha de uva não contém glúten, a famosa proteína presente no trigo que muitos têm evitado pois pode causar inflamações e inchaço.

 

Benefícios da Farinha de Uva

Dentre as populares farinhas de frutas (maracujá, laranja, banana verde) a de uva é considerada uma das mais benéficas à saúde, pois mantém uma série de antioxidantes presentes na fruta fresca, como os flavonóides – entre eles o resveratrol.

Conheça alguns dos principais benefícios da farinha de uva:

 

  1. É fonte de antioxidantes

Que a uva é riquíssima em antioxidantes todo mundo já ouviu falar (não estão até recomendando o consumo do vinho devido a eles?), mas agora você também já sabe que pode obter os mesmos nutrientes a partir da farinha da fruta.

Os antioxidantes são fundamentais para combater os radicais livres gerados a partir do envelhecimento, má alimentação, estresse, tabagismo, poluição, agrotóxicos e atividade física rigorosa. Quando em excesso, esses radicais podem causar danos às estruturas celulares e levar não somente ao envelhecimento como também causar uma série de doenças, como problemas cardiovasculares, câncer e doenças degenerativas (Parkinson e Alzheimer).

Assim como a fruta in natura, a farinha de uva é fonte resveratrol, catequinas, ácido gálico, proantocianidinas, quercetina e uma série de outros antioxidantes, que tornam o alimento um potente aliado no combate aos radicais livres.

 

  1. Pode auxiliar no controle de peso

Em um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry, pesquisadores demonstraram que, mesmo na presença de uma dieta rica em gordura, um dos benefícios da farinha de uva é auxiliar na diminuição da gordura abdominal, além de controlar os níveis de colesterol e também reduzir o peso.

Segundo os cientistas, no entanto, não é qualquer uva que produz esses benefícios. Em outra pesquisa realizada na Universidade da Califórnia, eles puderam notar que esse efeito era característico das uvas do tipo Chardonnay. O uso de farinha produzida a partir de uvas do tipo Cabernet Sauvignon não produziram nenhum dos efeitos descritos acima.

A farinha de uva também pode auxiliar no emagrecimento ao promover a saciedade e retardar a fome. E outro benefício da farinha de uva é o seu baixo valor calórico quando comparada às demais farinhas – como a de trigo, por exemplo. Enquanto 100 g de farinha de uva contém 214 calorias, a mesma porção de farinha de trigo possui 60% a mais de calorias – são 345 kcal na farinha branca.

A dica, portanto, é substituir parte da farinha branca por farinha integral e pela farinha de uva, duas opções muito mais nutritivas e saudáveis.

 

  1. É um excelente alimento para quem pratica atividade física

Não bastasse todos os benefícios da farinha de uva, ainda mais esse: ela pode ser utilizada regularmente por quem está preocupado com a saúde e a boa forma. Além dos inúmeros nutrientes, a farinha de uva fornece uma ótima quantidade de carboidratos, que podem ser utilizados como fonte de energia no pré-treino ou como um excelente ingrediente para um shake reparador pós-treino.

E se você precisa de outro motivo para encaixar a farinha de uva no seu cardápio, a atividade física rigorosa produz uma série de radicais livres, que contribuem para o envelhecimento e morte celular precoce. Isso não significa que você deva deixar de se exercitar: muito pelo contrário, o que você deve fazer é fazer sua atividade e ao mesmo tempo incluir em sua dieta alimentos que anulem o efeito dos radicais livres. E quais são eles? Legumes, frutas, verduras e também a farinha de uva, que como já vimos possui uma altíssima capacidade antioxidante. 

 

  1. Previne o câncer

A grande quantidade de antioxidantes da farinha de uva também a torna um excelente alimento tanto para a prevenção quanto para o combate aos diversos tipos de câncer. Entre eles merece destaque o resveratrol, que pode evitar o surgimento do câncer de pele, próstata, mama e intestino.

 

n

Embora a uva seja uma fruta normalmente ausente do cardápio de quem está preocupado com as taxas de glicose no sangue, a farinha de uva possui baixa concentração de frutose e pode até mesmo combater a diabetes. Isso porque a farinha de uva possui absorção lenta, o que promove uma liberação gradual de açúcar na corrente sanguínea e evita um pico de insulina.

Como no entanto ainda contém carboidratos, recomenda-se consumir no máximo uma ou duas colheres ao dia para obter os benefícios da farinha de uva.

 

  1. Melhora os níveis de colesterol

Diversos estudos têm demonstrado o potencial da uva para reduzir a oxidação de LDL e se necessário aumentar os níveis de HDL. Os diversos flavonoides da farinha de uva assim reduzem os níveis de colesterol total, resultando em uma melhor saúde cardiovascular e reduzindo o risco de problemas do coração. 

 

  1. Protege o coração

O resveratrol e os demais antioxidantes da farinha de uva contribuem não somente para combater os radicais livres (que podem se formar em excesso nas artérias, onde a concentração de oxigênio é alta) como também para combater as inflamações e reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL). Somados, esses são alguns dos principais fatores associados às doenças cardíacas.

Por este motivo, o consumo regular de farinha de uva pode evitar o entupimento das artérias, melhorar a circulação, evitar inflamações e até mesmo melhorar o controle da pressão arterial.

 

  1. Mantém a saúde da pele

Além dos já citados agentes oxidantes, a exposição prolongada ao sol e a perda natural de colágeno decorrente da idade contribuem para um aspecto geral de envelhecimento, que se não pode ser totalmente evitado pode ao menos ser atenuado.

Ao combater os radicais livres, a farinha de uva evita danos às estruturas das células, colaborando assim para manter a saúde e o bom funcionamento da pele.

 

  1. Previne varizes

A farinha de uva pode evitar o surgimento de varizes porque ativa a circulação, diminui as inflamações e previne o envelhecimento precoce das células do sistema circulatório.

 

  1. Fortalece a visão

Ainda que menos conhecido, esse é um dos mais importantes benefícios da farinha de uva, uma vez que a fruta pode prevenir a degeneração macular. Essa propriedade da farinha de uva se dá pelo fato da fruta diminuir os níveis de proteínas inflamatórias na retina.

Além disso, a farinha de uva, através da atuação dos compostos fitoquímicos, pode aumentar a concentração de proteínas protetoras no local, promovendo uma significativa proteção à visão.

 

Como Usar Farinha de Uva

A farinha de uva pode ser utilizada para substituir parte da farinha de trigo em receitas de pão, bolo, tapioca, panqueca e biscoitos. Outras sugestões de consumo da farinha de uva são adicioná-la ao shake pré-treino, ao suco desintoxicante ou até mesmo para engrossar o mingau e o caldo da sopa.

 

Para quem pretende somente acrescentar a farinha à dieta sem utilizá-la em receitas, uma colher ao dia misturada a um copo de água já é mais do que suficiente para obter os benefícios da farinha de uva sem exagerar nas calorias. Utilizada dessa maneira, a farinha fornece todos os benefícios do suco de uva.

Farinha seca barriga

A farinha seca barriga serve para acelerar o metabolismo, estimular a queima de gorduras e melhorar a passagem dos alimentos pelo trato digestivo, facilitando sua eliminação pelo intestino.

FARINHA SECA BARRIGA

Ingredientes: Farinha de Linhaça Dourada, Berinjela Pó, Farinha de Feijão Branco, Farinha de Maracujá, Farinha de Laranja, Farinha de Banana Verde, Psyllium, Farinha de Chia.

Não Contém Glúten

 

Para que Serve?

A farinha seca barriga serve para acelerar o metabolismo, estimular a queima de gorduras e melhorar a passagem dos alimentos pelo trato digestivo, facilitando sua eliminação pelo intestino.

Muitas pessoas acreditam que a farinha seca barriga emagrece e utilizam-na para turbinar a dieta e também para combater a prisão de ventre, problema tão comum atualmente graças ao consumo excessivo de alimentos altamente processados (e pobre em fibras).


Ao dificultar a absorção de carboidratos, acelerar a queima de gordura, combater o inchaço e facilitar o trânsito intestinal, a farinha seca barriga ajuda a emagrecer, mas ela por si só não faz milagres. Consumir uma grande quantidade de farinha na expectativa de emagrecer mas não modificar a dieta e continuar sedentário não irá fazer você emagrecer.

A farinha pode ser uma grande auxiliar, já que acelera o metabolismo e facilita a eliminação de toxinas, duas propriedades indispensáveis para o processo de emagrecimento. Quando combinada com uma dieta rica em cereais integrais, proteína magra, verduras e legumes, a farinha seca barriga pode ser uma catalisadora do processo, ou seja, ela pode acelerar o emagrecimento.

Portanto, a conclusão é que a farinha seca barriga emagrece somente se for acompanhada de dieta e da prática de atividade física. Ou seja, não existem milagres, e não adianta colocar todas as expectativas só na farinha. Colabore!

 

Benefícios da Farinha Seca Barriga

A grande variedade de ingredientes da farinha seca barriga garante uma série de benefícios para a perda de peso e para a manutenção da saúde. Confira os principais:

Diminui o Apetite: As fibras presentes na farinha absorvem água e se dilatam no estômago, o que envia ao cérebro uma mensagem de que seu estômago já está cheio, diminuindo o apetite e reduzindo o consumo alimentar;

“Seca a Barriga”: Como o nome já sugere, a farinha rica em fibras estimula a queima de gorduras, melhora o trânsito intestinal e combate o inchaço, contribuindo para uma diminuição da circunferência abdominal;

Emagrece: A combinação de fibras, termogênicos e outros nutrientes da farinha seca barriga emagrece favorecendo o controle da glicemia (o que por sua vez ajuda a controlar o apetite e o acúmulo de gordura), fazendo o intestino funcionar de maneira mais eficiente, bloqueando a absorção de parte das gorduras e carboidratos e estimulando o metabolismo, colaborando para uma perda de peso saudável;

Reduz o Colesterol: A aceleração da passagem dos alimentos pelo intestino dificulta a reabsorção dos sais biliares, o que obriga o fígado a utilizar mais colesterol (LDL) para produzir mais bile para repor o que foi eliminado com as fezes. Portanto, quanto mais sais biliares forem produzidos pelo fígado, maior será a quantidade de colesterol retirada da corrente sanguínea. E, consequentemente, menores serão os níveis de colesterol na circulação;

Tem ação diurética: A presença de vitaminas do complexo B e do hibisco favorece o funcionamento dos rins e melhora a retenção de líquidos;

É fonte de fibras: As fibras da farinha seca barriga são do tipo solúvel e insolúvel, ambas igualmente importantes. Enquanto as fibras solúveis dissolvem-se quando misturadas com água e formam uma espécie de gel, as fibras insolúveis aceleram a passagem dos alimentos pelos intestinos e são excretadas praticamente intactas. O fato de se tornarem um gel no estômago faz das fibras solúveis ótimas aliadas da saciedade, ao passo que as fibras insolúveis são promotoras do bom funcionamento intestinal;

Desintoxica o organismo: O mal funcionamento do intestino dificulta a eliminação de resíduos do metabolismo e da digestão alimentar, situação que pode causar desde inchaço abdominal e alteração do humor até doenças graves, como o câncer de intestino. Ao promover a regularidade intestinal, a farinha seca barriga garante que as toxinas sejam eliminadas de maneira mais rápida e eficiente, o que favorece não só o emagrecimento como a saúde.

 

Como Usar?

A melhor maneira de usar farinha seca barriga é consumir uma ou duas colheres de sobremesa do composto diluídas em um copo com água, 30 minutos antes das principais refeições.

Consumir a mistura pela manhã ainda em jejum fará com que você sinta menos fome ao longo do dia e também irá garantir que seus níveis de glicose se estabilizem, diminuindo o apetite e facilitando o controle do consumo de calorias nas demais refeições.

Outra opção é utilizar acrescentar a farinha ao suco verde detox, potencializando a ação desintoxicante da bebida. Misturar ao leite desnatado, iogurte light e sucos de frutas são outras maneiras de consumir a farinha seca barriga.

Você pode utilizar a farinha seca barriga uma ou duas vezes ao dia, seja no café da manhã, antes do almoço e jantar ou junto com o lanche da manhã ou da tarde.

Farinha sem gluten

Trabalhar com farinha sem glúten é uma arte e uma ciência. Não é uma questão de simplesmente trocar a farinha normal pela mesma quantidade de farinha sem glúten para fazer um bolo ou outra receita.

FARINHA SEM GLUTEN

Trabalhar com farinha sem glúten é uma arte e uma ciência. Não é uma questão de simplesmente trocar a farinha normal pela mesma quantidade de farinha sem glúten para fazer um bolo ou outra receita. Há vários tipos de farinha sem glúten, e mesmo as farinhas sem glúten que são vendidas geralmente incluem vários tipos de farinha sem glúten em uma mistura.

Algumas oferecem proteína, outras textura, e outras sabor. Descobrir a mistura perfeita para fazer bolos que são sem glúten mas ainda são leves e fofos, ou aprender como fazer a casca de uma torta sem o benefício do glúten pode ser difícil.

É útil explorar os diferentes tipos de farinha e como elas podem contribuir não apenas para preparo de alimentos sem glúten, mas para seu conhecimento geral sobre alimentos e cozinha.

 

Por que as receitas sem glúten são tão complicadas?

Como mencionado anteriormente, tirar o glúten de uma receita não é simplesmente trocar a farinha normal por farinha sem glúten. Isso requer uma mistura de farinhas, que, em combinação, trarão sabor, textura e estrutura. Algumas vezes, outros ingredientes têm que ser ajustados para alterar a proteína, umidade ou habilidade de junção das farinhas. Apesar de haver uma boa razão para tudo isso, isso pode fazer as receitas parecerem complexas.


Dieta sem glúten evita doenças e ajuda a emagrecer

Retirar o glúten da dieta está na moda, mas você sabe os benefícios que uma alimentação sem esta substância pode trazer? “O glúten é uma proteína presente na farinha de trigo, centeio, cevada, malte e aveia. Ela provoca inflamações que podem gerar inchaço, dores articulares e indisposição. Retirar a substância do cardápio elimina estes problemas e ainda ajuda na perda de peso”, explica a nutricionista Andréa Santa Rosa

Retirada do glúten estimula o metabolismo 
Pessoas com intolerância ao glúten, ou celíacos, não podem ingerir alimentos que contenham a substância, já que ela impede a correta absorção de nutrientes pelo intestino. Os portadores de sensibilidade ao glúten também precisam evitar ao máximo o seu consumo, mas os benefícios da dieta sem esta proteína podem ser percebidos por qualquer pessoa. “Eliminar o glúten da dieta provoca a redução no grau de inflamação do organismo. Assim, o metabolismo volta a funcionar normalmente, o que promove a diminuição da retenção de líquidos, perda drástica e rápida de peso, correta absorção dos nutrientes pelo intestino e prevenção de doenças não transmissíveis, como a obesidade e complicações cardiovasculares”, diz a nutricionista. 

Farelo de aveia

Farelo de aveia é um dos maiores segredos das dietas modernas e é a aposta certeira das famosas para perder peso. Isso porque o grão esfarelado tem poder emagrecedor e pode ser facilmente consumido em receitas gostosas

FARELO DE AVEIA

Farelo de aveia é um dos maiores segredos das dietas modernas e é a aposta certeira das famosas para perder peso. Isso porque o grão esfarelado tem poder emagrecedor e pode ser facilmente consumido em receitas gostosas, que fazem enxugar os quilinhos extras sem perceber, evitando passar por grandes sacrifícios.

 

Prova disso é que o programa alimentar mais famoso da atualidade, a Dieta Dukan, se baseia em adicionar farelo de aveia às receitas em substituição à farinha branca. Essa simples mudança faz com que os pratos se tornem mais saudáveis e ajudem a eliminar calorias.

 

Esse regime se tornou conhecido após ser seguido pela princesa Kate Middleton. Depois disso, virou o queridinho das famosas: as internacionais Beyoncé, Jennifer Lopez e Penélope Cruz e as brasileiras Mariana Belém, Fernanda Paes Leme e Ildi Silva são algumas das seguidoras.

 

Benefícios do farelo de aveia

A aveia é um grão potente, rica em minerais como cálcio e ferro, além de possuir vitaminas do complexo B e E, proteínas e fibras. Entre seus benefícios, é capaz de promover sensação de saciedade, melhorar o funcionamento intestinal, facilitar a digestão, controlar a pressão arterial, diminuir colesterol ruim e controlar quantidade de açúcar no sangue.

Pode ser encontrada nas versões farelo, farinha ou flocos. Entre as três, o farelo de aveia é o que mais ajuda na dieta. “Esse tipo provém da camada externa do grão e, por isso, possui maior concentração de fibras betaglucanas”, explica a nutricionista Vivian Goldberger.

 

Como consumir

Segundo a profissional, é indicado comer 30 gramas do alimento por dia, o equivalente a três colheres de sopa. Além disso, para adquirir todos os benefícios da aveia é necessário beber de cinco a seis copos de água por dia, para que ela não cause prisão de ventre.

 

É possível adicionar o farelo a frutas, sucos ou vitaminas e ainda em receitas como tortas, quiches, pães e almôndegas. Existem também receitas da Dieta Dukan que utilizam o ingrediente.

Farinha de arroz

Ao contrário da farinha branca, a farinha de arroz integral é bastante nutritiva e uma boa fonte de fibras: são 2,4 gramas por porção de ½ xícara de chá (50g).

FARINHA DE ARROZ INTEGRAL

Ao contrário da farinha branca, a farinha de arroz integral é bastante nutritiva e uma boa fonte de fibras: são 2,4 gramas por porção de ½ xícara de chá (50g).

Na mesma porção de farinha integral encontramos também 182 calorias, 3,6 gramas de proteínas, 38 gramas de carboidratos, 1,4 gramas de gorduras e 1,0 mg de ferro.

A farinha de arroz integral também fornece uma boa quantidade de magnésio, manganês, fósforo e vitaminas do complexo B.

 

Para que Serve?

Como não contém glúten, a farinha de arroz integral serve para substituir a farinha de trigo em receitas gluten free. E já que não tem sabor acentuado, a farinha de arroz pode fazer parte de praticamente qualquer receita que liste a farinha de trigo entre os seus ingredientes – seja ela doce ou salgada.

E como é fonte de proteínas e carboidratos complexos, a farinha de arroz integral pode ser utilizada por todos que estão tentando manter a boa forma – desde que consumida com moderação, é claro.

 

Benefícios da Farinha de Arroz Integral

– É fonte de Proteínas

O arroz certamente não é um dos alimentos que vêm à mente quando pensamos em fontes de proteína, mas quando na versão integral ele deve sim fazer parte dessa lista. E uma boa notícia é que essas proteínas não se perdem quando o arroz é transformado em farinha – o que significa que, com ½ xícara do alimento por dia, você consegue 3,6 gramas do nutriente.

Pode parecer pouco, mas lembre-se de que a a proteína da farinha de arroz não contém colesterol (ao contrário das proteínas de origem animal) e possui baixa quantidade de gordura – que por sinal é do tipo que faz bem ao coração.

E você já sabe: proteínas são nutrientes fundamentais não só para quem quer aumentar os músculos como também para quem está de olho no peso. Afinal, as proteínas demoram mais a serem digeridas que os carboidratos, o que torna a digestão mais lenta e prolonga a saciedade.

– Contém Fibras

A principal diferença entre a farinha de arroz branco e a farinha de arroz integral está exatamente na presença de fibras. Enquanto uma xícara de farinha de trigo fornece aproximadamente 5 gramas do nutriente, essa quantidade cai quase que pela metade na farinha de arroz branco: são somente 2,6 de fibras.

As fibras representam importantes benefícios da farinha de arroz integral para quem está fazendo dieta porque aumentam o volume do bolo alimentar, o que prolonga a saciedade e evita o consumo exagerado de alimentos. Outra atuação das fibras se dá no intestino, onde elas absorvem ainda mais água e aceleram a eliminação de toxinas, previnindo inchaços e inflamações.

Se você ainda tem dúvidas, faça um teste: experimente um dia comer um pão feito com farinha branca, e em outro dia comer um feito com farinha integral (seja de arroz ou trigo), e observe em quanto tempo você voltará a sentir fome. Muito provavelmente sua saciedade será prolongada após o consumo do pão integral.

– Libera açúcar de maneira gradual na circulação

Todos os carboidratos são convertidos em glicose (açúcar) após a digestão, com a diferença de que alguns passam por esse processo de maneira mais rápida. Quando um alimento altera rapidamente as taxas de glicose no sangue, dizemos que ele tem um alto índice glicêmico. Embora o Índice Glicêmico da farinha de arroz integral não seja exatamente baixo, ele é menor que da farinha de arroz branco.

Na prática, isso significa que a farinha de arroz integral terá um efeito mais gradual nos níveis de glicose, o que irá se traduzir em uma liberação normal de insulina e um maior controle do apetite. Quando o açúcar do sangue sobe muito rapidamente o pâncreas é obrigado a liberar muita insulina, o que por sua vez irá fazer com que os níveis de glicose despenquem – e você sinta fome logo em seguida.

Esse é um dos maiores benefícios da farinha de arroz integral, já que quando se está preocupado com o peso a última coisa que você espera é ter vontade imediatamente após ter acabado de comer.

– Fortalece os Ossos

Como vimos anteriormente, a farinha de arroz integral é fonte de manganês (1/2 xícara da farinha fornece 101% das necessidades diárias), mineral que contribui para o desenvolvimento e a saúde dos ossos e cartilagens. Além disso, outros benefícios da farinha de arroz integral advindos do manganês são a melhora da absorção de cálcio na dieta e ser um componente do superóxido dismutase, uma enzima que oferece proteção contra os radicais livres formados durante a produção de energia (processo no qual o manganês também toma parte).

– Não contém Glúten

Em tempos onde o glúten é considerado um vilão das dietas, a farinha de arroz integral oferece uma alternativa nutritiva à farinha de trigo. Sua maciez e leveza também garantem receitas menos pesadas que aquelas feitas com trigo – o que se deve em parte à ausência do glúten, mas também à presença de fibras.

– Pode fazer parte de uma dieta para perder peso

Em um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, pesquisadores revelaram que o arroz integral é mais benéfico que o branco para a manutenção do peso. No estudo realizado pela Universidade de Harvard com mais de 74.000 mulheres, constatou-se que o ganho de peso estava diretamente relacionado ao consumo de cereais refinados. Mulheres que consumiram mais arroz (e outros cereais, como a aveia e o trigo) integral não só pesavam menos do que aquelas que seguiam uma dieta pobre em fibras, como também apresentavam uma probabilidade 49% menor de ganhar peso.

É claro que consumir farinha de arroz integral e não alterar mais nada na dieta não fará você perder peso. A dica é utilizá-la para substituir farinhas mais pobres nutricionalmente, como a farinha de mandioca, de trigo e de arroz branco. E, evidentemente, sempre prestar atenção às porções: não é porque o pão é feito com farinha de arroz integral que ele não engorda.

O segredo está em consumir a farinha de arroz com moderação – e combiná-la com uma dieta mais saudável e que inclua a prática de exercícios físicos pelo menos três vezes por semana. 

– É amiga do coração

Além de reduzir o risco de diabetes, há benefícios da farinha de arroz integral também sobre o colesterol, reduzindo os níveis de LDL (colesterol ruim) e aumentando as taxas de HDL. Essa propriedade se deve tanto à presença das fibras, que dificultam a absorção do colesterol, quanto à atuação de determinados óleos encontrados no arroz, que podem aumentar as taxas de HDL.

Assim, ao reduzir as inflamações e diminuir as taxas de colesterol, a farinha de trigo auxilia na prevenção de doenças cardíacas. 

Como Fazer

É muito fácil fazer farinha de arroz integral em casa, tudo o que você precisará é de arroz e um pouco de paciência, mas no final o resultado é ótimo.

 

Como Usar

Ao contrário de boa parte da farinhas funcionais, a farinha de arroz integral não possui sabor, o que a torna uma alternativa para receitas doces e salgadas. E como é fonte de fibras, você pode utilizá-la como substituta parcial da farinha de trigo, que é pobre no nutriente.

 

Dicas para obter os benefícios da farinha de arroz integral na sua cozinha:

Para engrossar sopas e molhos;

Como uma alternativa sem glúten à farinha de rosca utilizada para empanar;

Para fazer massa de macarrão sem glúten;

Para fazer panquecas, bolos, pães, tortas, biscoitos, muffins e salgados.

 

Receitas 

  1. Torta de Liquidificador com Farinha de Arroz 

Ingredientes da Massa:

1 xícara de farinha de arroz integral;

1 colher de sopa de amido de milho;

½ xícara de azeite;

3 ovos;

1 dente de alho;

1 colher de chá de sal;

1 colher de fermento químico para bolo;

250 ml de água.

Ingredientes do Recheio

1 lata de atum em conserva (em água);

3 colheres de azeitonas picadas;

1 cenoura ralada;

1 colher de salsa picada;

1 pitada de orégano.

Preparo:

Em um recipiente misture todos os ingredientes do recheio e reserve;

Coloque para bater no liquidificador todos os ingredientes da massa (menos o fermento);

Depois de um minuto acrescente o fermento;

Bata o suficiente para misturar o fermento;

Coloque a massa sobre o recheio e misture bem;

Unte uma assadeira e coloque a massa;

Asse em forno pré-aquecido por aproximadamente 40 minutos.

 

  1. Pão de Farinha de Arroz Integral com Frutas

A receita com farinha de arroz integral abaixo não contém glúten, açúcar ou lactose, sendo uma ótima opção para quem precisa evitar esses alimentos na dieta.

1 ½ xícara de chá decamomila sem açúcar;

1 xícara de farinha de arroz integral;

1 ½ xícara de quinoa em flocos;

1 xícara de frutas passas sortidas (uva, banana, ameixa);

1 colher de sopa de castanha do Pará (ou nozes) picada;

1 colher de sopa de semente de girassol;

1 colher de chá de bicarbonato de sódio;

1 colher de chá de fermento biológico para pão;

1 banana madura amassada;

1 colher de chá de canela em pó.

Preparo:

Em uma vasilha misture a quinoa e o chá morno e deixe descansar até que os flocos estejam úmidos;

Adicione a castanha do Pará, as sementes de girassol e as passas. Continue misturando e acrescente o restante dos ingredientes, até obter uma massa consistente;

Coloque a massa em uma forma de pão untada e deixe descansar por 20 minutos;

Leve a massa para assar em forno médio pré-aquecido por aproximadamente 1 hora.

Farinha de coco

Apesar da fama de alimento gorduroso que o coco carrega, a farinha derivada do fruto é bastante nutritiva e vem acompanhada de uma série de vantagens para a saúde.

FARINHA DE CÔCO

Apesar da fama de alimento gorduroso que o coco carrega, a farinha derivada do fruto é bastante nutritiva e vem acompanhada de uma série de vantagens para a saúde. E, quem diria, pode até fazer parte de um programa para perda de peso – desde, é claro, que esteja acompanhada de outras escolhas saudáveis à mesa e da prática de exercícios.

Depois do sucesso do óleo de coco, agora chegou a vez de conhecermos os benefícios da farinha de coco. E se você já ouvi falar mas nunca a utilizou, aproveite para saber um pouco mais sobre suas propriedades e algumas sugestões de receitas saudáveis com a farinha do momento.

 

Informação nutricional da farinha de coco

Obtida a partir da hidratação e posterior secagem da polpa, a farinha de coco é nutritiva e pode ser uma alternativa prática para quem não anda conseguindo consumir a quantidade necessária de fibras todos os dias.

Duas colheres de sobremesa de farinha de coco (20g) fornecem 2,6 gramas de proteína, 5,2 gramas de fibras, 8,9 g de gorduras (2/3 das quais são do tipo saturada) e somente 1 g de carboidratos.

 

Para que serve a farinha de coco?

A farinha de coco pode ser utilizada para melhorar o funcionamento do intestino, diminuir os níveis de colesterol e até para acelerar o metabolismo, aumentando a queima de gordura estocada no corpo. 

 

Benefícios da Farinha de Coco

Como é feita exatamente com a parte mais nutritiva da fruta, a farinha preserva todos os benefícios do coco, uma das frutas mais consumidas em todo o mundo. E de acordo com nutricionistas, somente 1 colher por dia já é suficiente para obter essas vantagens.

Saiba então quais são os principais benefícios da farinha de coco e comece hoje mesmo a acrescentar o alimento à sua dieta.

– A farinha de coco ajuda na perda de peso

O consumo regular de farinha de coco pode colaborar para a perda de peso por quatro motivos:

Sua gordura não é tão facilmente estocada no corpo: A farinha de coco contém – ainda que em menor concentração que na fruta in natura e no óleo – ácidos graxos (gorduras) que podem auxiliar na perda de peso. Conhecidos como ácidos graxos de cadeia média (TCM’s), esses lipídios possuem digestão mais rápida que as demais gorduras saturadas (como o óleo de soja, por exemplo), e são estocados de maneira menos eficiente pelo organismo. E como são metabolizados diretamente no fígado – que os utiliza para suas próprias funções – não sobra energia para ser estocada na forma de gordura abdominal. Estudos sugerem que o ácido láurico, um dos TCM’s, seria um dos principais responsáveis por esses benefícios da farinha de coco.

Acelera o metabolismo: Outro efeito da metabolização direta dos TCM’s no fígado é um aumento do metabolismo, já que os ácidos graxos de cadeia média são absorvidos de maneira rápida e estimulam o funcionamento do órgão. Assim, como o fígado passa a funcionar de maneira mais rápida, acaba faltando energia para suas atividades – e advinha de onde será retirada essa energia? Sim, dos estoques de energia;

Aumenta a saciedade: Mais um dos benefícios da farinha de coco para a perda de peso se dá pela grande quantidade de fibras no alimento, que irão retardar a digestão e serão assim responsáveis por mantê-lo saciado por mais tempo, e com uma quantidade menor de alimento;

Não causa picos na glicose sanguínea: A farinha de coco ainda é amiga da dieta porque impede as variações de açúcar no sangue, as grandes inimigas de quem está tentando emagrecer. Quando você come um alimento de alto índice glicêmico (pense em um bolo, ou uma fatia de pão branco com geleia) o açúcar é absorvido de maneira tão rápida que sua glicose vai lá em cima. Como resultado a insulina entra em circulação e sua glicose despenca – e o que acontece nessa situação? Seu cérebro recebe o sinal de que precisa de energia para elevar novamente a glicose, e lá vai você ficar com fome novamente mesmo tendo acabado de se alimentar.
A farinha de coco libera açúcar de maneira gradual, impedindo essas variações bruscas na glicemia e ajudando você a evitar aquela vontade desesperadora de comer um doce ou qualquer outra fonte rápida de energia (pães, massas, biscoitos);

– É inimiga do colesterol alto

As fibras mais uma vez são responsáveis por benefícios da farinha de coco. A grande quantidade do nutriente diminui a absorção de LDL – o colesterol que não queremos – no intestino, o que leva a um diminuição da quantidade da molécula na circulação.

– Libera açúcar de maneira gradual na circulação

O grande teor de fibras encontrado na farinha de coco garante ainda que a quantidade de açúcar no sangue não se eleve tão rapidamente como se você estivesse consumindo farinha de trigo, por exemplo.

A farinha de coco possui um índice glicêmico (IG) menor que aquele das farinhas à base de cereais (farinha de trigo, aveia, arroz, centeio), o que garante ao organismo uma liberação mais lenta do açúcar na corrente sanguínea. Essa propriedade da farinha de coco a torna uma boa opção para quem sofre com diabetes e precisa monitorar constantemente os níveis de glicose no sangue.

– Combate a prisão de ventre

Com quase 3 gramas de fibra por colher, uma única porção (duas colheres) já é suficiente para fornecer quase ¼ das nossas necessidades diárias do nutriente. Em tempos em que sobra cada vez menos tempo para cozinhar em casa, consumir farinha de coco algumas vezes por semana pode te ajudar a manter o funcionamento do intestino em dia e assim mandar para bem longe o risco de câncer de colón.

– Protege o coração

Altas taxas de colesterol e inflamações são duas das principais causas de doenças cardíacas no mundo. Vale lembrar que, somente no Brasil, 1 em cada 5 mulheres sofrerá um infarto após os 45 anos.

Trata-se de um número alarmante, mas a boa notícia é que você não precisa fazer parte das estatísticas, sendo mulher ou não (os homens também sofrem com altas taxas de infarto). Além de incluir mais verduras, legumes, grãos e cereais integrais em sua dieta, acrescentar uma colher de farinha de coco ao cardápio também poderá colaborar para afastar os riscos de doenças do coração.

– É uma ótima opção de farinha sem glúten

Em tempos de dietas sem glúten, encontrar alternativas à farinha de trigo pode ser um desafio às vezes. A farinha de coco pode ser uma boa alternativa à tradicional farinha branca, já que não contém gluten e ainda por cima traz mais benefícios à saúde do que sua similar produzida a partir do trigo.

 

Como usar a farinha de coco?

A farinha de coco tem diversos usos, sendo um deles a substituição de parte das farinhas à base de glúten em receitas saudáveis, como pães e bolos integrais. Outro uso da farinha de coco é na hora de fazer frango ou peixe empanados – basta passar o filé no ovo, em seguida na farinha e pronto, você terá um delicioso empanado sem glúten.

Você pode também colocar uma colher de farinha de coco sobre a granola, ou adicioná-la ao preparo do omelete, do shake de whey e até mesmo sobre frutas picadas. E para quem é fã de açaí na tigela, a farinha de coco pode ser uma substituição mais saudável às caldas doces e calóricas. A mesma dica vale para o iogurte, que fica delicioso com uma colher de farinha de coco e uvas passas.

Uma vez que o coco já é naturalmente doce, as receitas que levam a farinha também necessitam de menos açúcar, o que pode ser uma ótima ideia para quem precisa emagrecer.

 

Como a farinha de coco é muito seca e não costuma dar muita “liga” na hora de fazer massas, a dica é sempre acrescentar água ou ovos às receitas com farinha de coco. Segundo a orientação do fabricante da farinha, deve-se sempre utilizar a mesma medida líquida daquela que se utilizou de farinha. Se a receita pedia 2 xícaras de farinha de trigo e você resolveu utilizar ½ xícara de farinha de coco, a receita alternativa ficará desta maneira: 1 ½ xícara de farinha de trigo, ½ xícara de farinha de coco e ½ xícara de água.

 

Para quem está fazendo dieta, uma sugestão para usufruir dos benefícios da farinha de coco é tomar 1 copo de água com 1 colher de sobremesa da farinha logo ao acordar. Dessa maneira você normaliza seus níveis de glicose (que provavelmente estarão bem baixos, já que você ficou a noite toda sem se alimentar) e evita aquela fome voraz ao longo do dia. De quebra, as fibras da farinha de coco ainda vão ajudar o seu intestino a funcionar como um relógio.

 

Receitas com farinha de Coco 

 

 

– Pão low carb com farinha de coco e abobrinha

A receita abaixo é ótima para quem está fazendo a dieta das proteínas, pois contém pouquíssimos carboidratos e ainda por cima é deliciosa.

Ingredientes:

¾ xícara de farinha de coco;

6 ovos;

½ xícara de óleo de coco derretido;

½ colher de chá de sal grosso;

2 xícaras de abobrinha ralada;

1 colher de sobremesa de orégano fresco (ou outra erva de sua preferência);

½ colher de chá de alho em pó;

1 colher de chá de bicabornato de sódio;

2 colheres de chá de vinagre de maçã.

Preparo:

Em um recipiente grande misture os ovos, o óleo de coco, o vinagre e a abobrinha. Reserve;

Misture a farinha de coco, o sal, orégano, alho em pó e bicabornato de sódio em outro recipiente;

Vire a mistura líquida sobre os ingredientes secos e misture bem;

Coloque a mistura em uma forma untada e coberta com papel vegetal e polvilhada com um pouco de sal grosso;

Leve para assar em forno a 180o C por 50 minutos ou até que o pão esteja totalmente cozido e o interior esteja seco.

 

– Tapioca saudável com farinha de coco

Ingredientes:

2 colheres de goma de tapioca;

1 colher de farinha de coco;

1 banana cortada em rodelas;

1 colher de chá de mel;

1 pitada de canela.

Preparo:

Misture a goma de tapioca com a farinha de coco e prepare a tapioca em uma frigideira antiaderente;

Recheie a tapioca com a banana e o mel, finalizando com a canela em pó.

 

– Bolo Integral com farinha de coco 

Ingredientes:

1 xícara de chá de farinha de coco;

1 xícara de chá de farinha de trigo integral;

1 ½ xícara de adoçante forno e fogão;

3 ovos;

1 xícara de azeite;

1 colher de amido de milho;

1 colher de sopa de fermento;

1 xícara de chá de leite desnatado.

Preparo:

Bata os ovos, o leite e o azeite até obter uma massa homogênea;

Acrescente à mistura as farinhas, o adoçante e o fermento (este por último);

Coloque a massa em uma forma untada e polvilhada com farinha de coco;

Leve ao forno pré-aquecido e asse por 40 minutos, ou até que o interior esteja seco.

 

– Shake de Whey com Farinha de Coco

Ingredientes:

1 banana gelada;

1 copo de água gelada (ou leite desnatado, se preferir);

1 colher de farinha de coco;

½ xícara de gelo picado;

1 colher de mel;

Essência de baunilha a gosto.

Preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador até obter um shake bem cremoso;

Sirva em seguida.

 



Guarana em pó

O guaraná é uma planta da Amazônia, que é encontrado em partes da Venezuela e do Brasil. A planta contém frutas que têm uma série de benefícios à saúde, incluindo a capacidade de queimar gordura e aumentar a energia, entre outros.

GUARANA EM PO

O guaraná é uma planta da Amazônia, que é encontrado em partes da Venezuela e do Brasil. A planta contém frutas que têm uma série de benefícios à saúde, incluindo a capacidade de queimar gordura e aumentar a energia, entre outros. Hoje, uso comum de guaraná é nas bebidas energéticas e bebidas esportivas para a nutrição, devido a seus efeitos energizantes. Não deixe de consultar o seu prestador de cuidados de saúde para obter informações completas sobre guaraná e seus efeitos, principalmente um nutricionista para ajudá-lo a colocar a melhor dose de guaraná possível em sua dieta.

 

Energia

Um dos mais poderosos benefícios do guaraná são os seus efeitos energizantes. Guaraná tem uma estrutura química semelhante à da cafeína, e as sementes das plantas proporcionam efeitos da cafeína ainda mais elevados do que bebidas com cafeína típicas, incluindo o café. Guaraná pode ser mais eficaz do que o café no que diz respeito ao seu poder energético, já que o guaraná é libertado mais lentamente no corpo para fornecer energia sustentada. A planta estimula diretamente o sistema nervoso central e pode ser tomada em pequenas doses para combater a fadiga e aumentar os níveis de atividade.

 

Perda de peso

Guaraná tem sido usado por séculos para fazer chás que ajudam a suprimir a fome para perda de peso. O guaraná é usado hoje em certas bebidas energéticas e suplementos de perda de peso para apoiar a perda de peso, proporcionando estímulos e combate à fome.

 

Guaraná efetivamente promove a perda de peso dando um pontapé inicial do sistema nervoso para induzir o processo de lipólise.

 

Este processo envolve a libertação de gordura na corrente sanguínea, onde é utilizada como energia durante o exercício. Tomando guaraná aumenta a atividade física e resistência e pode aumentar o metabolismo para novos esforços de perda de peso antecipados.

 

Saúde Intestinal

Além de energização e efeitos de perda de peso, o guaraná também oferece uma série de benefícios médicos para o corpo. Guaraná estimula o movimento dos intestinos, o que é um efeito benéfico para as pessoas que sofrem de prisão de ventre. Além disso, o guaraná é efetivo para o tratamento de outras complicações do intestino, incluindo gases e diarreia, pois ajuda a desintoxicar e limpar o sistema.

 

Formas de consumo do guaraná

O guaraná vem em uma variedade de formas. Na sua forma mais natural, guaraná é uma pasta seca feita a partir das sementes da planta. Ele está disponível comercialmente como xaropes, extratos, comprimido ou cápsulas, suplementos e aditivos para bebidas energéticas. Quando incorporados em produtos para perda de peso, é geralmente combinado com efedrina, outro estimulante de perda de peso.

 

O guaraná em pó é a forma mais concentrada do guaraná e seu consumo deve ser feito com cautela, pois pode causar até palpitações. Consulte o seu profissional de saúde para obter mais informações sobre as formas de guaraná e informação sobre a dosagem, principalmente se você ou sua família tem histórico de problemas do coração. É saudável o consumo de guaraná, mas com responsabilidade.

Levado de cerveja

É um equivoco afirmar que o levedo de cerveja é utilizado apenas na produção da bebida popular, sendo este, apenas um dos componentes.

LEVEDO DE CERVEJA

É um equivoco afirmar que o levedo de cerveja é utilizado apenas na produção da bebida popular, sendo este, apenas um dos componentes. Na verdade, é um fungo unicelular, o qual é identificado como similar ao Saccharomyces Cerevisiae, e se enquadra entre as diversas variedades de levedura, destacando-se pela porção significativa de vitaminas e minerais convenientes à boa saúde.

É importante destacarmos que, é dito por muitos fornecedores, que o levedo de cerveja é rico em vitamina B12, mas, esta só é obtida, se houver reação com algumas bactérias. Ele contém ácido fólico, ácido pantotênico, piridoxina, niacina, riboflavina e tiamina, os quais podem beneficiar o funcionamento do sistema nervoso, e muito mais.

 

Propriedades Nutriconais do Levedo de Cerveja

Vejas as informações nutricionais em uma colher de chá de levede de cerveja (3g)

Energia

10 calorias

Carboidratos

1,1 g

Proteínas

1,4 g

Gorduras

0,1 g

Fibras

0,9 g

 

 

Benefícios do levedo de cerveja – Para que serve e propriedades

Na fabricação de bebidas e massas, as propriedades do levedo apoiam a fermentação, mas sua ação sobre a saúde pode ser superior, agindo contra condições que requerem tratamentos e cuidados. O seu consumo mais comum é por vegetarianos, que sempre estão em busca de suplementos para implementação da alimentação. A versão adquirida passa por um processo de pasteurização, o que otimiza ainda mais as propriedades existentes. Ela pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, supermercados, ou até mesmo em lojas de suplementos alimentares.

 

1- Efeitos na glicose, apetite e diabetes

Adicionar o levedo de cerveja pode reduzir a ansiedade por doces, o que evita que você burle dietas, e assuma controle sobre o seu peso. Esse benefício é obtido, graças à porção de Cromo contida no levedo, e este nutriente é muito eficaz no equilíbrio e função da insulina sobre o organismo, preservando os níveis de açúcar na corrente sanguínea, de forma saudável e reduzindo a probabilidade de ocorrência de Diabetes, e até mesmo ajudar aqueles que já lidam com esta. O Cromo contido no levedo de cerveja apoia a metabolização de carboidratos e gorduras, transformando-os em energia para as principais atividades. Indica-se o consumo médio de 9 gramas por dia, podendo reduzir em mais de 40% dos níveis de açúcar. Para diabéticos, se adicionarem o levedo de cerveja ao cardápio, pode-se reduzir a porção de insulina ingerida.

 

2- Controle de peso

A dieta é sim a forma mais segura para a perda de peso, mas ao consumir o levedo de cerveja, você aumentará a ingestão de fibras, que podem ser utilizadas em favor da perda de peso. A ingestão média de 30 gramas diárias de fibras pode otimizar a queima calórica, e poderá notar os benefícios do levedo de cerveja através da redução de medidas. O levedo de cerveja é rico em proteínas e fibras, as quais contribuem com sensação de saciedade, induzindo a ingestão de menos calorias, também benéfico para o controle de peso.

 

Lembra-se que, mesmo sendo funcional para o emagrecimento, o levedo de cerveja deve ser consumido de forma moderada, para manter o controle sobre o numero de calorias ingeridas. Ele pode ser combinado com legumes e saladas de frutas. Uni-lo a fontes de proteínas também pode ser interessante para o preparo de uma refeição com baixo teor de gorduras e grande funcionalidade internacional.

 

Se consumido de forma desmedida, o levedo de cerveja pode induzir ao ganho de peso. Se você ingerir 3 colheres de sopa de levedo, você estará adicionando 95 calorias ao seu cardápio diário. É importante destacarmos que, se você consome mais calorias que queima, independente de quais alimentos, essas calorias contribuirão com o ganho de peso.

 

3- Ajuda no funcionamento do intestino

Algumas pessoas lidam com inchaços e desconfortos ocasionados devido ao funcionamento irregular da flora intestinal. Esse fator pode agir negativamente sobre o organismo daqueles que têm dificuldade de controle de peso. O levedo de cerveja pode apoiar o fortalecimento da membrana mucosa presente no intestino, dessa forma, prevenindo de ações de bactérias infecciosas, as quais podem agir negativamente sobre o funcionamento do organismo.

 

4- Sistema imunológico

Notar que o corpo está mais forte e resistente às interferências externas possibilita maior segurança para a realização das atividades diárias, e os benefícios do levedo de cerveja podem ajudar o seu sistema imunológico, já que ele pode ser eficiente no fornecimento de vitaminas, proteínas, aminoácidos essenciais, ácido Fólico, Selênio, Tiamina, Manganês, Niacina, Zinco, e muitos outros. O Selênio é um dos principais responsáveis por esse benefício, já que age como antioxidante, e é muito funcional para evitar danos causados por radicais livres. Além de conter baixíssimo percentual de gordura, o levedo de cerveja pode agir contra bactérias, agindo também na prevenção contra agentes patogênicos.

 

5- Ajuda na prevenção do câncer

É dito que o levedo de cerveja pode auxiliar na prevenção de cancro. Após diversas pesquisas, afirmou-se que o levedo de cerveja conta com um agente que pode evitar interferências negativas sobre os cromossomos. As proteínas presentes nele é que podem se responsabilizam por uma divisão celular mais segura.

6- Ajuda ao sistema digestivo

Já foi dito que os benefícios do levedo de cerveja podem atingir o intestino, mas sua representatividade não é limitada a isso. A composição do alimento pode proporcionar o fortalecimento e melhor comportamento do sistema digestivo. O levedo é rico em bactérias boas e até mesmo probióticos, os quais podem prevenir e até mesmo reduzir alguns problemas que impossibilitam o processo de digestão adequado, como há casos de diarreia.

 

7- Apoio contra os sintomas da TPM

O alimento também é apontado como apoio contra os sintomas de TPM, reduzindo a possibilidade de ocorrência de inchaços, oscilações de humor e apetite, além de reduzir o impacto causado por uma das principais vilãs das mulheres, à cólica.

 

8- Melhora na pele

A acne atinge não só adolescentes, mas também adultos, o que gera desconfortos e baixa autoestima. O que poucas pessoas sabem, é que o levedo de cerveja pode reduzir o impacto causado por elas. Ele contribui com a saúde da pele, e através das vitaminas de complexo B, pode auxiliar no equilíbrio de níveis nutricionais, reduzindo a possibilidade de inflamações, o que induz à preservação da pele. O levedo de cerveja pode reduzir a probabilidade de Câncer de pele.

 

9- Saúde do coração

O colesterol também pode ser melhor controlado, se você incorporar o levedo de cerveja às suas refeições. Ele pode agir sobre o colesterol ruim, chamado de LDL. Se conciliado com uma rotina regular de exercícios físicos, os benefícios do levedo de cerveja podem ser otimizados, e, não só a redução do LDL pode ser notada, mas também o aumento do HDL, que é o colesterol bom. A possibilidade de aquisição de doenças cardíacas se torna menos evidente, ou até mesmo a ocorrência de ataques cardíacos e acidentes vascular cerebrais se torna menos propícia.

 

10- Fortalecimento do sistema respiratório

Os benefícios do levedo de cerveja atingem o sistema imunológico, e com uma melhore resistências às adversidades, o sistema respiratório pode ser fortalecido. O levedo pode auxiliar no combate a resfriados e gripes que prejudicam a rotina, principalmente em casos de alergias e estações mais úmidas.


Como tomar levedo de cerveja

Para adultos, a recomendação é de 1 a 2 colheres de sopa por dia, que pode ser adicionado em água ou suco. 

Farinha de sogro

O sorgo é um cereal sem glúten, oriundo da África e da Ásia, mas que vem sendo reconhecido e cultivado no Brasil há algum tempo.

FARINHA DE SOGRO

O sorgo é um cereal sem glúten, oriundo da África e da Ásia, mas que vem sendo reconhecido e cultivado no Brasil há algum tempo. A farinha é feita a partir do grão moído e, desta forma, disponibilizada para a aquisição dos consumidores, principalmente no Goiás e em Minas Gerais.

Até se descobrir os benefícios da farinha de sorgo para a saúde humana, o alimento era destinado apenas aos animais. Inclusive, era possível comprar o sorgo apenas em lojas de ração para pássaros, galinhas ou outros animais. Atualmente, pesquisas em andamento mostram que o sorgo pode inibir o surgimento do câncer em seres humanos, além de diminuir o colesterol e o desenvolvimento de doenças crônicas, como a diabetes tipo 2.

De uma forma geral, por ser livre de glúten, o sorgo é mais utilizado por pessoas com doenças celíacas ou com certa intolerância à proteína. No caso de pacientes celíacos, a ingestão de glúten pode causar a má absorção de nutrientes, levando a sintomas como fortes dores abdominais e outros problemas relacionados.

No entanto, o alimento pode ser consumido por qualquer pessoa, seja por algum tipo de rejeição do organismo ao glúten ou para uma dieta comum sem a presença da proteína.


As propriedades da farinha de sorgo são semelhantes às do milho, no que diz respeito aos níveis de proteína, gordura e carboidratos. A diferença é que o cereal tem mais proteína e gordura que o milho, mas menor presença de vitamina A.

 

Benefícios da farinha de sorgo

Além de ser um grande aliado de portadores de doenças celíacas ou intolerantes ao glúten, como dissemos acima, a farinha de sorgo também traz outros benefícios à saúde humana, que variam desde a prevenção de doenças crônicas até um emagrecimento rápido e saudável.

 

Confira abaixo alguns dos principais benefícios da farinha de sorgo:

Graças ao seu alto teor de magnésio, o sorgo contribui para um tecido ósseo saudável, regulando os níveis de cálcio no corpo humano;

Devido à presença do cobre em sua composição nutricional, a farinha de sorgo pode melhorar o sistema imunológico;
O alimento ajuda a controlar o metabolismo, transformando os nutrientes em energia;

Rica em antioxidantes, a farinha de sorgo pode contribuir para o controle de doenças crônicas (como a diabetes tipo 2) e suas complicações;

Também por sua ação antioxidante, o alimento auxilia em dietas restritas de glúten;

Graças ao seu alto potencial de fibras, o sorgo apresenta grandes benefícios para saúde intestinal, redução de colesterol, menor incidência de câncer de cólon, controle da glicemia, etc.;

As substâncias presentes no sorgo, como as antocianinas, as isoflavonas e os taninos são capazes de proteger o organismo de enfermidades cardiovasculares e tumores, com ênfase ao câncer de cólon e esôfago;

Por ser rica em fibras, a farinha de sorgo ajuda no emagrecimento rápido e saudável, proporcionando maior sensação de saciedade e regulando o intestino;

Graças aos seus antioxidantes, a farinha de sorgo previne o envelhecimento, atuando no combate aos radicais livres, causadores do desgaste das células.

 

Composição Nutricional

A farinha de sorgo possui em sua composição nutricional diversos fitoquímicos, como as antocianinas, isoflavonas e taninos, como falamos acima, e também uma boa quantidade de vitaminas e minerais, como mostraremos detalhadamente a seguir:

 

Energia – 344 calorias

Proteínas – 11,12 g

Gorduras – 3,74 g

Carboidratos – 67,43 g

Vitamina A (retinol) – 3 mcg

Vitamina B1 – 505 mcg

Vitamina B2 – 120 mcg

Vitamina B3 – 3,2 mg

Cálcio – 20 mg

Fósforo – 188 mg

Ferro – 2,7 mg

Fecula de batata

A fécula de batata, também conhecida como amido de batata, é uma farinha obtida pela secagem e moagem subsequente da batata.

FECULA DE BATATA

A fécula de batata, também conhecida como amido de batata, é uma farinha obtida pela secagem e moagem subsequente da batata. Composta essencialmente amido das próprias batatas, apresenta-se à vista como um pó de cor branca.

Sendo totalmente inodora e particularmente leve, é ​​usada como um espessante para cremes e na confeitaria em geral. Ela é usada na preparação, por exemplo, de bolos e de outros doces de forno, para os quais contribui para torná-los macios.

Ela deve ser conservada em um lugar particularmente seco para preservar-lhe as características.

 

A fécula foi utilizada em uma das primeiras técnicas de fotografia a cores, a autocromia, patenteada pelos irmãos Lumière, mais conhecidos por serem os inventores do cinema, mais do que por essa sua invenção no campo da fotografia.

No entanto, a autocromia, patenteada em 1903 e comercializada em 1907, era a principal técnica de fotografia a cores até o advento na década de 1930 dos filmes em cores subtrativas.

 

Calorias e valores nutricionais

Cem gramas de fécula de batata contém aproximadamente 357 calorias (93,8% de carboidratos, 5,4% de proteínas e 0,8% de gorduras).

Goma xantana

No momento de fazer pão sem glúten deparamo-nos com muitos problemas. O pão parece que não fica igual, não sabe ao mesmo, não tem a mesma textura e é difícil ou quase impossível fazer pão só com um tipo de farinha.

GOMA XANTANA

No momento de fazer pão sem glúten deparamo-nos com muitos problemas. O pão parece que não fica igual, não sabe ao mesmo, não tem a mesma textura e é difícil ou quase impossível fazer pão só com um tipo de farinha.
O glúten confere características à massa que permitem que se mantenha fofa e unida. Com glúten, o pão tem a elasticidade, a consistência e o aspeto que estamos habituados a ver e saborear.

Mas fazer pão sem glúten não é impossível, só temos de juntar farinhas que mimetizem as propriedades das farinhas com glúten e usar quando necessário auxiliares preciosos como a goma xantana.

A goma xantana é um aditivo natural já que é um polissacarídeo obtido pela fermentação de uma bactéria. Muitas vezes provém da fermentação de milho, por isso atenção se tiver algum tipo de intolerância ao milho.

Atualmente, encontra-se com facilidade à venda. Vende-se na forma de pó e pode ser usada com diversos fins: espessante, estabilizante, emulsionante, agente de suspensão, encorpante para saladas, molhos, produtos instantâneos, sobremesas, confeitaria, produtos lácteos, sumos de fruta e pastelaria.

Esta goma vai permitir que a mistura de farinhas tenha características semelhantes à mistura com glúten pois será possível conservar os gases resultantes da fermentação, permitindo um pão fofo e consistente.
Por norma, por cada chávena de farinha pode acrescentar-se entre ½ a 1 colher de chá de goma xantana mas o melhor será seguir uma receita da primeira vez que utilizar este auxiliar.

Maça peruana

A maca peruana é uma planta crucífera, que é a mesma família do repolho, couve, nabo e mostarda. Seu nome científico é Lepidium meyenii e é originária da região central do Peru

MAÇA PERUANA

A maca peruana é uma planta crucífera, que é a mesma família do repolho, couve, nabo e mostarda. Seu nome científico é Lepidium meyenii e é originária da região central do Peru, na cordilheira dos Andes, onde é cultivada há mais de 3000 anos pelos povos da região. A parte utilizada para fins medicinais é a raiz, um tubérculo com formato parecido com um rabanete.

Para que serve a Maca Peruana?

O consumo de maca peruana se deve tanto ao seu valor nutritivo como à presença de fitoquímicos benéficos à saúde. Ela é rica em minerais, entre eles cálcio, potássio, ferro, magnésio, fósforo e zinco. Contém ainda fitoesterois, muitos ácidos graxos essenciais, proteínas, carboidratos e fibras.

Benefícios da Maca Peruana

  1. Aumento da libido

Esse é um dos benefícios da maca peruana conhecidos há mais tempo, pois seu uso é histórico para estimular o desejo sexual, comum entre as populações peruanas desde 2000 anos atrás. Poucas pesquisas foram realizadas, mas alguns estudos em animais indicam certa propriedade afrodisíaca. Mais estudos em humanos são necessários para comprovar e entender como a planta atua, quais as substâncias envolvidas, etc, porém já existem muitos indicativos clínicos dessa propriedade. 

  1. Estímulo à fertilidade

A partir dos estudos realizados até o momento, há evidências de que a maca peruana pode aumentar a contagem de espermatozoides em homens, aumentando a fertilidade. Muitos profissionais de saúde e usuários relatam a melhora da função hormonal e o aumento da fertilidade em homens e mulheres são mesmo benefícios da maca peruana.
3. Equilíbrio hormonal

O balanço hormonal deve ser extremamente controlado pelo organismo, pois os hormônios atuam em concentrações bastante pequenas e gerenciam inúmeras funções biológicas. Porém os mecanismos de controle hormonal do corpo podem, algumas vezes, falharem, levando a faltas ou excessos e muitas doenças.

A maca peruana parece atuar no controle da estimulação da produção hormonal, através do hipotálamo e glândula pituitária, os “centros” do controle do sistema endócrino no ser humano. Eles controlam as outras glândulas por todo o corpo, melhorando assim a produção hormonal nas glândulas adrenal, tireoide, pâncreas, ovários e testículos.

  1. Aumento da energia

Com o uso por alguns dias, seu nível de energia e vigor já indicarão uma boa melhora, inclusive, muitos atletas utilizam a maca para aumentar a performance esportiva.

A maca contém carboidratos complexos, que são excelentes fontes de energia e ainda vitaminas do complexo B, que participam das reações bioquímicas que levam à produção de energia.

  1. Ajuda no controle dos sintomas da menopausa
    Os benefício da maca peruana na modulação hormonal auxilia mulheres na menopausa, cujos sintomas se devem ao desequilíbrio da produção de hormônios femininos. A maca peruana ajuda no alívio das ondas de calor, características nessa fase, e também ajuda nos sintomas da tensão pré-menstrual em mulheres em idade fértil.

Por conter cálcio, pode ajudar na prevenção da osteoporose, muito comum durante a menopausa.

  1. Clareza Mental

Entre os benefícios da maca peruana também está a melhora da saúde mental. Muitas pessoas reportam obter melhor raciocínio, foco, e clareza de pensamento ao fazer suplementação com o tubérculo.

  1. Estabilização do humor

A planta também parece ajudar na melhora de alguns distúrbios de humor, aliviando quadros de ansiedade, estresse, depressão e alteração constante de humor.

  1. Melhora da pele

Outro importante item dos benefícios da maca peruana parece ser em relação a problemas de pele. Para muitas pessoas, ela ajuda a melhorar a acne e manchas, além de reduzir a sensibilidade e aumentar a tolerância a temperaturas muito baixas ou muito altas.

Como tomar e Dosagem

A dose geralmente indicada é de 500 a 1200 mg ao dia, mas estudos utilizaram 1500 e 3000 mg, separados em três doses diárias, para a melhora do desejo sexual masculino, sem, entretanto, encontrar resultados diferentes na eficiência dessas duas doses. Recomenda-se que se inicie o tratamento com doses menores e elas sejam aumentadas com o tempo. Seu médico ou nutricionista pode definir com maior segurança a dose ideal para você, é sempre importante consultar um profissional ao iniciar o tratamento com quaisquer suplementos.

Uma boa alternativa para obter os benefícios da maca peruana é incluí-la na preparação de diversos pratos como saladas, bebidas, vitaminas, pratos quentes, sopas, sucos e café, com o cuidado de apenas evitar temperaturas excessivamente elevadas que podem levar à perda das suas propriedades.

No início o sabor pode parecer um pouco estranho, mas depende de com qual alimento está fazendo a mistura no caso do consumo em pó e com o tempo você vai se acostumando.

Contraindicações

Mulheres grávidas ou que estejam amamentando não devem fazer uso da maca peruana, pois não existem dados que comprovem a sua segurança nesse período.

Pessoas com qualquer doença que seja hormônio sensível devem evitar o consumo da raiz. Exemplos são câncer de mama, uterino e de ovários, endometriose ou fibrose uterina. Da mesma forma, qualquer condição que possa ser afetada pela exposição a estrogênios gera riscos ao consumir maca peruana, uma vez que a planta pode potencializar a ação estrogênica.

Psyllium

Psyllium é uma planta que produz sementes muito ricas em fibras. Isso pode ser na forma de pó que é misturado com água ou adicionado a uma vitamina, ou pode ser em forma de cápsulas.

PSYLLIUM

Psyllium é uma planta que produz sementes muito ricas em fibras. Isso pode ser na forma de pó que é misturado com água ou adicionado a uma vitamina, ou pode ser em forma de cápsulas.

A fibra alimentar no psyllium não é digerida pelo corpo humano, mas ainda serve a muitos propósitos. Comer mais fibras de psyllium pode ajudar a reduzir seu colesterol, prevenir câncer de cólon, aliviar prisão de ventre e diarreia, melhorar a regulação do açúcar no sangue e ajudar a perder peso. De acordo com o Centro Médico da Universidade de Maryland, uma dose típica é de meia a duas colheres de chá de psyllium em 1 xícara de água.

Laxativo natural e auxilia perda de peso

 

Fibra de psyllium, um tipo de fibra solúvel, absorve água e incha no seu trato digestivo. Esse aumento no volume quer dizer que seu trato digestivo se sente mais cheio, o que pode ajudar a diminuir a fome e evitar que você coma demais. Por serem ricas em fibras, as sementes de psyllium agem quase como um laxativo. Então, elas ajudam a estimular o trato digestivo e ajudam seu corpo a eliminar resíduos.

Adicionar psyllium à sua vitamina matinal também pode te ajudar a se sentir mais cheio e, em retorno, te ajudar a comer menos durante o dia. Você pode adicionar psyllium a qualquer refeição que quiser, mas geralmente é mais fácil adicioná-lo a uma vitamina, para evitar o risco de mudar o sabor da sua refeição.

Ele também possui poucas calorias. Uma colher de sopa do suplemento de fibras oferece apenas 16 calorias, mas te oferece 4 gramas de fibras. Tomar fibra de psyllium ao substituir alimentos altamente calóricos por suas fibras pouco calóricas, o que pode levar a uma redução na ingestão de calorias e perda de peso.

Melhor Controle da Glicose

Pesquisas mostraram que a fibra de psyllium pode ajudar na regulação do açúcar no sangue. Muitas dietas populares dizem que níveis de açúcar no sangue mais regulares ao longo do dia podem ajudar a promover a perda de peso. Grandes flutuações nos níveis de açúcar no sangue podem causar uma interrupção na sua energia, fazendo com que você se sinta cansado.


Doses Maiores de Fibras

Tomar fibra de psyllium emagrece, mas não exagere. Aumentar a ingestão de fibras lentamente pode evitar efeitos colaterais como gases e inchaço. Tente chegar pelo menos às diretrizes recomendadas, que aconselham que homens acima de 50 anos precisam de pelo menos 30 gramas de fibras por dia, mulheres acima de 50 anos precisam de 21 gramas por dia, e homens e mulheres abaixo de 50 anos precisam de 38 e 25 gramas respectivamente. Entretanto, comer mais de 50 gramas de fibras por dia pode causar problemas. As fibras podem prevenir que certos minerais, como zinco, ferro, magnésio e cálcio, sejam absorvidos corretamente.

Quanto Tempo Leva Para Funcionar?

Você pode precisar ir ao banheiro a partir de 30 minutos após tomar o suplemento. Depende da hora do dia em que você toma o suplemento e quanto você comeu antes de tomá-lo. Se você está esperando para ver os resultados do suplemento, não há um tempo estimado para você de repente chegar ao peso que você quer. Você ainda precisa manter um estilo de vida saudável para ver os resultados.

Não há uma pílula ou suplemento mágico que você pode tomar para perder peso. Tudo depende de ser uma pessoa ativa e comer de forma saudável. Entretanto, tomar um suplemento natural como o psyllium para perder peso pode te ajudar a ver os resultados um pouco mais rápido. Isso pode ser um grande motivador, especialmente se você está começando seu plano de perda de peso e tende a se desencorajar facilmente.

Farinha de graviola

A graviola é uma fruta característica de regiões tropicais, principalmente América Central, do Sul e sudeste asiático. Os benefícios da graviola para a saúde são numerosos.

FARINHA DE GRAVIOLA

A graviola é uma fruta característica de regiões tropicais, principalmente América Central, do Sul e sudeste asiático. Os benefícios da graviola para a saúde são numerosos.

Para que serve a Graviola?

A graviola é extremamente nutritiva, porém além da fruta em si, as folhas, raízes, casca e sementes têm grande tradição de uso em compostos medicinais, sendo utilizados como remédio natural para doenças como infecções, febre, problemas digestivos, diarreia, pressão alta, parasitas externos e internos, diabetes, entre outras. Existem, inclusive, registros de seu uso como planta medicinal no tratamento de diversas enfermidades por populações indígenas da América e tribos africanas.

Propriedades da graviola

Uma porção de 100g da fruta fornece cerca de 62 Kcal, aproximadamente 16g de carboidratos, predominantemente frutose, 0,8 g de proteínas, 1,9 g de fibras e não contém quantidade significativa de gorduras. Além disso, apresenta uma enorme variedade de vitaminas e minerais: cálcio, magnésio, ferro, fósforo, potássio, zinco, cobre, e vitaminas C, B1, B3, B2 e B6, além de folato.

1) Possivelmente benéfica na atuação contra o câncer

Recentemente, a graviola tem ganhado notoriedade por apresentar expressiva atividade anticancerígena. Pesquisas com cultura de células e camundongos demonstraram que o extrato da planta foi eficaz contra 12 tipos de câncer, incluindo o de cólon, mama, próstata, pulmão e pâncreas. Acredita-se que as substâncias com atividade antitumoral sejam as acetogeninas, compostos encontrados apenas nas Anonáceas, família a que pertence a graviola.

O extrato da fruta, semente e folhas foi capaz de matar células cancerosas até 10.000 vezes mais do que medicamentos utilizados na quimioterapia, por impedir que essa células produzam a energia que necessitam para crescerem e se multiplicarem. Entretanto, estudos em humanos ainda devem ser realizados para verificar sua segurança e comprovar a eficácia como medicamento.

2) Ajuda a controlar do peso

A presença de alto teor de fibras faz com que a graviola possa ser uma aliada no controle do peso. Isso porque as fibras retêm água no interior do trato gastrointestinal, levando a uma maior sensação de saciedade por mais tempo em relação a refeições sem fibras. Isso ajuda a reduzir a fome e a controlar a quantidade de calorias ingerida, contribuindo para dietas de baixa caloria. Além disso, se ingerida com outros alimentos, as fibras ajudam a reduzir o índice glicêmico da refeição como um todo, o que ajuda a evitar o acúmulo da glicose sanguínea como gorduras.

O índice glicêmico da graviola é 32, considerado bastante baixo, porém ela deve ser consumida com moderação uma vez que uma unidade da fruta pesa em média 1 a 4kg e cada 100g possui 16g de carboidratos. Isto significa uma grande quantidade de açúcares, e consequentemente calorias, por unidade, o que pode afetar o balanço calórico diário ideal, levando ao ganho de peso. Certamente que a pessoa não comerá uma fruta inteira mas a tendência é comer uma quantidade grande e dessa forma estará consumindo mais calorias.

3) Músculos fortes e proteção contra cãibras

A graviola apresenta consideráveis